A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

21/04/2011 12:30

“Relíquias”, automóveis são atração até sábado na Afonso Pena

Aline dos Santos
Exposição tranfosmou Cidade do Natal em Cidade das Relíquias. (Foto: João Garrigó)Exposição tranfosmou Cidade do Natal em Cidade das Relíquias. (Foto: João Garrigó)

Packard, Shelby Cobra, Buick. Nomes que soam desconhecidos, mas que foram estrelas da indústria automobilística estão em exposição nos altos da avenida Afonso Pena, fazendo da Cidade do Natal a Cidade das Relíquias.

O passeio pela história começa com um Ford T, fabricado em 1923. Também da década de 20, um Chevrolet “Cabeça de Cavalo” ostenta o título de primeiro táxi da Estação da Luz, em São Paulo. O automóvel também figura num filme com Dercy Gonçalves.

A viagem no tempo prossegue com o Jaguar da década de 40, um Packard Clipper dos anos 50, e o charme do Pontiac Catalina da década de 1960. O carro mais novo é de 1990, uma Limousine Cadillac.

O clima de saudosismo contagiou o aposentado Osvaldo de Almeida, de 69 anos. “Eram carros que a gente via nas ruas. Essas preciosidades ai”, recorda. De máquina fotográfica em punho, ele aproveitou o passeio para “engordar” o arquivo de fotos de veículos antigos.

“Tenho uma pasta no computador com mais mil fotos de carros antigos”. Ao fim da entrevista, ele não resiste. Pede ao fotógrafo para tirar uma foto ao lado de um Volks TL. “Já tive um desse”, justifica.

Adriana Alencar, de 36 anos, foi com os filhos visitar a exposição. “Sempre vou ver os carros antigos. Na Base Aérea, vou mais para ver os carros do que os aviões”, brinca.

Ford T, da década de 20, é o veículo mais antigo da exposição. (Foto: João Garrigó)Ford T, da década de 20, é o veículo mais antigo da exposição. (Foto: João Garrigó)

Além de ver, também é possível levar uma relíquia para a casa. Por R$ 85 mil, o visitante compra um Buick Special, de 1937. O carro tem placa preta, honraria destinada a veículos com mais de 30 anos e com alto índice de originalidade.

Os cem carros em exposição pertencem ao Clube de Colecionadores de Veículos Antigos Pantanal e clubes do interior de São Paulo e Paraná.

A exposição pode ser visitada até sábado, das 9h às 21h. A entrada é gratuita.

Desfile – Nesta quinta-feira, a partir das 16h, os veículos vão participar de carreata. O desfile sairá do Parque das Nações, passa pelo Paço Municipal, e prosseguirá pela 14 de Julho, Antônio Maria Coelho e retorna à Afonso Pena.

Prazo para inscrever atrações no Festival de Inverno de Bonito termina hoje
Termina nesta quinta-feira (3) o prazo para os interessados em inscrever atrações culturais para a 15ª edição do Festival de Inverno de Bonito. O eve...
Projeto "Um Violão Entre Amigos" traz concerto de violonista para Campo Grande
Para encerrar o projeto “Um Violão Entre Amigos”, patrocinado pelo FIC (Fundo de Investimentos Culturais), nesta sexta-feira (20) acontece o recital ...
Último dia de desfile do Grupo Especial no Rio tem homenagem a Zico e a Senna
No segundo dia de desfile das escolas de samba que integram o Grupo Especial, o público terá uma festa que inclui homenagens a dois esportistas consa...



Pelo acervo existente e pertencente a um único colecionador, acho que já passou da hora de se criar em Campo Grande, o museu do automóvel como já existe em diversas localidades do país. Fica aí a sugestão de um apaixonado por antigomobilismo. Com a palavra o Sr. Antonio Zanetti e o Prefeito da capital.
Joáo Carlos
(67) 9982-5079
 
JOÃO CARLOS MARINHEIRO DA SILVA em 21/04/2011 10:27:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions