A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

23/03/2015 07:00

Em tempo de alta, arquiteto cria sistema para reduzir conta de energia

Informe publicitário
Daniel Mayer se especializou em Retrofit na Faculdade de Belas Artes, em São Paulo. (Foto: Marcelo Calzans)Daniel Mayer se especializou em Retrofit na Faculdade de Belas Artes, em São Paulo. (Foto: Marcelo Calzans)

O arquiteto Daniel Mayer retorna a Campo Grande para oferecer um sistema que reduz o consumo de energia de 10% a 45% em tempos de “bandeira vermelha”. Depois de formado, o profissional se especializou em Retrofit na Faculdade de Belas Artes, em São Paulo.

Veja Mais
Traços da nossa arquitetura, desde o “Gabinete Téchnico de Desenho" na Calógeras
Casa de madeira mantém as lembranças de 92 anos de dona Nazira na 14 de Julho

“Vi em Campo Grande um mercado a ser explorado. Na verdade, não vi ninguém aqui que ofereça este tipo de serviço. Com a alta das tarifas de energia, busca-se a economia”, afirmou Daniel Mayer.

Os consumidores têm sofrido com a alta da energia elétrica nos últimos tempos por causa da baixa nos reservatórios de água. Para contornar a crise, a Mayer Arquitetura e Iluminação oferece o sistema Retrofit. Em linhas gerais, trata-se de modernizar o sistema de iluminação seja da empresa, residência ou comércio visando a economia de energia.

Técnicos visitam o local e fazem o levantamento do sistema de distribuição, as luminárias utilizadas, o consumo de energia e a demanda do local. Todas as informações são utilizadas em simulações para chegar ao potencial de economia. “Sempre é possível reduzir. Sem ir lá, sei que tem pelo menos 10% de redução do consumo”, ressaltou o arquiteto.

Recentemente, o arquiteto fez o gerenciamento da reforma de uma rede de supermercados. (Foto: Divulgação)Recentemente, o arquiteto fez o gerenciamento da reforma de uma rede de supermercados. (Foto: Divulgação)
Iluminação de supermercado mudou de acordo com novo método. (Foto: Divulgação)Iluminação de supermercado mudou de acordo com novo método. (Foto: Divulgação)

Mayer explica que o investimento varia de acordo com o local, a atividade exercida na empresa e o que vai ser necessário mudar nas instalações. “Tem casos de só precisar trocar as lâmpadas, mas em outras situações a mudança pode ser arquitetônica ou no sistema de iluminação”, pontuou.
O arquiteto, no entanto, utiliza o contrato de performance. “Se uma empresa gasta R$ 1.000,00 por mês com conta de energia elétrica e depois do Retrofit passa a pagar R$ 550,00, o projeto é pago através da economia gerada. O chamado payback. Então o empresário não tem despesa a mais para adotar o sistema de economia”, ressaltou Daniel.

Para adequar o prédio com o Retrofit, em média, são necessários de 30 a 90 dias de adaptação. Todo sistema segue as normas na NBR (Associação de Número de Referência Brasileira) ISO/CIE 8995-1que estabelece as regras para a iluminação de ambientes de trabalho.“Muitos empresários não sabem, mas uma iluminação adequada, aumenta a produtividade, diminui o cansaço e consequentemente falhas operacionais, pontou o arquiteto.

Depois de se estabelecer em Campo Grande, Daniel Mayer busca instituir a etiquetagem de selos em Eficiência Energética como o Procel Edifica, que promove o uso racional da Energia Elétrica em Edifícios, ferramenta que permite ao consumidor conhecer os mais eficientes e que consomem menos energia. Isto ajudaria a mostrar os prédios e edifícios que empregam a sustentabilidade e se preocupam com a questão ambiental.

Para mais informações e estudo de projetos entre em contato com a Mayer Arquitetura e Iluminação. Rua Maranhão, nº 275, sala 07. Telefone 3352-8678 / E-mail: mayerarq@gmail.com

 

 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.