A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

28/05/2015 06:45

Cartazes memoráveis formam acervo incrível no Teatro Glauce Rocha

Leandro Marques
Cartaz do tempo em que prefixo de telefone em Campo Grande tinha só 2 números.Cartaz do tempo em que prefixo de telefone em Campo Grande tinha só 2 números.

O ambiente que já foi sala de reuniões, hoje é muito utilizado como bilheteria e sala de apoio para os espetáculos realizados no Teatro Glauce Rocha. Para os mais atentos - e saudosos - a parede é uma deliciosa viagem no tempo. Centenas de quadros com cartazes de peças e espetáculos que já abrilhantaram aquele palco, tomam conta das paredes.

Veja Mais
Descobertos na adolescência, Rafa e Ruan mesclam clássicos e pop sertanejo
Em clipe de rock alternativo, casal coloca tudo a perder por mensagem de celular

Criado pela coordenadora do teatro, Marineide Cervigne, a "coleção" existe desde que ela assumiu o cargo, em 1993. Ela guardou todos os cartazes! "É muito legal quando o público passa por aqui. As pessoas ficam olhando e procurando as peças que assistiu ´essa eu, vi; essa eu não vi...´, enquanto esperam na fila do ingresso", conta ela.

O "Glauce Rocha" foi inaugurado em 1971, no mesmo ano da morte da atriz campo-grandense, que empresta o nome ao teatro. Funcionou até 1986, quando foi fechado, até que reabriu suas portas em 16 de abril de 1993. Dona Erotildes Oliveira trabalha lá há vinte e dois anos e é testemunha ocular de tudo o que aconteceu durante esse tempo todo.

Ela lembra dos grandes atores que já conheceu, entre eles: Milton Gonçalves, Dercy Gonçalves, Paulo Autran, Joana Fomm, Chico Anysio e Marília Pêra. Histórias pra contar ela tem várias, mas lembra a vez em que o ator Flávio Galvão quis conhecer o túmulo de Glauce Rocha, no cemitério Santo Antônio, em Campo Grande. "Isso não faz muito tempo, tem uns três anos. Eu era a única que sabia onde ficava o jazigo da Glauce e o levei. Eles eram amigos", recorda.

Coleção foi criada pela coordenadora do teatro, Marineide Cervigne.Coleção foi criada pela coordenadora do teatro, Marineide Cervigne.
Dona Erotildes Oliveira trabalha lá há 22 anos no teatro.Dona Erotildes Oliveira trabalha lá há 22 anos no teatro.

Cartazes de clássicos do teatro nacional e textos adaptados, como "O Beijo da Mulher Aranha", "Navalha na Carne", "Gata em Teto de Zinco Quente", "Dercy de Cabo a Rabo", "Irma Vap", "Trair e Coçar É Só Começar", "Confissões de Adolescente" e várias do Ary Toledo, estão no acervo. Grandes nomes do teatro e da TV também estão estampados nos cartazes. Antônio Fagundes, Eva Wilma, Juca de Oliveira, Jô Soares, Miguel Falabella, Glória Menezes, Rubens Corrêa, Bibi Ferreira e muitos outros já estrelaram grandes peças no 'Glauce'.

A produção regional também está presente nos cartazes de espetáculos de dança, comédia, drama, infantil... Festivais musicais inesquecíveis, como o "Festcamp", "Festival Universitário da Canção", "Canto da Nossa Terra" e "Caramujo Som", também fazem parte da história do teatro.

Segundo Marineide, ela ainda não pensou em fazer uma exposição com seu acervo, mas não descartou a ideia que sugeri ao fazer esta reportagem. Durante nossa conversa, ela também se deu conta que ainda não mandou enquadrar os cartazes do ano passado, mas vai fazer, ela garante. Uma observação da Coordenadora é para os designers que fazem as artes dos cartazes. "A grande maioria vem sem o ano de realização no layout. É uma informação importante pra quem tem um acervo como o nosso". Ficou a dica, pessoal?!

Conheça a coleção de cartazes do Glauce Rocha. Na próxima vez que pintar por lá, vale a pena olhar com calma a sala que guarda tanta história, talentos e aquele espetáculo que tanto te marcou... em "cartaz".

O Teatro Glauce Rocha fica na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

*Leandro Marques é o criador do blog Balaio de Gato

Coleção histórica na parede de sala do Glauce Rocha.Coleção histórica na parede de sala do Glauce Rocha.
O humor no teatro.O humor no teatro.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.