A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

26/12/2015 11:23

Adeus a Geraldo Roca tem emoção, lágrimas e Trem do Pantanal

Aline dos Santos e Paula Maciulevicius
Amigos se despediram de Roca, que foi sepultado na manhã de hoje. (Foto: Gerson Walber)Amigos se despediram de Roca, que foi sepultado na manhã de hoje. (Foto: Gerson Walber)

A música o Trem do Pantanal foi a trilha sonora do adeus de familiares, amigos e artistas ao cantor Geraldo Roca, 57 anos, na manhã deste sábado. A canção foi composta por Roca em parceria com Paulinho Simões, que puxou o coro após o sepultamento do amigo no cemitério Parque das Primaveras.

Veja Mais
Maior do que Trem do Pantanal, você já deve ter cantado Geraldo Roca e não sabe
Corpo de Geraldo Roca será velado no Parque das Primaveras

“Fica um trabalho absolutamente incomparável. Vai levar muito tempo para ser avaliado e entendido. O Trem do Pantanal não 'estourou' de uma hora para outra. Levou muitos anos até virar o que falam que é um sucesso”, afirma Simões.

A artista plástica e cantora Miska Thomé destaca a produção autoral. “Todas as musicas contavam a história da vida do Roca. Elas falavam de coisas que ele falava, pessoas que ele conheceu. Juntamente com certa critica à sociedade, num contexto ácido”, afirma. Miska teve um disco produzido pelo cantor.

Além da saudade, a admiração também fica para o músico Bosco Batera. “O Geraldo era compositor incrível. Era o maior artista do Brasil”, afirma.

No velório, o caixão foi ladeado por cinco coroas de flores, sendo uma delas de Renato Teixeira, orações e emoção. A família não quis falar com a imprensa.

Geraldo cometeu suicídio na manhã de ontem, dia de Natal. Ele estava em sua casa, no bairro Chácara Cachoeira, Campo Grande. Ele tinha histórico de depressão. Aos fãs, ficam canções como “Mochileira” e “Uma pra Estrada”.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.