A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

17/07/2013 06:25

Integrantes do "Zouk na Orla" criam evento no Facebook para projeto não acabar

Anny Malagolini
Receio do grupo, é de que a moradora, que já entrou com ação para acabar com as aulas de aeróbica e de teatro, que aconteciam no local, acione a Justiça novamente. Receio do grupo, é de que a moradora, que já entrou com ação para acabar com as aulas de aeróbica e de teatro, que aconteciam no local, acione a Justiça novamente.

Depois de toda a confusão que aconteceu no último domingo, na Orla Morena, entre o projeto de dança “Zouk” e uma moradora da região, participantes do grupo criaram um evento no Facebook para que o movimento cultural não chegue ao fim.

Veja Mais
Movimento cultural na Orla vira caso de polícia com vizinha insatisfeita
Fim de semana tem Naiara Azevedo e contação de histórias

Causado pelo incômodo de uma moradora vizinha da Orla Morena, que se irritou com o som de quem estava dançando o Zouk, no espaço, em plena tarde de domingo, o episódio terminou em Polícia e com a promessa de que ali não teria mais a dança.

O evento “Salve a arte na orla” foi criado pelos usuários Gustavo Eugênio, Jéssica Galeano e Jéssica Lopes, que inconformados com a atitude da moradora, resolveram criar o ato, e pedem para quem for até o local, no próximo domingo, dia 21 de julho, a partir das 17 horas, leve cartazes e usem camisetas brancas para começar o manifesto.

Dançarina do grupo, desde que o projeto foi parar na Orla, há três anos, a estudante de Direito Jéssica Galeano, de 22 anos, conta que, além do ato, eles vão fazer a tradicional dança, que acontece aos domingos. “Estamos com alvará da prefeitura e as autoridades estão cientes. Fico triste com tudo isso, não é vandalismo como ela pensa, isso é arte, é dança”.

O medo do grupo é de que a moradora, que já entrou com ação no Ministério Público Estadual para acabar com as aulas de aeróbica e de teatro, que também aconteciam no local, acione a Justiça novamente. No entanto, por determinação do Judiciário, o projeto de aeróbica vai voltar.

Cerca de 100 pessoas participam das aulas da dança de “Zouk”, que são ensinadas de graça. Para quem não sabe, o ritmo tem origem latina e o nome significa "festa". No Brasil, o estilo lembra a “Lambada” e é incrementada com giros e movimentos de braços presentes na Salsa, Soltinho, Rock and Roll e Forró.

Quem quiser confirmar o interesse em participar no evento, clique aqui.




é cultura
 
rodrgo soares de aguiar em 22/07/2013 08:42:33
estão cobertos de razão, porque a ZONA é intensa.
Os PM de Byke, deveriam ficar mais atentos, nos pontos mais críticos.
A Orla é um espaço maravilhoso, com muita gente bonita e bacana, famílias felizes com sua prole. Por isso, a importância de preservar tanto o espaço como os belos projetos existente. Bom seria, harmonia entre visitantes, moradores e toda galera dos projetos.
 
Neyde de Oliveira em 18/07/2013 13:12:32
Concordo com as colegas Meriele Oliveira Pereira e jessei Leal..
Os projetos da Orla, NÃO devem parar muito pelo contrário, abrir mais opções de lazer .
Por outro lado, deve haver um policiamento mais efetivo, principalmente dias de eventos. A Polícia e a Guarda Municipal, deveriam trabalhar junta em prol da sociedade, NÃO PERMITINDO a permanência de menores de 18 anos após 22 horas, salvo se acompanhados pelo responsável, conforme manda a lei. A Ciaptran e a Agetran, também deveriam circular mais, evitando os BABACAS que SEM NOÇÃO...andam em alta velocidade e os que curtem tais rachas.
Tudo é questão de EDUCAÇÃO... mas, se a população desconhece tal termo que a SEGURANÇA Pública e demais autoridade façam sua parte, evitando BADERNA, transtorno para os moradores da região que
 
Neyde de Oliveira em 18/07/2013 13:05:13
acho que tem q respeitar as vizinhanças
 
rodrigo soares de aguiar em 18/07/2013 08:26:49
O Zouk deve ser visto como uma terapia corporal fundamental na regulação do controle do chakra Base que é o sexo ... Uma vez conectado ao parceiro os 2 tendem a canalizar essa energia e se entregar totalmente a dança ... Chamo de dança do acasalamento, dança do sexo, sem intencão e fins sexuais .... é realmente o controle do Chakra Base e o Chakra da Intuição ... A ligação da Razão com a Emoção com o Sentimento.
 
