A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2017

03/10/2015 12:50

Em programa de TV, Rafinha Bastos experimenta tereré e dá uma de turista

Naiane Mesquita
Rafinha Bastos (de costas) e Marcelo Marrom durante a gravação do programa no Hotel Bahamas, em Campo Grande (Foto: Naiane Mesquita)Rafinha Bastos (de costas) e Marcelo Marrom durante a gravação do programa no Hotel Bahamas, em Campo Grande (Foto: Naiane Mesquita)

Em Campo Grande para a apresentação de um stand up, Rafinha Bastos e Marcelo Marrom seguem uma agenda intensa de entrevistas e gravações em pontos turistícos da Capital. A produção integra um novo projeto de Rafinha de um programa de viagens que ainda não tem data de estreia, mas será exibido pelo Multishow.

Veja Mais
Com tattoo, grafite e vídeo mapping, estúdio une talentos que se acharam na arte
Criticada por falar sobre o Xingu, Imperatriz avisa que não mudará desfile

Rafinha faz sucesso com um humor politicamente incorretoRafinha faz sucesso com um humor politicamente incorreto

A primeira rota do programa, após o projeto piloto em Santos, será em Campo Grande. Daqui, os dois seguem para Cuiabá, onde também farão imagens. Apesar de iniciar a produção aqui, Rafinha afirmou em entrevista ao Lado B que não tem certeza da ordem na qual os episódios serão exibidos. “Ainda não temos isso definido. Basicamente, é um programa de viagem, faço show na cidade, faço piadas sobre a cidade, é uma competição sobre quem faz a pior piada”, afirma Rafinha.

Quem fizer a pior piada ainda é obrigado a pagar um castigo, definido pelos comediantes. De acordo com a produção pode ser qualquer coisa, como, por exemplo, lavar o banheiro do hotel. Marcelo Marrom, que acompanha Rafinha no palco, ressalta que em todas as apresentações sempre haverá um convidado especial, que em Campo Grande, é o mineiro Rogério Morgado.

“É um formato que a gente nem pode falar muito, é meio segredo. Basicamente, eu faço o povo rir e eles são meio que coadjuvantes. Sempre tem um convidado que no caso é o Rogério Morgado, que é de Uberlândia. O Rafinha Bastos começa e vai chamando eu, depois o Morgado, não tem uma ordem, a gente vai descobrir na hora, estou falando e nem sei muito bem como é. A gente sabe que tem que fazer uma hora de show, mas planeja muito, vai ter muita música, muito improviso e muita alegria para a população”, diz, irônico.

O Lado B acompanhou as gravações do programa no Hotel Bahamas, onde a equipe está hospedada. A chamada é feita com a presença dos três humoristas e Rafinha logo de cara reclama da cidade, sobre a falta de diversão e ainda mais com o tempo chuvoso. Em entrevista, ele diz que essa é a ideia do projeto. “Vamos a pontos turistícos, conhecemos o costume. Aqui, eu preciso tomar o tereré, tenho muita piada sobre isso”, confessa a produção, apesar de errar a pronúncia da bebida típica de Mato Grosso do Sul.

Já Marcelo deve provar o tradicional Sobá na Feira Central mais tarde. Outros pontos que serão visitados pela produção é o Mercadão Municipal e o Camelódromo. Questiono a Rafinha se o show seguirá os passos do politicamente incorreto, o qual ele confirma. “Você já viu um show meu? É aquilo lá”, diz.




imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.