A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

07/04/2013 07:30

Chitãozinho e Xororó vão lançar novo CD que fala do Brasil e de Bonito

Elverson Cardozo
Chitãozinho e Xororó em coletiva de imprensa. (Foto: João Garrigó)Chitãozinho e Xororó em coletiva de imprensa. (Foto: João Garrigó)

Comemorando 40 anos de carreira, Chitãozinho e Xororó, uma das duplas sertanejas mais conhecidas do Brasil, esteve em Campo Grande neste sábado (6), em show da turnê “Na Estrada”. A apresentação foi no Ondara Palace, espaço de festas no Parque dos Poderes.

Veja Mais
Com bugrinhos de Conceição, galeria reúne arte de MS e área ainda atende eventos
Danielle Winits vive Marilyn Monroe em peça que estreia em janeiro na Capital

Antes, em entrevista coletiva à imprensa, realizada na Ford Caminhões, empresa que fechou parceria com a dupla, os irmãos falaram da turnê pelo Brasil, do sucesso já consolidado, dos projetos para o ano e da influência na nova safra de cantores sertanejos.

Em 2013, eles continuam com a turnê “Na Estrada”, mas vão lançar, “em poucos dias”, um novo CD, que vai se chamar “Do tamanho do nosso amor”.

“É o nome de uma música que fala de vários lugares, pontos turísticos do Brasil, inclusive a cidade de Bonito, no Mato Grosso do Sul”, contou Xororó.

No meio do ano, a dupla também pretende montar outro show para rodar o Brasil. Com relação a projetos internacionais, os sertanejos ainda não têm planos, mas para o futuro esperam um disco em espanhol.

Pioneiros no sertanejo, eles conquistaram o Brasil e ganharam uma legião de fãs. Com o sucesso, tornaram-se referências para a garotada mais nova que gosta do estilo, mas, por estratégia comercial ou preferência, acabaram apostando no “ritmo universitário”, a exemplo dos sul-mato-grossenses Luan Santana, Michel Teló e o casal Maria Cecília e Rodolfo, que conquistaram o mundo.

Chitãozinho e Xororó, assim com outros cantores “das antigas”, sabem que servem de “modelos” e continuam a influenciar uma geração, mas eles agradecem a oportunidade de perpetuar o estilo, apesar das “mudanças”. Para os cantores, o sertanejo universitário, que virou moda em todo lugar, tem o seu valor.

Na avaliação de Chitãozinho, a nova onda “trouxe a juventude para cantar música sertaneja, que já estava enraizada no coração e na essência”, não só dos cantores, mas do público.

Cantores realizaram show da turnê Na Estrada ontem à noite. (Foto: João Garrigó)Cantores realizaram show da turnê "Na Estrada" ontem à noite. (Foto: João Garrigó)

Dentre os pontos positivos evidenciados pelo cantor, destacam-se o ritmo, a “batida” mais animada, a letra e até os instrumentos utilizados. “Trouxe de volta o acordeon. A música hoje é mais dançante, mais gostosa. Não é aquela coisa de lamento. A maneira de falar é mais direta com o público”, disse.

“As músicas são mais comerciais, mas são realmente músicas sertanejas”, completou Xororó, que também vê com bons olhos o estilo. Provando que o “universitário” ganhou espaço, o artista citou uma viagem que fez à Suiça. “O Michel estava tocando muito nas rádios de lá”, afirmou.

Na visão dos sertanejos, o sucesso é consequência e depende da dedicação e competência de cada um. Qualidade é essencial, ressaltou Xitãozinho, mas a seriedade, responsabilidade e o cuidado com a carreira não deve ficar de lado. Isso independe da forma de fazer música.

Gilson e Junior aplaudiram as considerações de Chitãozinho e Xororó. (Foto: João Garrigó)Gilson e Junior aplaudiram as considerações de Chitãozinho e Xororó. (Foto: João Garrigó)

A dupla Gilson e Júnior, que acompanhou a coletiva, aplaudiu as considerações feitas por Chitãozinho e Xororó e ressaltou que o sertanejo universitário, avaliando o cenário atual, tem público e é mais viável comercialmente.

“Todos os discos que gravamos fizemos com esses arranjos. Não podemos focar só no sertanejo raiz porque o público realmente é menor, bem menor”, disse Júnior. “É uma comercio. A gente tem que encarar assim”, completou.

Apesar disso, Gilson diz que ainda tenta inserir o “antigo” nas apresentações que faz. Como a maioria das duplas, insere no repertório o “momento do modão”.

Apesar do sucesso que a música raiz faz, ressaltou Júnior, ninguém pode negar que o “universitário” veio para ficar. “É um movimento, da mesma forma como foi no passado, com a Tropicália e a Jovem Guarda”, disse.

Ouça a música “Do Tamanho do Nosso Amor”, que vai estar no novo disco da dupla.




Olá Fábio, penso que você se equivocou fazendo seu comentário. A música fala de "GRUTA" e não "GROTA", "DO PANTANAL SUL-MATOGROSSENSE" e não " NO PANTANAL SUL-MATOGROSSENSE. Ao invés de criticar temos que incentivar cada vez mais essas atitudes de valorizar nosso estado de Mato Grosso do Sul.
 
Lucimar Weiler em 08/04/2013 08:30:53
O shiow foi muito bom, porém, após a dupla ir embora, a organização do evento praticamente expulsou todos de dentro do Ondara. ligou as luzes, desligou o som e cancelou a cerveja (sendo que foi feita propaganda de que não iria faltar cerveja!!)Vergonhoso!!
 
Marcio Rezende em 08/04/2013 07:23:45
Parabénssss ......a letra e a música são lindas...isso só vem engrandecer nosso país.Ir para o estrangeiro émuito bom para conhecermos outras culturas, mas onosso Brasil tem lugares lindissímos.Acho que primeiro deveríamos conhecer o nosso Brasil ,sua paias, seu interior, suas belezas naturais que temos de sobra." O BRASIL È LINDO"
 
CLaudia Moraes em 07/04/2013 18:16:48
"Tomar um banho de rio no Araguaia,
Ou em Bonito, na grota azul.
Eu quero te amar de norte a sul do meu Brasil.

No Pantanal sul-matogrossense,
Eu vou te levar "pros" lençois maranhenses,
Talvez pra passar uma noite de amor em Foz do Iguaçu"

A música é muito bonita, mas a letra peca, infelizmente.

Enquanto o poder público e o trade turístico investem milhões em divulgação do turismo, surge uma música escrita por compositores de renome, com conhecimento da região, que cita o nome do atrativo turístico errado, difundindo-a para o Brasil todo. Espero que da próxima vez espero que procurem especialistas da área para aplicarem a nomenclatura e ortografia corretas de forma que não difundam informação confusa aos turistas, pois Grota Azul é bem diferente de Gruta do Lago Azul...
 
Fabio Pellegrini em 07/04/2013 16:02:15
O ex-prefeito interino de Bonito, Josmail Rodrigues (PT do B) enviou agradecimentos à dupla Fernando e Sorocaba, por terem gravado essa mesma mensagem. Quando Chitãozinho e Chororó fizerem o esmo, terão os nossos parabéns!
 
Olices Trelha em 07/04/2013 14:43:44
Por que será que esses universitários nunca se formam?
 
paulo lessa em 07/04/2013 08:59:11
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.