A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

09/05/2015 07:12

Dono de onça e aves em prédios, Cleir agora é arte contra pichações em escola

Aline Araújo
O muro será todo revitalizado. O muro será todo revitalizado.

A pichação tomou conta do muro da Escola Municipal Padre José Anchieta, na Vila Planalto. Sem o rastro do spray, só ficou um pequeno pedaço, onde a arte de Romero Brito foi reproduzida por alunos em 2014.

Veja Mais
Com bugrinhos de Conceição, galeria reúne arte de MS e área ainda atende eventos
Danielle Winits vive Marilyn Monroe em peça que estreia em janeiro na Capital

Foi por conta disso que a direção resolveu ampliar o projeto e cobrir as pichações com arte, feita pelas mãos dos próprios alunos, mas desta vez inspirados no artista plástico sul-mato-grossense Cleir, de 52 anos. Ele é conhecido pelas enormes figuras do Pantanal estampadas em fachadas de prédios na Afonso Pena e dos tuiuiús do Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Cleir foi convidado a participar do projeto.Cleir foi convidado a participar do projeto.

“A gente percebeu que a parte do muro que os alunos haviam pintado não tinha sido pichada. Foi quando a gente procurou o Cleir e ele topou ajudar. As crianças fizeram atividades relacionadas à obra dele e o resultado está ficando legal. O primeiro impacto de quem vê a escola é o muro”, explica a diretora da escola, Neuza Santana, de 47 anos.

Primeiro, os alunos de 8 a 10 anos foram convidados a fazerem releituras de obras do artista, para conhecerem um pouco mais do trabalho dele. A cobertura do muro com desenhos faz parte de um projeto da escola, o “Reciclando Atitudes”.

“Eu gostei da ideia, os pichadores não vão vir estragar a arte que a gente fez. È uma forma de trazer cultura para a cidade e deixar a nossa escola mais bonita”, avaliou o aluno Luis Henrique Domingues, de 9 anos, enquanto pintava o fundo do muro.

Os desenhos que irão estampar o muro são dos alunos.Os desenhos que irão estampar o muro são dos alunos.

Um fundo com três tonalidades de verde, divididas geometricamente, é o espaço criado para receber os desenhos. A proposta é que na segunda tudo esteja pronto.

Cleir gosta dessa interação com as crianças. “Eu tenho satisfação em fazer parte de projetos com as crianças, gosto dessa interação. As minhas obras têm essa característica”, comenta o artista.

O projeto movimenta a escola. Ana Clara Diniz Alves, de 10 anos, também não conhecia o trabalho do artista e gostou. Pesquisou na internet e resolveu se esforçar para ter o seu desenho escolhido para ser estampado no muro.

“Eu pedi ajuda para o meu irmão, ele foi me falando o que eu poderia fazer para melhorar. Então eu desenhei várias vezes até um que eu achasse legal para trazer para a professora”, conta.

O muro vai ter onças, araras e tuiuiús.

Luiz Henrique adorou a ideia. Luiz Henrique adorou a ideia.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.