A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

20/01/2012 11:35

Móveis e design feitos por meninos em Campo Grande graças ao apoio da Suíça

Ângela Kempfer
Mesas da Trendo, marca criada pelo projeto Pau Brasil. (Fotos: João Garrigó)Mesas da Trendo, marca criada pelo projeto Pau Brasil. (Fotos: João Garrigó)
Danilo mostra sua caixa de ferramentas.Danilo mostra sua caixa de ferramentas.

Ao entrar no galpão onde funciona a oficina de marcenaria do projeto Pau Brasil, em grandes caixas de madeira fechadas é possível conhecer a relação de alunos pelos nomes escritos na tampa de cada uma delas.

Veja Mais
Traços da nossa arquitetura, desde o “Gabinete Téchnico de Desenho" na Calógeras
Casa de madeira mantém as lembranças de 92 anos de dona Nazira na 14 de Julho

Os baús são a prova de que os garotos foram bem nos exames aplicados a cada seis meses de aulas. Em uma das regiões mais pobres de Campo Grande, o aluno que passa nos testes semestrais de marcenaria ganha como presente ferramentas e vai enchendo as caixas até concluir 3 anos de formação e começar a receber as encomendas.

No meio do caminho, os alunos aprendem a fazer móveis de uma forma diferente, com design moderno e, principalmente, sustentáveis. As peças são de madeira de reflorestamento e nenhuma recebe pregos ou parafusos. Tudo é feito na base do encaixe e cola.

Fugir do convencional não é fácil, mas a vida nunca foi moleza para quem participa do projeto, desenvolvido pela ONG Gira Solidário, com apoio financeiro de 10 instituições da Suíça.

Uma das formas de seleção é justamente pela vulnerabilidade. Meninos que moram com as mães e os irmãos, em situação de pobreza, são maioria na turma de 50 vagas.

Stephan Hofmann é o coordenador do projeto e mostra como funciona o encaixa da madeira.Stephan Hofmann é o coordenador do projeto e mostra como funciona o encaixa da madeira.
Cadeira com design diferenciado, produzida pelos garotos do projeto.Cadeira com design diferenciado, produzida pelos garotos do projeto.

Stephan Hofmann é o coordenador do projeto e fundador presidente da Girassolidário, um fotógrafo suíço, formado também em publicidade e marketing, que largou a empresa e uma carreira consolidada na Suíça para trabalhar por uma causa no Brasil.

A ideia da ONG surgiu quando ele presenciou o assassinato de um taxista, durante viagem a Salvador. “Um garoto chegou, atirou na cabeça dele e levou o relógio do homem. Fiquei pensando como um menino é capaz de fazer aquilo”.

A decisão de vir para Mato Grosso do Sul e não Bahia foi tomada na festa de despedida da Suíça. Como presidente da entidade que representa os publicitário suíços, Stephan ganhou uma despedida com direito a banda brasileira.

“A cantora era a Patrícia Nascimento, que me apresentou um projeto de uma agência de notícias sobre os direitos da infância aqui em Campo Grande”.

A mudança já completa dez anos e quatro núcleos criados na Girassolidário, um deles o de marcenaria.

A qualidade das peças e da formação dos meninos traz projeção, como a participação na Casa Cor, principal mostra de arquitetura e paisagismo do Brasil. Este ano o grupo também foi indicado pela primeira vez a prêmio nacional Anu, criado para destacar ações de toda natureza desenvolvidas dentro de favelas em todo território nacional, com patrocínio da Petrobras.

“É ótimo porque facilita a conversa com possíveis apoiadores”, avalia Stephan ao comentar que a maior dificuldade da proposta hoje é convencer empresários brasileiros a colaborar. “Todos os nossos recursos são da Suíça. Não temos nem um centavo brasileiro”, comenta.

Até o maquinário foi doado por empresa da Europa. "E ficaram 2 anos na alfândega porque o governo brasileiro queria cobrar impostos de uma doação", reclama Stephan.

Aos poucos, a entidade vai ganhando espaço próprio. Conseguiu um terreno da prefeitura na região do Los Angeles e já levantou 2 de 4 galpões que vão abrigar todos os projetos da Girassolidário.

Galpão construído com recursos próprios onde já funciona a marcenaria.Galpão construído com recursos próprios onde já funciona a marcenaria.

Os móveis não são comuns. O desenho tem linhas retas, é moderno e tem marca: Trendo. O design é assinado por Stephan e Fred Lei, outro colaborador da Suíça que passa 6 meses no Brasil todos os anos para pensar e executar o projeto.

Como a turma de marceneiros ainda é pequena, o grupo produz séries de móveis, a maioria de funcionalidade extrema. O que parece um armário fechado, por exemplo, aberto vira um escritório.

O conjunto de mesas pode compor vários ambientes com estilos diferentes e ser usado como banco.

