A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

03/07/2013 17:18

Grupo leva piscina inflável para a praça Ary Coelho e curte um dia de sol

Anny Malagolini
Grupo leva piscina inflável para a praça Ary Coelho e curte um dia de sol

A praça Ary Coelho foi ponto “recreativo” nesta quarta-feira para os brasilienses do grupo teatral “Serpentes que fumam”. Vestidos com sungas e biquínis, os atores levaram até piscina de plástico a um dos principais pontos da Capital.

Veja Mais
Em clipe de rock alternativo, casal coloca tudo a perder por mensagem de celular
Poeta Ferreira Gullar morre aos 86 anos devido a problemas respiratórios

O grupo veio a Campo Grande para fazer parte da 14ª edição do Festival do Teatro Brasileiro, que passa pela primeira vez por Mato Grosso do Sul e coloca em cena companhias do Distrito Federal.

Uma das ações dos artistas é ocupar espaços públicos. Então, porque não uma praça no centro da cidade? A brincadeira tem o nome “Dia de Sol”, e segundo um dos atores responsáveis, Marcio Menezes, de 46 anos, a intenção do grupo é mostrar que, assim como Campo Grande, Brasília está bem longe do litoral, mas para “Celebrar o sol” basta uma piscina. “Criamos um dia de lazer, como em um centro de convivência, com piscina, bola, diversão”.

Marcio explica que a ação começa desde que o sol nasce até quando ele se põe, mas em Campo Grande, o grupo optou por começar às 11 da manhã e se despediram ainda no meio da tarde, às 15 horas, por conta do frio.

Espantado em ver pessoas de biquíni na praça por onde passa diariamente, Wagner Bruno Lima, de 19 anos, logo pensou que o acontecimento não passava de uma manifestação, “Protesto está na moda, pensei que fosse um, mas agora que eu sei que é teatral quero até assistir, Campo Grande nunca tem isso”.

Tatiana Bitar, de 32 anos, é uma das atrizes da companhia. E quem pensa que ficar de biquíni no centro de uma cidade desconhecida gera vergonha, está enganado. A atriz conta que desde que chegou ao local atraiu sim muitos olhares, mas não passou vergonha. “O olhar de estranhamento existe, mas não vejo um olhar diferente, porque aqui faz sentido, é teatral, não há espaço vulgaridade e nem vergonha”.

Amanhã a ação vai ser nas ruas da Capital, mas como a intenção é que seja inesperado, o grupo não quis divulgar por ruas aondo irão passar. Na sexta-feira, um dos shoppings da cidade será o cenário para a ação.




é duro a falta de ocupação, não? Por que não pegam uma vassoura e ajudam a limpar a praça.
 
mario sugano em 04/07/2013 07:07:42
Já sei, vou levar meu alunos pra lá amanhã mesmo!
 
Beatricy Bento em 03/07/2013 20:46:24
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.