A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

06/11/2016 10:05

Da restauração de santos às quilombolas, do ateliê de Jane sai arte em cerâmica

Paula Maciulevicius
Jane Arguello tem 60 anos de idade e da vida nas artes, 25. (Foto: Marcos Ermínio)Jane Arguello tem 60 anos de idade e da vida nas artes, 25. (Foto: Marcos Ermínio)

Formada em design e pós-graduada em artesanato. De idade, Jane Arguello tem 60 anos e da vida nas artes, 25. Dona do ateliê "Mãos que criam", no bairro São Francisco, em Campo Grande, a artesã começou na restauração de imagens sacras e chegou à cerâmica representando os quilombos do Estado.

Veja Mais
Descobertos na adolescência, Rafa e Ruan mesclam clássicos e pop sertanejo
Em clipe de rock alternativo, casal coloca tudo a perder por mensagem de celular

"Sempre gostei de fazer tudo, desde pequenininha costuro, furo o dedo com agulha", brinca. 

O começo nas artes foi como restauradora, curso feito em Ouro Preto, Minas Gerais. "Estudei a vida inteira com salesianos, depois tudo que era santo eu fui restaurar, isso há 32 anos", recorda Jane. A entrada no artesanato aconteceu anos depois, com a insistência de amigos.

Do próprio forno saem as peças em cerâmica. (Foto: Marcos Ermínio)Do próprio forno saem as peças em cerâmica. (Foto: Marcos Ermínio)
Que depois com o trabalho viram as quilombolas. (Foto: Marcos Ermínio)Que depois com o trabalho viram as quilombolas. (Foto: Marcos Ermínio)

"E eu que faço tudo, eu não mando fazer artesanato. As minhas bonecas são minhas, assa no meu forno e a gente quem pinta", explica. As bonecas quilombolas são da série que a artesã retrata a regionalidade dos 14 quilombos existentes em Mato Grosso do Sul.

"Essas são com nossos ipês, por sermos a cidade dos ipês e também tem com as nossas iconografias", apresente Jane.

Atualmente a artesã também dá aulas pela Prefeitura, de artesanato para crianças, adultos e idosos. E o tempo que lhe sobra, é para pintar, mesmo que seja durante a madrugada. "Minhas mãos estavam lotadas de tinta hoje, fui dormir 2h e pouco da manhã, levo até as caixas de tinta para o quarto", ri de si mesma.

O ateliê "Mãos que criam" abriu as portas, ao lado da casa de Jane, há pouco mais de dois anos. A inspiração para o nome veio do próprio trabalho. "Porque com as mãos você está criando alguma coisa. Sem elas não se pode criar nada. Só com a mente você pensa: vou fazer tal e tal coisa, mas é preciso das mãos", explica. 

Da série das quilombolas, as bonecas são vendidas a partir de R$ 50,00, conforme o tamanho. O ateliê fica na Rua José Antônio, nº 2937. Informações também pelo Facebook "Ateliê Mãos que criam".

O ateliê Mãos que criam abriu as portas, ao lado da casa de Jane, há pouco mais de dois anos, no São Francisco. (Foto: Marcos Ermínio)O ateliê "Mãos que criam" abriu as portas, ao lado da casa de Jane, há pouco mais de dois anos, no São Francisco. (Foto: Marcos Ermínio)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.