A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

15/06/2015 06:45

Aulão de dança por R$ 5 é opção para quem não tem tempo e nem dinheiro

Naiane Mesquita
Aulões são realizados uma vez por mês no Movimente - Espaço de Danças (Foto: Marcelo Calazans)Aulões são realizados uma vez por mês no Movimente - Espaço de Danças (Foto: Marcelo Calazans)

O astral de uma aula de dança de rua encanta logo à primeira vista. A batida é tão intensa, que é quase impossível ficar parado. Depois de um alongamento, a música alta começa e os primeiros passos aparecem. Para quem é apaixonado pela técnica, mas não tem tempo nem dinheiro para praticar regulamente, o grupo Expressão de Rua encontrou uma solução rápida e em conta.

Veja Mais
Poeta Ferreira Gullar morre aos 86 anos devido a problemas respiratórios
Com gorros de Papai Noel, artistas realizam performance contra calote de editais

Edmundo Neto aproveita a folga no sábado da faculdade para treinar a dança de rua  (Foto: Marcelo Calazans)Edmundo Neto aproveita a folga no sábado da faculdade para treinar a dança de rua (Foto: Marcelo Calazans)

Uma vez por mês, o grupo promove aulões aos sábados por apenas R$ 5,00.

"É uma forma da gente sobreviver, arrecadar um dinheiro e ter pouco custo para isso. Os professores que dão a aula são do grupo mesmo", afirma uma das organizadoras da ação, Kelly Queiroz.

Quem encara as aulas normalmente são pessoas que gostam de street dance e já praticam há algum tempo. É o caso, por exemplo, do estudante de biologia, Edmundo Neto, 18 anos. Com a correria da faculdade ficou inviável manter a rotina da dança de rua.

"O aulão é a única forma que eu tenho para continuar fazendo dança de rua. Eu comecei no curso normal e agora eu venho só aos sábados", explica.

Aulões ajudam o grupo a se manter em tempos de crise  (Foto: Marcelo Calazans)Aulões ajudam o grupo a se manter em tempos de crise (Foto: Marcelo Calazans)

Para ele, só 1 hora de dança de rua já ajuda a diminuir a saudade. "É ótimo, a gente se diverte e ainda aproveita para fazer um exercício físico, que é dificil durante a semana também", brinca.

Com o dinheiro arrecadado, o grupo pretende investir em botons do Expressão de Rua que depois seriam comercializados. "Com todos esses problemas que estamos tendo na economia do país e aqui no município, esse foi o jeito", diz Kelly.

Na aula de ontem, quem ministrou a aula foi a professora Ingrid Pereira. Novinha, com apenas 21 anos, ela já tem 7 de experiência.

"Comecei na escola do bairro José Pereira, onde eu moro até hoje, em um projeto social", aponta.
De lá para cá, a jovem já dançou no Dançurbana e no Expressão de Rua. "Agora também dou aulas. Hoje eu mostrei um pouco do new style para o pessoal", diz.

As aulas acontecem no Movimente - Espaço de Danças que fica na rua Brigadeiro Tobias, 956, bairro Taquarussu. Informações pelo telefone (67) 3025-2601




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.