A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

12/05/2015 06:23

Não é por ser comércio que prédio precisa ser feio! Bom para cidade é o capricho

Lado B
Bonequinha na fachada da Shalom Bolos, na Avenida das Bandeiras. (Fotos: Fernando Antunes) Bonequinha na fachada da Shalom Bolos, na Avenida das Bandeiras. (Fotos: Fernando Antunes)

Tem tanto prédio comercial feio em Campo Grande, que o Lado B resolveu valorizar os empresários que decidiram colaborar com a cidade, garantindo a beleza nas fachadas. E descobriu que, em alguns casos, isso nem significa um investimento muito grande, basta o toque de sensibilidade para o lugar chamar a atenção, sem aqueles letreiros horríveis.

Veja Mais
Com filmes não revelados da década de 1950, frei tenta criar museu em mosteiro
Traços da nossa arquitetura, desde o “Gabinete Téchnico de Desenho" na Calógeras

A pauta surgiu quando, nas andanças pela cidade, no fim de uma rua sem saída demos de cara com uma bonequinha saltando da fachada da Shalom Bolos Caseiros. A proprietária, Mya Arakaki, tem a empresa há um ano, mas quase não era vista.

Como muita gente passada e não percebia o prédio no número 576 da Avenida das Bandeiras, ela resolveu dar proporções maiores ao símbolo da casa, a bonequinha recém batizada de Ruth.

“Procurei alguém para fazer aqui, mas disseram que só faziam em São Paulo. Um dia abriu uma empresa aqui ao lado e me indicaram um rapaz que faz esse tipo de trabalho. Ela ficou linda”, conta Mya, sobre a boneca hoje com 1 metro de altura, feita de fibra de vidro. “Tem de combinar com o que a gente faz. Os bolos são 100% caseiros, sem massa semi-pronta. Nada é industrializado”, garante.

 

Barber pole na fachada de estúdio de tatuagem e barbearia.Barber pole na fachada de estúdio de tatuagem e barbearia.
Dentro, prédio tem arte.Dentro, prédio tem arte.

Na rua José Antônio, é quase impossível passar à noite e não virar o pescoço para a esquerda no meio da quadra entre a Dom Aquino e Barão do Rio Branco. Há pouco tempo funciona ali o estúdio Hard Work Barbershop. Na fachada, o mais bacana é o símbolo clássico da barbearia, um barber pole, peça colorida que fica girando para deixar claro que o ponto é comercial.

O prédio é moderninho, mas lá dentro os clientes encontram 3 cadeiras antigas de barbeiros, um crânio de boi e vários desenhos emoldurados na parede, com a arte dos tatuadores que trabalham na Hard Work. É um pouco do estilo de cada um.

Foram 3 meses e meio para o lugar ficar exatamente como os donos do negócio queriam. A carcaça de gado Thomas Rech ganhou na faculdade, presente de um amigo. O barber pole já estava nas mãos de Renan Reggiani antes mesmo dele pensar em abrir a Hard Work na José Antônio.

Para baratear custos, os móveis de MDF foram projetados por uma amiga e montados pelos donos do estúdio. 

Sintonia - Na Rua Bahia, a loja Om Namastê é um exemplo de como a arquitetura fala muito sobre o produto ou serviço oferecidos em cada local. A loja tem como conceito a espiritualidade da cultura da Índia e da Tailândia, o bem estar, valorizando a arte e o design. Por isso, tem o verde da vegetação ao redor e um grande portão de ferro, que remete a ancestralidade, como acesso principal.

“Aqui a gente vive mudando, nada é estático, assim como a vida. Nada está acabado. Estamos sempre nos reconstruindo, pregamos o mutável. Por isso você sempre vai encontrar um detalhe novo na decoração”, comenta a proprietária Nadiege de Freitas.

Também não é porque o negócio é um estacionamento, que a estrutura tem de ser capenga, suja. Na Rua 7 de Setembro, o Thomaz Lanches abriu uma área para receber clientes, mas também cobrar por hora, lugar super arrumadinho, apesar da finalidade.

"Pensamos até em fazer ali com eucalipto, como todo mundo. Mas conversando com meu pai ele achou que ia ficar muito feio e questionou: ‘Como vamos colocar clientes nossos sob cobertura sem acabamento?’. Acabamos investindo um pouco mais, contratamos um serralheiro bom e deixamos o espaço bem organizado”, diz o empresário José Thomaz Filho.

Também conhece algum prédio que merece ser apresentado como exemplo? Então informe o endereço aí nos comentários!

Na Calógeras, loja de roupa em prédio antigo, só os adesivos na vitrine estragam o visual.Na Calógeras, loja de roupa em prédio antigo, só os adesivos na vitrine estragam o visual.
Estacionamento na rua 7 de Setembro.Estacionamento na rua 7 de Setembro.
Na Bahia, loja Om Namastê é um dos exemplos de como a arquitetura diz muito sobre o tipo de comércio.Na Bahia, loja Om Namastê é um dos exemplos de como a arquitetura diz muito sobre o tipo de comércio.
Janela de empresa de bolos, na antiga Furnas, com jeito de casa de boneca.Janela de empresa de bolos, na antiga Furnas, com jeito de casa de boneca.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.