A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

16/08/2012 18:56

Prefeitura tomba sede do Rádio Clube como patrimônio histórico

Nadyenka Castro
Sede do Rádio Clube cidade é tombada como patrimônio histórico e cultural. (Foto: Ângela Kempfer)Sede do Rádio Clube cidade é tombada como patrimônio histórico e cultural. (Foto: Ângela Kempfer)

A sede do Rádio Clube, localizada na rua Padre João Crippa, em Campo Grande, já é patrimônio histórico e cultural da Capital de Mato Grosso do Sul.

Veja Mais
Venda de sede fará do Rádio Clube o maior do Centro-Oeste, diz presidente
Para sobreviver, Rádio Clube pode ter que vender parte do patrimônio

O decreto sobre o tombamento do imóvel foi publicado na edição desta quinta-feira do Diário Oficial do município, é assinado pelo prefeito Nelsinho Trad (PMDB) e tem aprovação do Conselho Municipal de Cultura.

Conforme o decreto, é patrimônio histórico e cultural o salão de festas do Rádio Clube. Diante disso, fica proibido “demolir ou alterar a volumetria e as fachadas construídas em 1943 com inspiração no estilo missões”.

Apesar das proibições, as dependências internas podem ser reformadas “desde que não danifiquem o telhado e as fachadas”.

O tombamento do salão de festas do Rádio Clube também interfere na área entorno. A altura admitida para os imóveis está limitada a média da altura dos edifícios atuais.

Além disso, os recuos frontais das edificações localizadas no “trecho entre a Avenida Afonso Pena e a Rua Barão do Rio Branco com frente voltada para a Rua Padre João Crippa devem alinhar-se ao recuo do prédio tombado” e qualquer obra neles deve ser precedida de solicitação ou projeto encaminhado à Prefeitura.

A análise do projeto será feita pela Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), mediante parecer do Planurb (Instituto Municipal de Planejamento Urbano) e Fundac (Fundação Municipal de Cultura).

O Clube - A direção do Rádio Clube cogita vender a sede na área central de Campo Grande o clube tem uma dívida de R$ 14 milhões com o INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) e outra no valor de quase R$ 3 milhões referentes ao IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano).

Caso os associados decidam pela venda, o clube ficará com a área localizada na avenida Interlagos – onde há piscinas, salão de festas, quadras de esportes, lagos, ginásio de esportes, lago – entre outros espaços. A ideia, com a venda, é fazer do Rádio o maior clube social da região Centro-Oeste.

Tradição - O Rádio Clube também tem tradição no esporte, com a revelação de talentos da natação, por exemplo. Bailes de carnaval, festas de réveillon e outras festas da sociedade também integram o ‘currículo’ do Rádio.

O clube nasceu em 1924, da união entre aficionados pelo rádio, que era uma novidade da época. O Rádio Clube completará 88 anos no dia 27 de dezembro.




praticamente nasci dentro do radio clube, fui da equipe de natação e, meu pai foi diretor em varias presidencias , desde a época do Gabura, chegou a empretar dinheiro pro clube para trocar com locações do salão ...
 
paulo antonio serra da cruz em 17/08/2012 12:32:00
Que tristeza abate minh'alma ao ver nosso Rádio Clube acabar assim...
 
NILZA FLORES DA ROCHA CARUSO em 17/08/2012 12:05:46
Que tristeza sinto na alma, vendo nosso Rádio Clube acabar assim...
 
NILZA FLORES DA ROCHA CARUSO em 17/08/2012 11:55:19
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.