A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

25/05/2012 15:37

Na fase final do Cidade Limpa, paisagem começa a mudar no Centro

Paula Vitorino
Visual do Centro mudou. (Fotos: Minamar Júnior)Visual do Centro mudou. (Fotos: Minamar Júnior)

A uma semana do fim do prazo da 3ª etapa do Cidade Limpa, o visual do Centro de Campo Grande está diferente. Muitas fachadas de lojas estão “peladas”, sem letreiro, ou em reforma para a colocação do novo painel publicitário.

Veja Mais
Traços da nossa arquitetura, desde o “Gabinete Téchnico de Desenho" na Calógeras
Casa de madeira mantém as lembranças de 92 anos de dona Nazira na 14 de Julho

Os proprietários têm até o próximo dia 31 para retirar as fachadas que não se enquadram ao projeto, que tem o objetivo de despoluição visual do comércio.

Esta etapa compreende 780 estabelecimentos, no quadrilátero que compreende as ruas Mato Grosso, Calógeras, Afonso Pena e Rui Barbosa.

Na loja Le Postiche, o letreiro antigo já foi retirado e uma nova fachada feita. A gerente Mari Garcez diz que os proprietários receberam o comunicado da Prefeitura e se programaram para fazer a alteração dentro do prazo e não deixar a loja sem letreiro.

Ela frisa que muitos estabelecimentos deixaram para a última hora e correm o risco de não conseguirem cumprir o prazo.

O letreiro da loja Bumerang ainda não foi retirado e a gerente, Seigra Oliveira, afirma que está os comerciantes precisaram “entrar na agenda” dos profissionais que realizam esse tipo de serviço.

“Todo mundo está retirando ao mesmo tempo. Estamos esperando só o profissional vir fazer a retirada”, diz.

Ela diz que a loja já está com o projeto para o novo painel pronto e aprova a mudança. “Já está tudo preparado para não deixar a loja sem letreiro. Vai ficar muito mais bonito, limpo, o Centro. Sem aquele monte de enfeite, que parece que uma loja quer aparecer mais que a outra”, explica.

Algumas lojas já começaram a trocar a fachada. Algumas lojas já começaram a trocar a fachada.

Gasto - A mudança do letreiro também representa gasto extra para os comerciantes. O proprietário da ótica Nakasse, Roberto, afirma que vai gastar entre R$ 4 e R$ 5 mil, no mínimo, para trocar o letreiro.

Ele reclama que esse é um gasto desnecessário, que não estava dentro do orçamento, já que a previsão de troca do letreiro seria só para os próximos 5 anos. “Meu letreiro está bom ainda, não ia precisar gastar com isso agora”, diz.

O comerciante afirma que irá retirar o letreiro dentro do prazo, mas ainda não tem previsão para colocar um novo painel.

Normas - O diretor de controle urbanístico da Semadur, Waldiney Costa da Silva,explica que não existe prazo para a colocação de novo painel, mas que é de interesse do comerciante colocar a logotipo da loja e zelar pela fachada.

Os novos painéis devem ter alvará da Prefeitura e atender as normas do projeto, entre elas a não utilização de toldo maior que 15 cm em direção a calçada, o tamanho da letra e do painel, que variam de acordo com o espaço utilizado.

Só é permitido um letreiro por estabelecimento, com exceção para os que ficam nas esquinas, que podem colocar um para cada rua.

O proprietário que não cumprir os prazos e regras é notificado, recebendo prazo de 15 dias para se adequar. Caso contrário, recebe multa de R$ 5 mil, que em caso de reincidência tem acréscimo de R$ 1 mil para cada metro irregular. Até o momento 11 multas foram aplicadas.

Etapas - A implantação do Cidade Limpa termina no dia 30 de setembro deste ano, com o fim da 4ª etapa, que terá início no dia 1º de junho.

Nesta última etapa serão compreendidos os estabelecimentos que compreendem a região avenida Mato Grosso, rua Padre João Crippa, avenida Afonso Pena, rua Pedro Celestino, avenida Fernando Corrêa da Costa, rua Rosa Cruz, avenida Ernesto Geisel, Afonso Pena e Rui Barbosa.

Nas duas primeiras etapas, foram compreendidos 452 comércios entre as ruas Afonso Pena, Alan Cardec, Dom Aquino, Ernesto Geisel, Mato Grosso, Calógeras, Rui Barbosa e 14 de Julho.

Ao final, serão 2.060 mil comércios participantes do Cidade Limpa.




Parabéns prefeito , não é porque outros prefeitos em tempos pretéritos , em nome da modernidade e outras tolices destruiram a materialidade historica desta cidade ,bem como sua identidade , Campo Grande não pode perder sua memória histórica , não importa , os cães ladram e a caravana passa. Incomodado é que se mude , aventureiros e pau rodado esta cidade e este Estado ja tem demais .
 
Paulo Pereira em 28/05/2012 10:46:26
É uma maneira de uniformizar procedimentos..Só que a Prefeitura, também tem que colocar lixeiras, para que o povo porcalhão coloque aquelas propagandas que são distribuídas no centro da cidade, pelo panfleteiros. Se não quer ler , nem pega. Mas, o que que fazem?Pegam o panfleto e daí as uns poucos metros jogam na calçada.A cidade sempre amanhece limpa.Vamos fazer a nossa parte ,ajudando.
 
Izarina L.Menezes. em 27/05/2012 10:37:08
cara,senhora Miriam moro a pouco tempo em campo grande, e realmente o q vc falou faz sentido, so que ha tantas outras coisas mais importante pra se fazer nessa cidade que acho um desperdicio de dinheiro para os comeciantes, so vai fazer bem pra quem faz as placas ,pois com certeza o preço vai subir , não sou sou campograndense ,so que acho qu nada vai mudar em relação a blz da cidade.
 
solange obara em 26/05/2012 11:49:40
GOSTARIA DE SABER POR QUE A PMCG NAO SE PREOCUPA COM SAUDE E EDUCACAO, AO CONTRARIO DE ARQUITETURA URBANISTA, DE FACHADA DA CIDADE. PORQUE SERA QUE NAO RENOVAO CONTRATO COM MEDICOS, VISTO QUE VIVEMOS UM CAOS NOS POSTOS DE SAUDE.... SINTO VERGONHA DA ADMINISTRACAO DE CAMPO GRANDE!!!!!
 
OMAR AMORIM SURIANO em 26/05/2012 11:23:00
Lizete, voce foi sábia e escreveu a minha ideia...O poder público deveria deixar de gastar com propaganda e fazer a sua parte. Retirar ambulantes que atrapalham a vido dos comerciantes. Proibir sons nas calçadas. Isto não iria ter custo aos comerciantes e melhorariam e muito as compras no centro..
 
DEISE MINEIRO em 26/05/2012 10:31:15
Cada decisão da prefeitura aumenta o custo dos empresários que sustentam esta cidade. Vamos ser sérios e pensar antes de decidir.... Bem que a prefeitura deveria dar o exemplo... protegendo cidadão - retirando os vendedores que emporcalham as calçadas, proibindo os sons nas calçada que traz problemas de saude a população, Mantendo as praças limpas e cuidadas.. E a coleta seletiva quando será impl
 
DEISE MINEIRO em 26/05/2012 10:22:44
É estranho qdo os governos tomam decisões inconsequentes, e a população paga a conta.. Primeiro as calçadas com piso tátil, retirar as muretas que entornam as arvores, retirar lixeiras - lixo agora fica na calçada, a terra vermelhas escoa p/calçada e vira "um lixo".. Bem que poderiam nivelar as calçadas no sentido do meio fio, pois os pedestre andam com um pé mais alto que outro, ...
 