Ariane Cordeiro Batista em 17/07/2013 21:58:13
Minha filha participa a mais de um ano deste projeto e eu sempre que posso estou lá. O que vemos, são jovens honestos, batalhadores que fazem do fim de tarde de domingo na orla seu ponto de encontro pra divulgar a dança em todas as suas nuances. Não só com o zouk, mas com forró, salsa, samba... Não ha baderna e muito menos atos de vandalismo. O que vemos são jovens saudáveis, felizes, expressando a arte através da dança e proporcionando isso de forma GRATUITA a qualquer cidadão que tenha interesse. Eles varrem o local, orientam aos frequentadores para que o conservem, não havendo em momento algum qualquer desrespeito. Lamento que, cada vez mais as pessoas se fechem no seu preconceito e egoísmo para tirar de outras um bem maior. Mas dessa vez a arte sairá vitoriosa.
 
viviane albuquerque em 17/07/2013 16:47:45
o que esse pessoal tem que acabar é com os pontos de venda de drogas que estão acabando com a vida das famílias nesta capital. isso eles não acabam.
 
jessei leal em 17/07/2013 15:11:36
A praça "da orla" é do povo
como o céu é do avião
um frevo novo, eu peço um frevo novo
todo mundo na praça
e muita gente sem graça no salão
Mete o cotovelo e vai abrindo o caminho
Pegue no meu cabelo pra não se perder e terminar sozinho
O tempo passa mas, na raça eu chego lá
É aqui nessa praça que tudo vai ter de pintar...
 
sergio falei em 17/07/2013 14:31:22
QUERIDO JADER ALVES,TALVEZ VC ESTEJA CONFUNDINDO ESSE RITMO LATINO COM O NOSSO FUNK...................É UM RITMO QUENTE SIM MAS NADA TEM A VER COM SEXUALIDADE COMO O FUNK,TEM A VER COM RITMOS QUENTES COMO LAMBADA,TANGO SALVA ETC.........AGORA APELO SENSUAL PODE EXISTIR EM QUALQUER RITMO,ANTIGAMENTE NOS PROSTÍBULOS SÓ SE OUVIA VALSAS E NEM POR ISSO AS MULHERES DEIXAVAM DE FAZER O QUE SE PROPUNHAM,ENTÃO PRESTE ATENÇÃO ,CONHEÇA AS DANÇARINAS PARA DEPOIS EMITIR UM COMENTARIO.......
 
ceres almeida em 17/07/2013 13:04:46
Sou morador do bairro a pouco tempo e acho incrível o que estes jovens fazem pela cultura , é pena que isso não seja privilegio de todos , mas o que me deixa mais triste é ver que uma pessoa só pode acabar com a diversão de muitos , se unam e não deixe isso acontecer , o Brasil é um Pais democrático e vence a maioria sempre , lutem pelos seus direitos. Eu Apóio .
Eu só não apoio o consumo de bebidas e drogas a céu aberto quase todos os dias , a pichação o vandalismo que a Orla esta enfrentando .
Que todos posso ter seus direitos garantidos .
Paz pra todos ..
 
Joao Carlos em 17/07/2013 11:57:45
Como dizia Castro Alves: "...A praça! A praça é do povo
Como o céu é do condor
É o antro onde a liberdade
Cria águias em seu calor!....
 
sergio falei em 17/07/2013 11:46:30
E só mais uma coisa: A sensualidade e o apelo sexual são impressos pela pessoa que está dançando, e pode ter apelo sexual até numa valsa, se brincar! Quem usa de sensualidade vai usá-la em qualquer lugar, em qualquer circunstância. Até de burca (!!!) uma mulher consegue ser sensual - se essa é a intenção dela.
Mais uma vez afirmo, verifique de perto antes de emitir opiniões como essa!
Não dissemine o preconceito, por favor.
 
Meriele Oliveira Pereira em 17/07/2013 11:42:46
Me desculpe, mas discordo de você Jader Alves!
Já fiz aula de dança de salão e não vejo o Zouk como algo de apelo sensual e sexual como você disse.

Se fosse o Arroxa, pode até ser.
Afinal, um professor de dança disse que era considerado sim sensual.
Por isso que ele nem fazia nas aulas quando tinha crianças e menores que acompanhava os pais nas aulas.

Prefiro o Zouk, mesmo que sensual e provocativo, mas sem apelações do que o funk que vemos nas ruas onde meninas dançam sem o menor pudor. Pior ainda, sendo boa parte MENOR de idade.

Pense nisso amigo!
 
