A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

22/04/2016 14:33

Casamento em semáforo tem noiva histérica trocada por drag queens

Adriano Fernandes
Além do casamento inusitado, uma das próximas ações do grupo é distribuir abraços grátis pelo centro. (Foto: Fernando Antunes) Além do casamento inusitado, uma das próximas ações do grupo é distribuir abraços grátis pelo centro. (Foto: Fernando Antunes)

O altar de três “Casamentos Inusitados” foi o cruzamento da Rua Rui Barbosa com a Avenida Afonso Pena, na manhã de hoje. Na faixa de pedestres e chamando a atenção de quem aguardava o sinal verde para seguir, o grupo de 7 atores quis mostrar que toda forma de amor vale a pena.

Veja Mais
Poeta Ferreira Gullar morre aos 86 anos devido a problemas respiratórios
Com gorros de Papai Noel, artistas realizam performance contra calote de editais

A família de Corumbá, a passeio em Campo Grande, se surpreendeu com a intervenção. (Foto: Fernando Antunes) A família de Corumbá, a passeio em Campo Grande, se surpreendeu com a intervenção. (Foto: Fernando Antunes)

Com a intenção de desconstruir a ideia de um casamento visto como “normal”, os integrantes do grupo “Inusitados” encenaram três situações nada convencionais. Na primeira delas uma noiva tem o marido roubado por uma drag queen, pouco antes da hora do “sim”.

Na segunda, enquanto a quase noiva se descabela com a pivô do fim da primeira tentativa de cerimônia, outra travesti aproveita a situação e se casa com o marido. E na terceira situação e em meio a disputa das noivas é o padre quem “sai do armário” e decide por fim a confusão e sequestrar o noivo para si.  

Cada situação durava 34 segundos, enquanto o semáforo sinalizava vermelho para os motoristas.

Quem mais se animou com a performance foi a dona Rosilene Jusciliano e o marido, o senhor João Rodrigues. Em Campo Grande a passeio com a filha e os netos, o casal de corumbaenses se impressionou com a encenação ao ar livre.

“Em Corumbá esse tipo de apresentação só é frequente em épocas de grande eventos. Não é comum ver eles atuando na rua, assim como está acontecendo hoje”, diz João.

A atividade faz parte do cronograma de apresentações do grupo de animação que é composto em sua maioria por estudantes da UFMS.

“Faz parte das nossas ações enquanto grupo de teatro, realizar este tipo de ações gratuitas e espaços públicos, para que todos tenham acesso à arte. A proposta é conscientizar de forma lúdica a população de que toda forma de amor é válida e deve ser respeitada”, comenta a artista plástica e idealizadora do grupo, Daniela Santana.

Foram três as situações de casamento encenadas pelo grupo. (Foto: Fernando Antunes) Foram três as situações de casamento encenadas pelo grupo. (Foto: Fernando Antunes)

Durante a repetição das cenas, até mesmo quem passava era abordado para participar das intervenções. “As pessoas já estão menos resistentes para esse tipo de abordagem artística em Campo Grande. Elas não se importam mais de interagir, podem até ficar sem jeito, mas acabam gostando de fazer parte da ação”, comemora.

A apresentação realizada na manhã de hoje foi o inicio de uma série de intervenções que o grupo ainda pretende fazer nos próximos dias. De acordo com Daniele, dentro de um mês e também pelos principais cruzamentos da avenida, eles vão distribuir abraços grátis, inspirados na campanha americana "free hugs".

Eles também pretendem sair pelos shoppings da cidade fantasiados dos personagens do “Esquadrão Suicida”, logo após a estreia do filme.

Curta a página do Lado B no Facebook. 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.