A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

27/09/2014 20:19

Grafiteiros usam muro de escola como tela em encontro estadual

Alan Diógenes
Participantes utilizaram o muro de uma escola pública da Capital para fazer os grafites. (Foto: Reprodução/Facebook)Participantes utilizaram o muro de uma escola pública da Capital para fazer os grafites. (Foto: Reprodução/Facebook)

O 3º MS Detona, evento de grafite voluntário e beneficente, reuniu cerca de 100 participantes, entre elas pessoas da comunidade e alunos da Escola Estadual Professora Maria Rita, localizada na Rua Osvaldino Mendes Rocha, no Conjunto União, em Campo Grande. O objetivo do evento é desenvolver um trabalho social e arrecadar alimentação e peças de vestuário para famílias carentes.

Veja Mais
Poeta Ferreira Gullar morre aos 86 anos devido a problemas respiratórios
Com gorros de Papai Noel, artistas realizam performance contra calote de editais

De acordo com um dos organizadores do evento, Brunno de Paula, nessa terceira edição, através de parcerias com lojas da Capital, foi possível trazer um grafiteiro e artista plástico de renome nacional para ensinar importantes técnicas do grafite para a população.

“Conseguimos trazer o Chock Maravilha que é bastante conhecido no cenário do grafite nacional e tem 17 anos de profissão. Ele é uma pessoa experiente que passou novos conhecimentos para a galera que já está no grafite e também para aqueles que estão começando”, comentou.

Segundo Brunno, para participar do evento os participantes tiveram que trazer um esboço do desenho que iria pintar dentro da escola, 1 quilo de alimento não perecível, roupas ou sapatos. As doações foram destinadas ao Centro Espírita Pedro Alcântara, no bairro Los Angeles, que desenvolve um trabalho social com a comunidade carente. “Não adianta a gente ficar maquiando muito. O evento nada mais é que uma ação sem fins lucrativos que tem o intuito de ajudar as pessoas, através de atividades como o grafite, teatro, entre outras”, explicou.

Durante o evento, também houve sorteio de brindes doados pelas empresas patrocinadoras. Tudo foi gravado em um vídeo-documentário que vai ser divulgado posteriomente nas redes sociais para atrair mais participantes ao grupo. “Após o evento, as pessoas que não pensavam em fazer o grafite, começam a fazer, e quem já fazia não querer parar mais. Isso que é o mais importante”, mencionou.

A idéia dos organizadores é transformar a Capital em um pólo de grafite nacional. “Campo grande é uma cidade maravilhosa e está crescendo em relação às artes urbanas. Existem vários talentos por aqui que ainda precisam ser revelados. Nosso objetivo é tornar a Capital em um pólo de grafite nacional”, finalizou.

 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.