Uma mesa de jantar custa cerca de R$ 2,2 mil, a cadeira Trendo sai por R$ 400,00.

Até em escolinha no meio do Pantanal o trabalho faz a diferença, em armários mesas e bancos feitos pelos meninos em Campo Grande.

Antes...Antes...
e depois.e depois.
Fechado...Fechado...
e aberto.e aberto.

Vida dura - A satisfação no rosto dos jovens envolvidos no trabalho está no olhar e na organização da caixa de ferramentas de cada um. Eles acordam cedo, fazem atividades de segunda a sexta e a recompensa vem quando conseguem concluir um móvel, diz Danilo, de 18 anos.

“A gente vê que é capaz de fazer alguma coisa”, resume. "Pensava que a marcenaria era uma coisa bruta, descobri que é delicada".

O rapaz mora com a mãe e dois irmãos e tão novo já enfrenta um drama familiar. “Meu irmão de 15 anos está perdido para a droga. Comprei um notebook, ele vendeu para comprar droga. Minha mãe se desespera e precisa de mim”, conta a história comum no bairro onde vive, o Los Angeles.

Antes do projeto, trabalhava com a mãe em feiras livres da cidade. “Faltava dinheiro até para comer”. Hoje tenta completar o Ensino Médio e depois sonha com uma faculdade. “o bom aqui é que pegam no nosso pé para estudar”, admite.

Todos começaram produzindo uma caixinha e por fim Lucas já mobiliou a casa no Los Angeles. “Fiz a cabeceira da minha cama, meu home Office”, conta.

Ele é um dos alunos já formados na primeira turma do Pau Brasil. Começou em 2006, terminou em 2009 e agora é um dos contratados para dar conta das encomendas, mas ainda quer fazer faculdade. "Primeito Desing de Interiores e depois Arquitetura”.

O telefone da escola Pau Brasil é 67 - 3384-4811




Achei todas as peças lindas, de ótimo acabamento! Parabéns!
Sou estudante de arquitetura e se possível, gostaria de saber
as dimensões do galpão onde funciona a marcenaria! Obrigada!
 
Larissa Fernandes em 04/04/2012 10:22:50
Sono un italiano residente in Svizzera e voglio fare un plauso speciale al signor
Stephan Hoffmann ed a tutti i ragazzi che svolgono quest'attività con molta cura
ed ottimi risultati, da quanto vedo.
A tutti loro auguro un futuro radioso.
 
Oscar Rinaldi em 02/02/2012 10:42:52
Es muss ein gutes Gefühl sein, in solchen Möbeln zu wohnen, die Originalität, Schönheit und Qualität auf sich vereinigen. Ich gratuliere Fredi, Stefan und den jungen Menschen in den Werkstätten der Cira, dass sie dies geschafft und geschaffen haben.
Jedes Möbel aus dieser Kollektion erzählt auch davon, dass diese Arbeit eine verbesserte Lebensperspektive für viele junge Menschen bedeutet!
 
Kuster Marianne em 29/01/2012 05:13:38
Lindos..Parabens....muito bom gosto...vamos incentivar cada dia mais esses talentos maravihosos!!!!
 
Rosemeire Cordeiro em 25/01/2012 02:19:38
Sono uno svizzero che abita a Campo Grande da maggio 2011. Ho avuto la fortuna di visitare la scuola e vedere i mobili. Gente: alta qualità, design moderno e funzionale, il tutto prodotto da ragazzi "speciali". In questi momenti riesco a convincermi che l'uomo é l'animale più intelligente sulla Terra.
 
Boris Strozzi em 22/01/2012 11:49:43
Ich bin ein Schweizer, der seit Mai 2011 im Campo Grande wohnt. Ich habe den Gluck gehabt, die Schule zu besuchen und die Möbeln zu sehen. Leute , sehr hohe Qualität, modernes und funktionelles Design, und dazu Produkte von "spezielle" Jungen.
In diesen Momente, ich kann glauben, das der Mensch der klugste Tier aus der Erde ist!
 
Boris Strozzi em 22/01/2012 11:47:37
Sou um suíço que mora em Campo Grande desde maio 2011. Eu tive o prazer de visitar a oficina de marcineria e ver de perto os moveis produzidos. Gente, alta qualidade, desenho elegante e funcional , resultado do trabalho dos meninos da escola.
Nesses momentos acho que o ser humano é o animal mais intelligente da Terra.

 
Boris Strozzi em 22/01/2012 11:42:04
è emocionante ver que ainda existem pessoas de bom coração e que nem todas as ONGs são meios de ganhar dinheiro fácil.Mais impressionante é saber que pessoas que viviam no primeiro mundo largam tudo para vir ao quinto mundo se doar por essa causa.Obrigado por vcs existirem.
 
