A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

03/01/2014 17:23

Fundo de Investimentos Culturais que financiou 107 projetos em 2013 abre edital

Paula Maciulevicius
O FIC financiou também a área teatral festivais como a 4ª Mostra do Chapéu, a 4ª Mostra de Teatro Infantil. (Foto: Marcos Ermínio)O FIC financiou também a área teatral festivais como a 4ª Mostra do Chapéu, a 4ª Mostra de Teatro Infantil. (Foto: Marcos Ermínio)

No balanço do ano de 2013, o FIC/MS (Fundo de Investimentos Culturais) da Fundação de Cultura do Estado financiou 107 projetos privilegiando 56 cidades. No valor total de R$ 3 milhões, dividido em duas etapas, as artes e a cultura sul-mato-grossense levaram para a plateia mais de 30 mil pessoas.

Veja Mais
Com gorros de Papai Noel, artistas realizam performance contra calote de editais
Da droga à reabilitação, Zé Pretim sobe ao palco com banda e repertório afiado

Dos 107 projetos aprovados no corrente ano, 60 já foram executados e outros 47 estão em fase de execução. Dentre executados estão o Fest Cine América do Sul, oficinas e mostras realizadas pela artista plástica Ana Ruas e na dança, os projetos Soma 11, de Marcos Flávio de Matos Bezerra, Corpomancia, de Franciela Cavalheri e Dialeto Manoelês, de Blanche Torres. O Festival Dança Três, proposto por Ana Maria Almeida Rosa, foi um dos grandes acontecimentos dessa área no corrente ano, envolvendo grupos com distintas linguagens e massivo público na cidade de Três Lagoas.

O FIC financiou também a área teatral festivais como a 4ª Mostra do Chapéu, a 4ª Mostra de Teatro Infantil, o 1º Festival da Comédia e o FIT Cena Contemporânea, que movimentaram a área das artes cênicas e levaram cultura a um grande público e na música, apoiou a gravação de discos e shows importantes, como de Geraldo Espíndola, de Giani Torres, da banda Forró Zen, além do projeto Muchileiros na Estrada, entre tantos outros.

“O reconhecimento e apoio às iniciativas e projetos apresentados e desenvolvidos pela população sul-mato-grossense em suas distintas vertentes demonstram o empenho do governo do Estado em valorizar sempre as propostas oriundas da comunidade. A Fundação de Cultura quer cada vez mais investir nesta direção”, aponta o presidente da FCMS, Américo Calheiros.

Segundo Edilson Aspet, gestor do Fundo de Investimentos Culturais, os recursos tem contribuído para a democratização e interiorização da cultura, estimulando a produção artística nas cidades do interior de Mato Grosso do Sul.

O edital para a primeira etapa do Fundo de Investimentos Culturais 2014 está disponível no site da Fundação de Cultura com inscrições até o dia 17 de janeiro. Serão investidos R$ 3 milhões nesta primeira fase, com previsão de mais R$ 1 milhão no segundo semestre.

Fim de semana tem cover de Freddie Mercury e Whindersson
As atrações acontecem no Palácio Popular da Cultura, em Campo Grande. Confira outras dicas da Agenda Cultural....
Filhos e netos, os artistas mais importantes no palco
Escolas particulares de Campo Grande investem em grandes espetáculos para marcar o fechamento do ano letivo....



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.