Marcelo Mattos em 17/07/2013 11:29:53
Me desculpe, mas discordo de você Jader Alves!
Já fiz aula de dança de salão e não vejo o Zouk como algo de apelo sensual e sexual como você disse.

Se fosse o Arroxa, pode até ser.
Afinal, um professor de dança disse que era considerado sim sensual.
Por isso que ele nem fazia nas aulas quando tinha crianças e menores que acompanhava os pais nas aulas.

Prefiro o Zouk, mesmo que sensual e provocativo, mas sem apelações do que o funk que vemos nas ruas onde meninas dançam sem o menor pudor. Pior ainda, sendo boa parte MENOR de idade.

Pense nisso amigo!
 
Marcelo Mattos em 17/07/2013 11:29:21
Que absurdo o que você escreveu, Jader Alves! Sinceramente, me surpreende esse tipo de comentário! Uma coisa nada tem a ver com outra! Se informe direito, rapaz!
A atividade é extremamente saudável; além de fazer parte de um programa indicado para famílias! Você alguma vez já foi às aulas de zouk na Orla?
Não se baseie em pesquisas no Google ou Youtube, vá e veja "in loco" primeiro, para depois tirar suas conclusões!
 
Meriele Oliveira Pereira em 17/07/2013 11:16:01
Nossa Jader Alves que comentário mais infeliz, se for assim temos que parar de dançar tudo, pq praticamente todos os ritmos são dançados com os corpos colados e muita movimentação de quadris.
Agora se o senhor vê sexo em uma dança, quer dizer que o problema é o senhor, afinal a maldade está nos olhos de quem vê! Acho que o senhor necessita de uma ajuda profissional psicológica, antes que fique mais grave!
 
Rhaisa Figueira em 17/07/2013 11:12:30
Apoio o cancelamento do Zouk na Orla, não pelo barulho, mas pelo apelo sexual e sensual (além da conta) que traz o estilo.
Zouk é uma dança extremamente íntima, ideal para boates fechadas de sábado a noite, onde só quem realmente está interessado em dançar sensualmente frequentará.
Pesquisem, vejam vídeos no youtube... Zouk é quase que fazer sexo com roupa. Sou CONTRA!!!
 
Jader Alves em 17/07/2013 10:43:13
Eu acho um absurdo essa moradora falar de barulho na orla!!! Moro na rua em frente aonde acontece esse evento de dança e não existe essa "barulheira" toda, por sinal é um evento bacana que eu e minha esposa sempre vamos lá para olhar!!! Aqui é duro, basta rer uma coisa legal e o povo já começa a implicar!!!
 
Christian Victorio em 17/07/2013 09:23:03
Não tem jeito né, querem fazer de Campo Grande uma grande vila mesmo, não pode ter barulho, tem que todo mundo ir dormir com as galinhas e acordar com o galo, pessoal do grupo fica uma sugestão, convida esta pessoa pra fazer aulas ai com voceis , quem sabe ela gosta e para de implicar .
O bom mesmo é quando ali no lugar da orla era um barreiro danado, uma poeira, ah faz favor vão procurar o que fazer, ajudar na AACC/MS, Asilo S.J.BOsco, Pestalozzi, que dai seis vão chegar em casa cansados e não vão nem se incomodar com o que estiver acontecendo na vizinhança , daqui uns dias vão acabar com a feira ali por causa do barulho também ?
 
Lizeti Aparecida Zanineli em 17/07/2013 09:06:31
É isso aí! Não pode parar e nem pode deixar parar!
Arte e cultura são necessárias para o enriquecimento intelectual da sociedade!
Com respeito e de maneira pacífica, vamos mostrar que podemos responder à falta de respeito e falta de educação dessa senhora que (não é a primeira vez) causa problemas!
 
Meriele Oliveira Pereira em 17/07/2013 09:06:18
Que coisa chata dessa moradora, dança é arte, é vida, o fato é aos domingos às 17:00 horas, porque não incentivar? quantos jovens que através da arte buscaram outros caminhos, o quanto pode mudar o estado emocional de alguém, espero que essa moradora reflita e mude o seu questionamento e todo meu apoio ao "zouk".
 
Sirley Batista Gasques Correa em 17/07/2013 08:55:36
Continuo me perguntando, porque a policia, o MP, ouve tão atentamente e rapidamente as reclamações sem fundamento de uma moradora apenas, que influencia é exercida sobre esses poderes, uma vez fui assaltada na frente da minha casa e a policia nem se quer venho me atender no local, agora aparece a polícia o MP e querem prender pessoas que estão somente se divertindo, essa pessoa deve ser mesmo muito poderosa em???
 
Rosemeire Travasso em 17/07/2013 08:23:38
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.