Antonio Quebrado em 21/01/2012 12:26:53
Muito Bom demorou para ser divulgado, participei do projeto Jovem Repórter e essa equipe nos capacitou para diversas áreas, sendo um grande instrumento para hoje eu ser acadêmico de uma Universidade Publica, Agradeço pelo trabalho feito pelo Sr. Hofmann e toda sua equipe.
 
Felipe Vitorio Lucero em 21/01/2012 12:21:32
Parabenizo pela iniciativa. Fiquei curiosa para saber qual o vinculo jurídico dos meninos com a organização e se os meninos tem parceria na produção.
 
vanda ferreira em 21/01/2012 02:31:32
parabéns!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
maria cristina ataide em 21/01/2012 01:14:20
Gente, pq os empresarios brasileiros nao apoiam essas iniciativas? pq gastam horrores com patrocinio em carnaval e futebol mas não olham esses pequenos milagres na vida desses meninos? Um trabalho maravilhoso desses sem divulgação! Parabens CG News pela matéria.
 
Leticia Mello em 20/01/2012 12:59:32
Lindossss!
Pra quem tiver interesse aqui vai o endereço:
Rua 18 de setembro nº 83 b, Vila Carvalho
Tel:(67) 3384-0113
 
Fabienne König em 20/01/2012 12:41:49
Gente.... olhem o telefone no fim do texto!!

repito aqui
O telefone da escola Pau Brasil é 67 - 33840113
 
Eny Feliz em 20/01/2012 12:19:00
Qual o endereço do projeto?
 
Josany silva em 20/01/2012 12:07:55
Trabalhos como esse deveriam estar na lista de prioridades das nossas autoridades. Ajudam a formar cidadãos de primeira linha. Ensinam além de uma profissão, isso deve ser apoiado pelo empresariado brasileiro. Em vez de ficare ligando para o BBB para colocar esse ou aquele no paredão, deveriam colaborar com esse tipo de iniciativa. Espero que esse jovem, Lucas, consiga realizar seu sonho. Parabéns
 
Wagner Ferrari em 20/01/2012 12:05:39
Linda iniciativa, precisamos valorizar ações como essa e o Prêmio Anu, que é realizado pela CUFA - Central Única das Favelas, vem para reconhecer Ong's de todo Brasil que lutar para diminuir essa desigualdade tão grande que vivemos...
 
Ana Ostapenko em 20/01/2012 11:57:28
São lindo os móveis. É possível divulgar o contato ou local?
 
maria alice martins em 20/01/2012 11:57:06
Ótima iniciativa! Fiquei interessada nos móveis, faltou na reportagem informação sobre como efetuar aquisição.
 
Marilia Xavier em 20/01/2012 11:48:20
Vi esse projeto nascer, com muito orgulho. Quando finalmente pude pensar em comprar uma cozinha planejada, não tive dúvidas, queria ter algo feito pela Escola Pau Brasil. O preço é o mesmo cobrado por outras fabricantes então porque não optar pelo móvel do projeto, não é mesmo... tem a mesma qualidade, um design lindo e ainda ajuda o projeto a abrigar e ensinar mais adolescentes.
 
Ivanise Andrade em 20/01/2012 10:08:22
Esta iniciativa é muito louvável, trabalho em uma unidade Penal e penso que se tivessem mais oportunidades para os adolescentes e educacão de qualidade para nossas criancas, apoio dos governos para a familia e seguranca publica eficiente , nossas criancas e adolescentes estariam longe das drogas e consequentemente as cadeias não estariam superlotadas.
 
rita ce cassia alves da cunha santana em 20/01/2012 06:02:16
Que otimo trabalho!!! Parabens a todos os envolvidos... a unica coisa triste é saber que tem que vir alguem de fora com essa iniciativa pra poder funcionar, e que nosso país, ao inves de ajudar, ate tenta atrapalhar, como foi o caso na alfandega...
 
Josi Araujo em 20/01/2012 04:43:04
Agradeço a todos pelos comentários sobre nosso trabalho. É um grande prazer contribuir com um futuro melhor de jovens e suas famílias em situação de risco social.

Para quem tem interesse em móveis da nossa linha TRENDO:
www.trendo.com.br
Telefone direto na GIRA Solidário: 3384 4811
Meus e-mails: stefan@girasolidario.org.br ou combox@bol.com.br

Muito grato pelo seu interesse
Stephan Hofmann
 
Stephan Hofmann em 20/01/2012 03:04:19
ESSE trabalho é de muito orgulho.vocês estaõ de parabens sao lindo demas, esses moveis!QUE continui com esse dom de fabricar lindos moveis,vcs tem muito valor;DEUS de sabedoria para esse professor que teve essa ideia de fazer grandes marcineiro.PARABENS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
tania souto de freitas em 20/01/2012 02:10:48
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.