A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

31/07/2013 06:10

Casa Cor MS muda de “dono” e próxima edição será no 1º semestre de 2014

Ângela Kempfer
Ambiente da edição de 2011, realizada em imóvel da Chácara cachoeira.Ambiente da edição de 2011, realizada em imóvel da Chácara cachoeira.

Depois de duas edições em Campo Grande, a mostra Casa Cor muda de mãos em Mato Grosso do Sul. Até então sob responsabilidade dos mato-grossenses Emili, Marcelo e Vagner Giglio, agora a Contexto Mídia é proprietária da franquia no Estado.

Veja Mais
Traços da nossa arquitetura, desde o “Gabinete Téchnico de Desenho" na Calógeras
Casa de madeira mantém as lembranças de 92 anos de dona Nazira na 14 de Julho

A empresa assume o evento já promovendo uma modificação importante. Como é bienal, outra edição deveria ocorrer ainda em 2013, mas a mostra ficou para o primeiro semestre de 2014. O adiamento ocorreu por conta da transição no comando e também pela movimentação do setor, mais intensa nos últimos meses do ano.

A jornalista Luciane Mamoré vai responder pela Casa Cor/MS a partir de agora como diretora comercial. “Estamos muito felizes em continuar com o evento em Mato Grosso do Sul. Isso comprova que a Casa Cor acredita no potencial dos arquitetos e profissionais do Estado”, comenta.

Na cozinha do loft, lustre tem inspiração nos vikings, também de 2011.Na cozinha do loft, lustre tem inspiração nos vikings, também de 2011.

A Contexto Mídia até então era a responsável pela parte de comunicação da mostra e conquistou o respeito da proprietária da marca, a editora Abril. Em 2009 foi reconhecida como modelo de comunicação dentre todas as mostras da franquia e teve o modelo implantado nas outras edições Brasil afora.

Com a experiência de parceira de bons resultados, no fim de 2012 a família Giglio fez a proposta de venda da franquia em Mato Grosso do Sul para a Contexto e depois de seis meses de negociação o acordo foi fechado.

“Eles vão centrar forças na mostra do Mato Grosso e também estão levando outros dois eventos para lá. Mas a Emili Giglio continua dando consultoria aqui”, justifica Luciane. Assim, cada estado passa a ter estruturas independentes, com mostras intercaladas, ainda em formato bienal.

A empresa garante que o alto padrão será mantido, assim como a dimensão do evento, que em 2011 teve 34 ambientes espalhados pelo imóvel de 10 mil metros quadrados, na Chácara Cachoeira.

“Não é simples, é complexo. Tem a parte de arquitetura, de recepção, mas sentimos um respaldo incrível da marca e franqueadora”, diz a jornalista.

Os organizadores já procuram o imóvel que servirá à montagem da mostra de 2014 e Campo Grande. O endereço deve ser divulgado já em setembro e imediatamente será aberta a comercialização de espaços.

“Buscamos um lugar que tenha o espírito da Casa Cor e que estimule os arquitetos ao desafio de participar da mostra”, diz Luciane, sem citar os espaços concorrentes.

Garagem com pastilhas de ouro.Garagem com pastilhas "de ouro".



Que bom que campo grande continua com eventos do porte!
 
Antonio Davi em 31/07/2013 12:09:19
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.