A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

18/05/2016 18:25

Reunião dá o pontapé em obra na casa que receberá mostra de arquitetura

Paula Maciulevicius
As portas da casa se abrem do dia 26 de agosto a 9 de outubro. (Foto: Evelise Couto)As portas da casa se abrem do dia 26 de agosto a 9 de outubro. (Foto: Evelise Couto)

Arquitetos e designers entram em cena a partir desta quarta-feira (18) para dar nova cara aos 30 ambientes da mostra de arquitetura Casa Cor. Na reunião técnica foram tratados os detalhes do início das obras no imóvel assinado pelo arquiteto Rubens Gil de Camillo, na Avenida Afonso Pena e que pertence à família Dibo. 

Veja Mais
Morada dos Dibo por 30 anos, endereço na Afonso Pena será a Casa Cor em 2016
Com ostentação e também simplicidade, Casa Cor mistura gostos e estilos

As portas da casa se abrem do dia 26 de agosto a 9 de outubro. Até lá, tem muito chão para reformular os ambientes. Responsável pelo living de entrada, a designer de interiores, Janete Padilha, que vem de Dourados, quer deixar o "cartão de visitas" da residência o mais aconchegante possível.

"Ainda está em processo de criação, mas quero fazer um ambiente diferente sem perder o quesito aconchego", descreve. São 159m² de área que dão as boas vindas aos visitantes. A casa, construída, 30 anos atrás, é moderna até hoje e tem o concreto aparente como maior característica.

Na reunião técnica foram tratados os detalhes do início das obras no imóvel. (Foto: Ricardo Flores)Na reunião técnica foram tratados os detalhes do início das obras no imóvel. (Foto: Ricardo Flores)

 Nos planos de Janete, a ideia é deixar a sala o oposto do que está hoje. Com o pé direito baixo e o concreto, o living vai contra a leveza que ela quer proporcionar. "Quero transformar numa sala bem diferente, clara. Vou trabalhar numa palheta de cores neutras para dar a característica de aconchego. O living é o cartão de visitas e o desafio é fazer com que o cliente, o visitante, queira ficar ali dentro", pontua a designer.

O terreno total é de 2 mil metros quadrados, onde 1,8 mil deles são destinados à construção. A casa vai da Afonso Pena até a rua de trás, Pedro Coutinho. Na área externa, parte dos 305m² ficarão a cargo da arquiteta Alessandra Gibran, que decidiu apostar no paisagismo, deixando de lado um pouco do trabalho forte em interiores.

Na sala onde era servido o almoço da família Dibo, a Casa Cor terá pela primeira vez no Estado, uma "boutique conceito", da loja Alameda. A diferença está nos materiais usados, mais nobres, como o mármore.

"Além dos materiais nobres, vem com uma iluminação em destaque. Vamos fazer um jardim vertical e uma lareira. Para o projeto foi feito um levantamento, um estudo das lojas conceito que tem pelo mundo, com muito glamour", explica a designer de interiores e diretora da ABD (Associação Brasileira de Designers de Interiores) de Mato Grosso do Sul, Daiana Capuci.

Gerente de franquias Casa Cor, Graziela De Caroli, esteve presente na reunião técnica e falou sobre a representatividade da escolha do local. "Estamos na principal avenida da cidade, uma obra de um arquiteto muito famoso e ela tem um fator muito positivo que dá acesso para os profissionais: de ter ambientes bem divididos", avalia.

Analisando o contexto de Casa Cor pelo País, Graziela aposta no uso da tecnologia em cada ambiente, desde a lâmpada de LED até a automatização.

Na quarta edição, a Casa Cor vai repassar parte da renda do coquetel de inauguração ao Hospital do Câncer, entidade que abrigou a mostra em 2014.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.