A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

14/06/2016 08:08

Hotel feito só de containers tem 18 apartamentos e obra quase não gerou entulhos

Thailla Torres
6 containers foram transformados em 18 suítes de hotel em Três Lagoas. (Foto: Divulgação) 6 containers foram transformados em 18 suítes de hotel em Três Lagoas. (Foto: Divulgação)

Em Três Lagoas, um empresário decidiu utilizar containers para ser diferente em Mato Grosso do Sul. A ideia deu certo e hoje é o único lugar com esse modelo de arquitetura no Estado. 

Veja Mais
Traços da nossa arquitetura, desde o “Gabinete Téchnico de Desenho" na Calógeras
Casa de madeira mantém as lembranças de 92 anos de dona Nazira na 14 de Julho

Trabalhando com franquias há muitos anos, o empresário Fernando Antônio Martins de Oliveira queria um projeto de sustentabilidade. Em 2012, durante uma viagem para os Estados Unidos, conheceu diversos locais que já utilizava container em rede de hotelaria e aquilo ficou na cabeça. 

A proposta não é turística, mas foi pensando em atender a demanda de empresários e trabalhadores que passam pela região que o hotel acabou saindo do papel há 1 ano. "Desenvolvi o projeto e continuei trabalhando em cima de uma obra limpa. A ideia era fazer algo rápido e com apelo ecológico", explica.

Quartos com cama de casal, TV e ar condicionado. Quartos com cama de casal, TV e ar condicionado.
Ecobox do lado de fora.Ecobox do lado de fora.

Fernando comprou 6 containers que foram transformados em 18 apartamentos, com 10 m² cada. Com cada um foi possível fazer 3 quartos. O espaço parece pequeno, mas com móveis bem distribuídos, a sensação é de conforto. Também há isolamento acústico e térmico, para evitar o excesso de calor.

Ainda pensando na sustentabilidade, ele explica que buscou reaproveitar toda matéria prima utilizada na construção. "É uma obra normal, mas a diferença é a  rapidez. Quanto terminamos de construir, não havia quase nada de lixo e entulhos, e isso é muito bacana", comenta. 

Todos os quartos são suítes, com uma decoração simples. As cores verde e laranja se destacam para que os ambientes fiquem alegres.

Por não ser dedicado ao turismo, o empresário optou por valores mais acessíveis. A diária no hotel custa em média R$ 99,00, com direito a café da manhã. 

Para explorar ainda mais o conceito, o lugar só utiliza papel reciclado ou de madeiras de reflorestamento, além de ter programa de economia de água, com reaproveitamento da chuva.

Mas Fernando reclama que mesmo com uma ideia que contribui para preservação da natureza, os incentivos são baixos e não é fácil realizar projetos semelhantes. "Tenho muita experiência com franquia e sinto que ainda há uma dificuldade em implantar os containers no Brasil, a mentalidade das prefeituras ainda é muito fechada para esse tipo de obra", explica. 

Curta o Lado B no Facebook.

O objetivo é receber empresários, visitantes e trabalhadores que passam pela região. O objetivo é receber empresários, visitantes e trabalhadores que passam pela região.
Recepção com cores alegres. Recepção com cores alegres.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.