DEISE MINEIRO em 26/05/2012 10:13:44
TA CERTO ,QUE PELA LEI TEM QUE TIRAR AS PROPAGANDAS,MAS TIRA TAMBÉM A PROTEÇÃO DA CHUVA....POIS VÁRIAS FACHADAS DESSAS,VEM COM A PROTEÇÃO DE SOL E CHUVA...VAMOS SE PROTEGER DO SOL E DA CHUVA ONDE? O COMÉRCIO VAI PERDER COM ISSO....TODOS VÃO QUERER FAZER SUAS COMPRAS NO SHOPPING ....
 
DIRCEU DE CARVALHO em 26/05/2012 08:19:05
Arquitetura bonita??? Aonde?? Nao quero desvalorizar os arquitetos do seculo passado, mais temos arquitetos que estudam para inovar e diferenciar a cidade, já em Campo Grande o que temos atras dos Paineis e Letreiros são prédios fachadas e predios quase caindo ao chão. Para finalizar a reportagem diz " Ao final, serão 2.060 mil comércios participantes do Cidade Limpa." ,A lei não é pra todos?????
 
Arnaldo de Vasconcelos Junior em 26/05/2012 08:07:46
Depois de implantar a rede elétrica subterrânea, aí sim vai fazer a diferença.
 
Tino Sant'Ana em 26/05/2012 06:29:18
Ficaria mesmo bom se fizessem cumprir a lei da permeabilidade, vajam o exemplo da calçada em frente ao antigo museu Dom Bosco na Barão em Frente a Praça do Rádio, que foi reformada e plantada grama em todo entorno das árvores, se fizer isso na 14 o centro da cidade fica sim mais bonito e agradável.
 
Oswaldo Benites em 25/05/2012 09:56:03
Bonito? Esses prédios velhos sem graça, sem padrão e mal acabados? Se eu fosse o prefeito daria um jeito de demolir toda essa velharia e construiria prédios novos com arquiteturas modernas e mais saudáveis aos olhos. Lógico, deixaria um ou dois como exemplo de como não se deve fazer... Ao invés de se preocupar com a poluição visual deveria o poder público preocupar-se com algo mais importante.
 
Arthur Donavann em 25/05/2012 09:33:17
Ainda bem que temos poucas chuvas em Campo Grande e toldos não farão a diferença. Letreiros no centro comercial é algo normal; seria irregular num bairro residencial. O visual que teremos e já podemos imaginar, será mais ou menos de uma cidade de filmes de faroeste. (Em Nova York, a Time Square mantém toldos e letreiros normalmente). Tudo que o "Serra" inventa, aqui implantam.
 
Ezio José em 25/05/2012 07:54:48
Parabens a prefeitura e comerciantes de CG. A poluição visual, principalmente da 14 de Julho é terrivel.. só falta agora arrumar a fiação elétrica...
 
LUCAS SODRE em 25/05/2012 07:14:07
Sei não hein,,quem ta errado ja olharam as fotos da Madison Square em Nova york.?????? ...em um pais de 1° mundo..é diferente.....rsss.....acho que deveriam...fazer um rodizio de carros isso sim..no centro..pra despoluir um pouco...
 
Alex Vieira em 25/05/2012 06:23:23
Agora, claro: muitos comerciantes retiraram seus letreiros e tal em excelentes condições. Deveriam avaliar os que tiraram conservando o imóvel (não os que colocaram a fachada para tapar o descaso) e junto ao BNDES ou algo que o valha, oferecer uma linha de crédito para a readequação solicitada. Porque DÓI MESMO, essas coisas custam CARO e nem todos podem dispor do valor em condições normais.
 
Mirian Costa em 25/05/2012 06:06:03
Solange, há sim programas como este em outras capitais. Porque poluição visual não é sinal de desenvolvimento.Quanto a sermos uma "cidadezinha", como disse, se isso for fato, seria bem mais por conta do pensamento de muitos c.grandenses, que cismaram em achar que para serem urbanos e modernos basta querer e ostentar visualmente, sem nem se preocupar com fatores como a mentalidade coletiva.
 
