A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

03/10/2014 23:27

Exposição em homenagem aos 37 anos de divisão e apresentado na Capital

Eduardo Penedo

Em homenagem aos 37 anos de criação de Mato Grosso do Sul, a Fundação de Cultura do Estado inaugura no segunda-feira(6), às 8 horas, a amostra “Divisão do Estado – 37 anos de desenvolvimento histórico e memórias literárias” , na Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim localizado na segundo andar do Memorial da Cultura, na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 559.

Veja Mais
Com gorros de Papai Noel, artistas realizam performance contra calote de editais
Da droga à reabilitação, Zé Pretim sobe ao palco com banda e repertório afiado

Há desde o “Álbum Graphico de Matto Grosso”, editado em 1914 pelo paraguaio S. Cardoso Ayala (responsável pela administração do trabalho) e pelo brasileiro Feliciano Simon (que ficou com a direção comercial e literária) até as obras poéticas de Manoel de Barros.

Estes livros fazem parte do acervo da sala especial da biblioteca que abriga diversas obras que enfocam os aspectos históricos e literários de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Dentre as obras que estarão no mostra destacam-se “História de Mato Grosso do Sul” de Hildebrando Campestrini e Acyr Vaz Guimarães, “Isto é Mato Grosso do Sul”, de J. Barbosa Rodrigues, “Movimento Divisionista no MS”, de Alisolete Weingartner e “Mato Grosso do Sul, a construção de um Estado”, de Marisa Bittar, obra em dois volumes que abrange desde o final do século XIX, com o regionalismo e divisionismo no sul de Mato Grosso até o poder político e elites dirigentes sul-mato-grosssenses.

Também estarão expostas obras que contam a história e estórias dos municípios, como “Aquidauana ontem e hoje”, de Cláudio Robba, “Raízes de Coxim”, de João Ferreira Neto, “Memórias de Jardim”, de Samuel Xavier Medeiros, “Porto Murtinho história e Cultura”, de Henrique Spengler e Marcos Paulo Carlito e “Chapadão do Sul – Os pioneiros”, de Ana Maria Laurindo Lorenzon.

Além destes estarão expostos a “História da Arquitetura de Mato Grosso do Sul”, do arquiteto Ângelo Arruda, “Os pioneiros, a origem da música sertaneja de MS”, do jornalista Rodrigo Teixeira, “Salas de Sonhos – memórias dos cinemas de MS”, da jornalista Marinete Pinheiro e “Fazendas de MS - uma memória fotográfica”, do jornalista e fotógrafo Luiz Alfredo Marques Magalhães.

Dentre as obras literárias temos autores nascidos no Estado como os corumbaenses Lobivar de Matos, Ulisses Serra, Augusto César Proença e Orlando Antunes Batista; Da grande Dourados o poeta Emmanuel Marinho, o cronista Luciano Serafim e os escritores Brígido Ibanhes, Leiner Maura; De Nioaque Hélio Serejo e de Ponta Porã Elpídio Reis. O contista José Couto Vieira Pontes e a poetisa Flora Egídio Thomé são de Três Lagoas; O escritor Geraldo Ramón Pereira é natural de Maracaju e de Terenos temos o poeta e cronista Lino Villachá; Amambai é representada pelo poeta da nova geração Hugo Salum; Já o contista Arlindo Fernandez é de Caarapó; A escritora Sandra Andrade representa Bandeirantes; E de Campo Grande temos as poetisas Raquel Naveira e Dora Ribeiro e o cronista André Luíz Alvez, entre outros.

O projeto Exposição Literária apresenta a cada mês um tema que esteja relacionado com livros que integram o acervo da Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim. Tem como finalidade expor obras com temas comemorativos, com objetivo de aproximar dos usuários livros que fazem parte do acervo bibliográfico.

Fim de semana tem cover de Freddie Mercury e Whindersson
As atrações acontecem no Palácio Popular da Cultura, em Campo Grande. Confira outras dicas da Agenda Cultural....
Filhos e netos, os artistas mais importantes no palco
Escolas particulares de Campo Grande investem em grandes espetáculos para marcar o fechamento do ano letivo....



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.