A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

26/09/2015 07:34

Artista plástico de Campo Grande vai expor no Louvre, em Paris

Lucas Arruda
Os quadros de Don Dolores estarão expostos no Carrossel do Louvre de 23 a 25 de outubro (Foto: Arquivo pessoal)Os quadros de Don Dolores estarão expostos no Carrossel do Louvre de 23 a 25 de outubro (Foto: Arquivo pessoal)

O primeiro contato com o desenho foi ainda na década de 80, quando estudava Arquitetura. Depois de abandonar a faculdade no último ano, Don Dolores começou a trabalhar como diretor de arte em agências de publicidade. Hoje em dia ainda mexe com publicidade, mas as artes plásticas já tomam a maior parte do seu tempo.

Veja Mais
Poeta Ferreira Gullar morre aos 86 anos devido a problemas respiratórios
Com gorros de Papai Noel, artistas realizam performance contra calote de editais

Há dois meses ele mandou fotos de algumas obras para uma curadora em São Paulo que o inscreveu numa seleção para expor no Carrossel do Louvre, anexo do maior e mais importante museu do mundo, em Paris. Depois de três dias veio a resposta de que ele, junto com outros 33 artistas brasileiros, havia sido selecionado para a mostra que ocorre de 23 a 25 de outubro. “Foi tudo muito rápido, surreal, quase nem acreditei”, afirma Don.

Essa será a primeira vez que o artista participará de uma exposição fora de Mato Grosso do Sul. “Comecei bem”, brinca. Aliás, Don começou a expor há pouquíssimo tempo. A primeira vez que teve suas obras numa mostra individual foi em 2011, na Morada dos Baís, intitulada Diversidades.

De lá para cá foram mais duas só dele e algumas da qual participou como convidado junto com outros artistas.
No Carrossel do Louvre ele é o único representante do Centro-Oeste na exposição. “Para mim é uma grande honra, porque levarei o nome de Campo Grande e Mato Grosso do Sul para a Europa. Em meu trabalho faço isso, retrato nossos ícones”, explica. Das obras que irão para Paris, duas são abstratas e uma retrata o caju, fruta comum no cerrado brasileiro.

Para chegar ao velho continente foi necessário patrocínio, pois só a inscrição para seus quadros estarem na mostra foi mais de mil euros. Ele também terá que pagar a passagem de ida e volta e a estadia.

“Um amigo e admirador do meu trabalho ficou sabendo que eu ia e resolveu me ajudar. Consegui mandar as telas, fazer minha inscrição e também comprar as passagens, com a condição dele ir junto comigo somente”, conta.

O anjo da guarda também criou uma vaquinha online para que Don junte dinheiro para poder usufruir da estadia na França e em outros países da Europa. Lá ele precisa juntar R$ 15 mil para que viaje no continente e tenha inspirações para suas pinturas. Para cada valor de doação há um prêmio a ser entregue.

Quem doar R$ 25 ganha dois imãs de geladeira artísticos; para as doações de R$ 75 será enviado um jogo de porta copos; R$ 100 uma gravura em A3; R$ 175 duas gravuras em A3; R$ 200 uma gravura em A2; R$ 250 duas gravuras em A2; R$ 400 uma tela personalizada de 50 centímetros por 50 centímetros; e quem doar R$ 1 mil reais ganhará uma tela personalizada de um metro por 70 centímetros.

As doações podem ser feitas por este link.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.