A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

17/10/2015 07:37

Com nome nada comum e até um sertanejo, banda ensinou irmãos a serem músicos

Lucas Arruda
Banda fazendo show em um dos festivais que se apresentou. (Foto: Arquivo Pessoal)Banda fazendo show em um dos festivais que se apresentou. (Foto: Arquivo Pessoal)

Na adolescência o sonho de muitos garotos é ser um rockstar, aprender a tocar algum instrumento e montar uma banda é o primeiro passo. Deste sonho surgiu a banda "Netos do Genivaldo", formada pelos irmãos Renato e Renan Heimbach, seus primos Holger e Half Heimbach, além dos amigos Vinicius Rigo, Elder Rodrigues e esporadicamente Davi, que hoje é parte da dupla Bruninho & Davi.

Veja Mais
Com bugrinhos de Conceição, galeria reúne arte de MS e área ainda atende eventos
Danielle Winits vive Marilyn Monroe em peça que estreia em janeiro na Capital

"Netos do Genivaldo" tocavam covers de Raul Seixas, Paralamas do Sucesso, Legião Urbana e outros ícones dos 80. Eles não eram muito profissionais e os integrantes bem novos. Renato tinha 14, Renan quando entrou 11 e o resto na faixa etária de Renato também. “Era uma banda de amigos de bairro, todo mundo morava perto e gostava de tocar, então juntamos”, lembra Renato.

O nome do grupo surgiu depois de muita conversa e porque eles queriam um que fosse bem diferente. “Já tinha Filho dos Livres, então nós acabamos pensando em Netos do Genivaldo”, afirma.

Renato tinha 14 anos e Renan 11 quando começaram o Netos do Genivaldo (Foto: Fernando Antunes)Renato tinha 14 anos e Renan 11 quando começaram o Netos do Genivaldo (Foto: Fernando Antunes)

O irmão mais novo não entrou logo quando a banda foi formada. Como ele sempre assistia os ensaios, sabia de todo o repertório e uma vez que Elder se atrasou Renan pediu para cantar e deu certo.

“A partir de então a banda ficou com dois vocalistas”, diz Renan. Às vezes ele também tocava bateria. “Ele sempre tocou desde cedo”, emenda Renato.

O grande incentivador dos "Netos do Genivaldo" foi o tio deles, que emprestava os equipamentos, lugar para ensaiar de vez em quando e foi a grande influência para os dois gostar de rock ‘n’roll.

“Antes de começarmos essa que foi nossa primeira banda nós já tínhamos tocado com ele, mas era algo de brincadeira. Ele sempre teve banda de rock e a gente gostava bastante disso”, pontua Renan.

Quando o tio não disponibilizava a casa para os ensaios eles tinham que ir até lá para buscar as caixas de som e outros equipamentos. “Nós andávamos com um material muito pesado por três quadras só para ensaiar. Gostávamos muito”, frisa Renato.

Davi não chegou a ser um membro oficial da banda por conta de seus pais, que eram muito religiosos. “Ele até gostava de tocar com a gente e sempre gostou de todo o tipo de música, mas seus pais eram evangélicos, não deixavam tocar com a gente. Então Davi ia escondido ensaiar conosco às vezes”, revela Renato.

Os pais do cantor sertanejo não eram os únicos que não gostavam muito da banda. Os vizinhos dos adolescentes também se incomodavam. “Alguns até gostavam, mas tinha um principalmente que reclamava bastante. Uma vez ele tentou fazer um abaixo assinado com os outros moradores e não deu conta. Mas ele já fez BO também”, recorda.

Eles não tocavam muito. Os shows, geralmente eram na escola, em festivais e a mãe, que era professora, arranjava alguns em outras instituições de ensino.

Depois do "Netos do Genivaldo", ainda na adolescência, os dois ainda criaram o "A9" e com essa já faziam shows em bares mesmo com Renan ainda tendo 14 anos. Hoje os irmãos são proprietários de uma casa de cervejas especiais e integram juntos a banda "Old Barreiro" e paralelamente Renato faz parte da banda Punk e "os Malditos" e Renan é baterista da "Blue Company".

Ambos se lembram da banda com carinho e afirmam que ela é que deu o rumo para seguirem caminho na música. “De lá os únicos que continuaram na música fomos nós e Davi, que está fazendo muito sucesso com sua dupla. Com o Netos nós aprendemos como funciona uma banda, como escolher um repertório, entre outras coisas. Foi uma experiência gratificante e inesquecível”, conclui Renan.

Curta o Lado B no Facebook.

Os dois tocam atualmente na banda Old Barreiro. (Foto: Andre Vidal)Os dois tocam atualmente na banda Old Barreiro. (Foto: Andre Vidal)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.