Mirian Costa em 25/05/2012 06:01:11
Sabemos que há o problema com o sol e chuva, lembro que diversas fezes quando desci até o centro e chovia podíamos nos abrigar nas coberturas/toldos das calçadas, cada vez mais fica insuportável andar nas calçadas, a população aumentou bastante e mesmo em dias que não são de pagamento o centro é muito cheio, a opção é frequentar shopping afastado da cidade.
 
Marisa Aluchna em 25/05/2012 06:00:52
Esse centro so vai ficar bonito e agradável quando tiver CALÇADÃO. Por enquanto não vou.
 
Emersom Floriano em 25/05/2012 05:49:39
Que bom pois alem de deixar todos os comerciantes em condiçoes de igualdade quanto ao marketing ,Tamben mostra quem estava empurrando o lixo para debaixo, do tapete e quem zelava pela saude do imovel...
 
adir jorge diniz em 25/05/2012 05:46:25
mudança é progresso espero que realmente tudo fique legal mas continuo achando que quem inventou tudo isso tem loja no shoping pois quem vai andar no sol ou na chuva?pois as calçadas vão ficar bastante vuneravel a estes acontecimento.mas vamos lá não podemos parar.
 
marco antonio borges em 25/05/2012 05:39:52
Só faltou colocar umas fotos que mostrassem mesmo a mudança. Talvez um antes e depois.
 
Bruno Perez em 25/05/2012 05:37:07
Ahhh, vão dormir pessoal, tá certo, tem que padronizar, o poder público são todos, e sim, no século 19 era bem mais bonito.
 
João Russo em 25/05/2012 05:24:19
as autoridades ,deveriam se preocupar com o lixo nas ruas , com o asfalto tudo pela metade ,digo isso porque eles remendam ,ao invés de placas ,,,,,,nas grandes cidades as placas luminosas são lndas mais como sempre aqui vai continuar a ser uma cidadeznha do interior com nome de capital ;;;;;;;mais enfim manda mais quem detem o poder.
 
solange obara em 25/05/2012 05:17:04
As pessoas estão tão acostumadas com a violência da poluição visual que estão insensíveis em perceber o quanto nossa arquitetura é bonita.
É história, é nossa história, a hora que estiver tudo pronto, pintado, a cidade e as lojas serão e ficarão ainda mais valorizadas.Calma,não está pronto.
Tem que treinar o olhar,para perceber a beleza além dos gritos de consumo.
Adorei a ideia.Opinião minha.
 
Mirian Costa em 25/05/2012 05:14:35
Olha nao to vendo nada de bonito. poluição visual. alguem ja morreu de poluição visual. então vamos acabar tbem com os carros que poluem. fiscalizar todos os carros e recolher os que estao poluindo. e aplicar as multas. Agora feio ta de ver as fachada sem pintura nenhuma toda suja. as calçadas se os toldo nos dias de sol nao vai ter mais ninguem na calçada andando vão todos para os shopping.
 
thiago souza em 25/05/2012 05:12:43
Parabens para quem inventou a retirada dos paineis das lojas, as ruas estao ficando lindas.
Po meu nos estamos no seculo 21, as ruas estao igual ao seculo 19.Sera que a nossa linda morena merece isto?
 
ANTONIO MARQUES em 25/05/2012 04:56:00
Mais uma vez os comerciantes tendo que se virar nos 30, não seria melhor ter começado pela parte que cabe ao poder público? Refazer o asfalto, as guias, tirar as aguas servidas que ficam empoçadas na 14 ? E no final quando tudo isto tivesse pronto, tenho certeza de que os donos de lojas teriam prazer em mudas suas fachadas. O que a gente ta vendo é que ta ficando pior do que estava.
 
Lizeti Aparecida Zanineli em 25/05/2012 04:10:28
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.