A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

18/06/2013 06:30

Campo Grande sedia, pela 1ª vez, Festival do Teatro Brasileiro; confira as datas

Elverson Cardozo
A carne do mundo, um dos espetáculos que será apresentado no Festival. (Foto: Reprodução/Internet)"A carne do mundo", um dos espetáculos que será apresentado no Festival. (Foto: Reprodução/Internet)

Mato Grosso do Sul vai receber, pela primeira vez, as atrações do FTB (Festival do Teatro Brasileiro). Em sua 14ª edição, o evento, que acontecerá em Campo Grande, de 23 de junho a 7 de julho, vai reunir uma amostra da produção cênica do Distrito Federal, nas áreas de teatro, dança e circo.

Veja Mais
Em clipe de rock alternativo, casal coloca tudo a perder por mensagem de celular
Poeta Ferreira Gullar morre aos 86 anos devido a problemas respiratórios

A programação conta com 11 espetáculos, 24 apresentações, incluindo as exclusivas para alunos da rede pública de ensino. Na lista também há oficinas, ações de fortalecimento das artes cênicas no Brasil e rodadas de negócios. Grande parte das peças terá entrada gratuita.

Os preços das que serão cobradas variam de R$ 10,00 a R$ 20,00. A classificação etária vai de livre à “não recomendada para menores de 18 anos”. As apresentações serão dividas entre os teatros Aracy Balabanian, Glauce Rocha e Pros, no Sesc Horto. Alguns espetáculos serão encenados na rua. A avenida Afonso Pena, próximo ao Parque das Nações Indígenas, é um dos locais escolhidos, por exemplo.

Apresentações - Entre os espetáculos selecionados, está “A carne do mundo”, da Companhia B de Teatro. A história se molda entre o consciente e o inconsciente de um casal. A intimidade dos atores com a plateia acaba por revelar um jogo de voyerismo.

A relação do corpo com Brasília é o tema de “Cidade em Plano”, espetáculo de dança contemporânea que será apresentando pela Anti Status Quo Companhia de Dança”. O açougue é o ambiente de “Cru”, peça da Cia Plágio de Teatro. A história, ambientada em um açougue, fala sobre o jagunço Cunha, o travesti Frutinha e um forasteiro.

“Cru”, peça da Cia Plágio de Teatro. (Foto: Reprodução/Internet)“Cru”, peça da Cia Plágio de Teatro. (Foto: Reprodução/Internet)

Entre os trabalhos destinados ao público infantil está “O marajá sonhador e outras histórias”, da Cia Os Buriti Teatro de Dança, que será apresentado no Sesc Horto. No palco, o grupo vai contar, narrar, dançar e dramatizar sobre seis histórias que resgatam os aspectos simbólicos e mágicos da cultura brasileira. Tudo será feito com o acompanhamento de músicos. A mesma companhia vai encenar o “Canto de Encontro”, espetáculo com música, cantos e histórias para toda a família.

Estes são só algumas peças do Festival. Segundo divulgado, a curadoria, de responsabilidade de Ana Paulo Bouzas e Fábio Espírito Santo, prezou pela qualidade dos espetáculos e as diversidades de linguagens existentes.

Idealizador e coordenador do Festival, Sérgio Bacelar afirmou que a proposta maior é viabilizar, por meio de outros circuitos, as artes cênicas no Brasil. “É isso que a gente vem fazendo, aproximando as culturas dos estados, os ‘fazedores’ de teatro, tentando criar um elo profissional”.

A escolha de Campo Grande como sede desta edição atende, segundo ele, uma “complementação de política de estudo”, mas o aspecto histórico e cultural da cidade foi levado em consideração. “Vocês têm uma expressão de dança de rua muito relevante, apesar de pouco conhecido”, disse, exemplificando.

No Estado, o “FTB – Cena Distrito Federal” tem o apoio da FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul), governo estadual. O patrocínio é do Fundo de Apoio à Cultura, da Secretaria de Cultura do Distrito Federal e do governo do Distrito Federal.

Histórico – O FTB começou a ser desenhado em 1997. Na época, o grupo Alecrim Produções Artísticas iniciou sua produção em Brasília, com peças de grupos da Bahia. A primeira edição da mostra aconteceu dois anos depois, em 1999.

O Cano, do Circo Teatro Udigrudi. (Foto: Marcelo Dischinger)"O Cano", do Circo Teatro Udigrudi. (Foto: Marcelo Dischinger)

Os resultados levaram à realização, no próximo ano, da segunda edição. Em dois anos, o projeto amadureceu, ganhou notoriedade e passou a se chamar Festival de Teatro Brasileiro. Desde então, seis cenas já foram destacadas pela iniciativa: a baina, pernambucana, cearense, mineira, gaúcha e paranaense.

No ano passado, entre maio e junho, espetáculos gaúchos foram apresentados para mais de 56 mil pessoas em Goiás e no Distrito Federal. O objetivo do Festival evento é promover o intercâmbio cultural entre os estados brasileiros, formar platéias e melhorar o acesso do público ao teatro, sem distinção de classe social. As apresentações têm preços populares ou são de graça.

Além de promover a democratização e o acesso aos bens culturais, a iniciativa também contribui para qualificação de profissionais envolvidos na cadeia produtiva das artes cênicas.

Para ter acesso à programação, faça o donwload do folheto de divulgação. Outras informações podem ser obtidas no blog do festival, na Alecrim Produções Artísticas ou na Fan Page do evento.




MARAVILHA!!! Isso sim merece destaque!!
 
JESSICA MACHADO em 18/06/2013 10:23:22
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.