A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

05/10/2016 14:00

Cachorrada é tendência na decoração, mas um estilo que pode custar caro

Naiane Mesquita
Bulldog quebra um pouco a sofisticação da adega da Casa Cor (Foto: Alcides Neto)Bulldog quebra um pouco a sofisticação da adega da Casa Cor (Foto: Alcides Neto)

De couro, ferro ou resina, as estátuas de cachorro estão em alta na decoração de ambientas. Com histórias para contar ou simplesmente por representarem o melhor amigo do homem, as peças são complementos com o poder de tornar o espaço elegante, com um ar aristocrata, ou descolado e cheio de personalidade.

Veja Mais
Com filmes não revelados da década de 1950, frei tenta criar museu em mosteiro
Traços da nossa arquitetura, desde o “Gabinete Téchnico de Desenho" na Calógeras

Cachorro no Escritório do Poeta é uma homenagem ao escritor que amava o animal (Foto: Alcides Neto)Cachorro no Escritório do Poeta é uma homenagem ao escritor que amava o animal (Foto: Alcides Neto)

Na Casa Cor MS, há 17 cachorros espalhados pelos espaços. Em vários ambientes e de tamanhos diferentes, é possível identificar as estátuas, que assumem até a função de bebedouros na varanda.

O arquiteto Douglas Raldi é o responsável por uma das peças mais bonitas de decoração. O cachorro do Foyer das Artes é de fibra, revestido em couro e costurado a mão.

“Essa tendência de incluir os animais na decoração vem desde 2012, quando foi lançado no Salão de Milão. Os animais estão sendo usados no geral para preencher um espaço, como um elemento de destaque, da alta decoração”, explica.

No caso do ambiente Foyer das Artes, a peça acompanha a cadeira mole assinada pelo designer Sérgio Rodrigues.

“Essa cadeira foi muito criticada na época que ele lançou por parecer uma cama de cachorro. Ela tem aquela almofadona, mas é muito confortável. Então, eu quis brincar com essa crítica e inclui o cachorro”, afirma Douglas.

O acabamento define se a peça é sofisticada ou mais despojada (Foto: Alcides Neto)O acabamento define se a peça é sofisticada ou mais despojada (Foto: Alcides Neto)
Brincar com as possibilidades torna o ambiente mais interessante (Foto: Alcides Neto)Brincar com as possibilidades torna o ambiente mais interessante (Foto: Alcides Neto)

Peças nesse estilo devem custar em média de R$ 2 mil a R$ 7 mil, dependendo do tamanho e o material utilizado.

O arquiteto ressalta que outras raças também combinam com determinada decoração. Um bom exemplo é o bulldog inglês do espaço adega. Cromado, ele se mistura entre as taças, mas sem perder o destaque. No quarto da menina, o cachorro de cerâmica esbelto e branco traz charme a uma decoração que mistura o moderno ao antigo, com direito a um balanço que cai do teto.

A maioria dos modelos usados se assemelha a raças de cachorros magros e esguios. O arquiteto Fabio Menoncin utilizou dois exemplos para o Escritório do Poeta. Um de tamanho médio, esculpido em madeira e outro menor, no canto do ambiente.

Cão de couro, ao lado da cadeira de leitura.Cão de couro, ao lado da cadeira de leitura.

“O espaço é em homenagem ao Otávio Gonçalves que escreveu o hino de Mato Grosso do Sul e foi autor de oito livros que remetem ao Estado de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Ele gostava de cachorro e por isso inclui as peças”, explica.

Fábio concorda que os cachorros são uma tendência na decoração.

“São objetos de decoração, que vem em alta desde o ano retrasado. Tem cachorro de porcelana, de louça, menores, alguns até em pop art, bem coloridos. Agora está vindo para o mercado cachorros maiores de madeira ou resina, que imita a madeira”, indica.

Não há limites para o uso do cachorro. “É livre, combina com áreas sociais, sala, living, no escritório. Pode ser até em um ambiente comercial. Não tem muita restrição”, destaca.

Para os que gostam de utilidade, há bebedouros e comedouros para cachorros nesse formato e de ferro.

O preço é de R$ 299,00, enquanto uma almofada estampada com o rosto do animal sai por R$ 163,00. Já os cachorros do jardim em tamanho pequeno são equivalentes a R$ 380,00.

 

No jardim ou varanda, o cachorro traz um toque sutil ao ambiente (Foto: Alcides Neto)No jardim ou varanda, o cachorro traz um toque sutil ao ambiente (Foto: Alcides Neto)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.