A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

08/05/2012 11:43

A criatividade ainda produz cada coisa...

Ângela Kempfer
Baleiros com potes e cores.Baleiros com potes e cores.

Como um vaso de barro pode virar baleiro? Ou colheres de plásticos ganham forma de luminária?

Veja Mais
Traços da nossa arquitetura, desde o “Gabinete Téchnico de Desenho" na Calógeras
Casa de madeira mantém as lembranças de 92 anos de dona Nazira na 14 de Julho

A internet é um tsunami de idéias, uma prova de que nada substituiu a criatividade humana. Mesmo que algumas pareçam coisa inútil, sempre há alguma beleza.

Depois de poucos minutos de leitura de e-mails endereçados ao Lado B é possível escrever uma reportagem sobre o assunto.

São tantos objetos interessantes, a maioria do tipo “faça você mesmo”, que dá até vontade de sair por aí brincando de artesã.

Adorei, por exemplo, um baleiro, feito com vaso de barro, vasilha de vidro, puxadores de madeira e tinta, produtos facilmente encontrados nas lojas de decoração da 14 de Julho, lá na região da rua Maracaju.

Após organizar os “ingredientes” é só colar as peças para que elas não desmontem.

As colheres tem os cabos quebrados e são coladas para montar luminária.As colheres tem os cabos quebrados e são coladas para montar luminária.
A criatividade ainda produz cada coisa...

Colheres de plástico brancas, já usadas e limpas (de preferência) coladas lado a lado viram decoração de designer.

A proposta chegou por e-mail como link de um blog gringo, sem muitos detalhes sobre como fazer. Mas parece ser necessário apenas cola para plástico e paciência na montagem.

O cabideiro com tronco rústico de uma árvore é mais fácil de montar, o trabalho está em encontrar puxadores de épocas diferentes e materiais nobres.

Cabideiro com puxadores de guarda-roupa.Cabideiro com puxadores de guarda-roupa.

Dos “Recicleiros”, a mensagem chega mais complexa, sobre o microlixo no mundo, e tem como acabamento um singelo “Bota Bituca”. A justificativa sobre a necessidade de ter a mão o acessório é sustentada pelas estatísticas ”Anualmente, mais de 140 bilhões de bitucas são descartadas no Brasil”.

A empresa garante que até hoje já foram distribuídos mais de 400 mil Bota Bitucas por todo o Brasil, “em ações de conscientização da população nas ruas, eventos musicais e esportivos”.

O produto é vendido pela internet ( www.recileiros.com.br ), a R$ 20,00, 5 unidades, mas é muito fácil reproduzir a idéias comprando o recipiente em lojas de produtos de festa.

Bota Bituca para acabar com o microlixo no mundo.Bota Bituca para acabar com o microlixo no mundo.

Veja outra idéias que lotam o e-mail.

Mala com adesivo que brinca com a Polícia federal.Mala com adesivo que "brinca" com a Polícia federal.
Um pufe diferente...Um pufe diferente...
se multiplica.se multiplica.
A fita desprezada e o rock de sempre.A fita desprezada e o rock de sempre.



A bituqueira deveria ser obrigatória para os fumantes. Qualquer embalagem tubular de MM serve e cabe no bolso. Aliás, basta o bom senso: ao fumarem nas respectivas casas será que descartam as bitucas no chão?
 
Fabio Pellegrini em 08/05/2012 08:53:35
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.