A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

13/11/2014 12:55

Cantor que musicou poesias de Manoel de Barros fala sobre o passarinho que voou

Elverson Cardozo
Márcio, na companhia do poeta, a quem aprendeu a admirar. (Foto: Divulgação)Márcio, na companhia do poeta, a quem aprendeu a admirar. (Foto: Divulgação)

O poeta das coisas desimportantes e das sutilezas, Manoel de Barros, se despediu da vida na manhã desta quinta-feira (13), aos 97 anos, prestes a completar 98. Para o cantor, compositor e instrumentista Márcio de Camillo, responsável por musicar as poesias dele no espetáculo-cênico-musical “Crianceiras”, que já roda o Brasil, hoje é um dia de comemoração porque o poeta “virou passarinho”.

Veja Mais
Poeta Ferreira Gullar morre aos 86 anos devido a problemas respiratórios
Com gorros de Papai Noel, artistas realizam performance contra calote de editais

“Ele deixa uma obra muito grande, fantástica para a poesia mundial. Manoel de Barros está em um nível muito alto. É considerado um dos maiores poetas do mundo”, justifica.

“Ele fez uma obra gigante. São mais de 36 livros publicados. A história dele já estava escrita há muito tempo, desde que Millôr Fernandes começou a publicar as poesias dele e avisar o Brasil que o maior poeta da língua portuguesa morava no Pantanal”, completa.

Sonho realizado - A concretização do “Crianceiras” foi, para Márcio de Camillo”, um divisor de águas, como ele mesmo diz, além de uma grande realização profissional e, acima de tudo, pessoal.

“Conheci o Manoel quando tinha 5 anos, menos até. Foi em 1990. Desde o começou eu tive uma admiração muito grande por ele, uma pessoa muito generosa, sempre com palavras importantes, que me fizeram crescer”, conta.

Poesias ganham vida em show musical que mistura linguagens. (Foto: Elverson Cardozo/Arquivo)Poesias ganham vida em show musical que mistura linguagens. (Foto: Elverson Cardozo/Arquivo)
Márcio interage com o público e com as animações no telão. (Foto: Divulgação)Márcio interage com o público e com as animações no telão. (Foto: Divulgação)

O espetáculo montado por ele, com o aval do poeta, já foi apresentando para mais de 100 mil espectadores em todo o Brasil e, neste sábado (15), será encenado, mais uma vez, de graça, no estacionamento do Shopping Bosque dos Ipês, em Campo Grande, a partir das 18h.

Ao Lado B, Márcio garante que a apresentação não terá alterações, nem momento específico para homenagens porque o trabalho, por si só, é uma homenagem. “Não muda nada. A gente continua com o a obra e o legado, até porque o espetáculo foi autorizado por ele”, afirma.

Concepção - Concebido a partir da obra de Manoel de Barros, o trabalho é inspirado nas iluminuras da artista plástica Martha Barros, filha do poeta, sob a direção de Luiz André Cherubini e com a estética teatral do Grupo Sobrevento de Teatro de Animação.

O espetáculo "Crianceiras" mistura literatura, música, imagem, vídeo, dança e animação em 3D. Os ritmos musicais passeiam da catira, marcado pela batida de mãos e pés, ao minueto. As danças apresentam misturas. Os figurinos, aproximadamente 15, também são diversificados. Tem até roupas do século XIII.

O show tem duração aproximada de 50 minutos e é apresentando em cenas. No palco, Márcio tem a companhia de músicos e atores, que dançam, interpretam e interagem com o público. É um espetáculo destinado às crianças, mas que encanta qualquer adulto.

“Me sinto extremamente feliz de ter conseguido levar a palavra do maior poeta da língua portuguesa, na minha opinião, para várias crianças. A gente tem que comemorar a vida do Manoel. Hoje não é dia de ficar triste”, declara o músico.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.