A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

20/03/2014 18:26

Juliana Zorzo quer assumir Fundac e diz que cargo é “simplesmente gestão”

Elverson Cardozo e Zana Zaidan
Juliana quer assumir Fundac, mas escolha não agrada a maioria. (Foto: Câmara Municipal)Juliana quer assumir Fundac, mas escolha não agrada a maioria. (Foto: Câmara Municipal)

Evitando polêmicas, a vereadora Juliana Zorzo (PSC) disse, nesta quinta-feira (20), que deseja assumir a Fundac (Fundação Municipal de Cultura) e que o cargo de diretor-presidente é “simplesmente gestão”.

Veja Mais
Com 1% do orçamento , Cultura deixa de ser penduricalho e vira pasta cobiçada
Poeta Ferreira Gullar morre aos 86 anos devido a problemas respiratórios

“Para uma fundação fluir e conseguir firmar convênios com a Prefeitura, por exemplo, ela tem que ser bem gerida”, afirmou, ao comentar que, com o bom trâmite que tem, pode viabilizar as solicitações do Fórum Municipal de Cultural.

Praticamente à frente da pasta, Zorzo declarou, ainda, que já realizou um levantamento geral sobre as maiores necessidades da cultura, mas ainda não apresentou a “lista” ao prefeito Gilmar Olarte (PP).

Receio – Apesar do "esforço", ela não é bem vista para assumir a Fundação. O fato de ser evangélica desperta certo receio. Com a parlamentar no comando, muita gente tem medo da cultura virar uma pasta nada laica.

A resistência tem fundamento. No ano passado, por exemplo, a vereadora votou contra uma moção e congratulação em homenagem ao ganhador do concurso “Mister Brasil Diversidade 2013”, Carlos Gabriel de Freitas, eleito o gay mais bonito do País, porque era "contra essa prática".

Os envolvidos com as artes, dança, teatro, música e tantos outros tipos de expressão na cidade, querem, no mínimo, alguém que entenda do assunto, que saiba o que vai fazer e que tenha o diálogo como base para uma gestão democrática. 

Promessa  - Hoje, durante encontro com o Chefe do Executivo Municipal e com representantes da cultura, Zuliana Zorzo garantiu que, se assumir, a religiosidade dela não vai afetar a gerência da Fundac, porque quer contemplar todos os segmentos, "e todo tipo de música, dança e artesanato".

Olarte também se manifestou e disse que o perfil da vereadora atende às solicitações do Fórum Municipal de Cultura. Ela, nas palavras dele, é a pessoal ideal, dentro do partido, para assumir o cargo, porque "tem bagagem cultural muito grande, já estudou no exterior e sabe falar outros idiomas". "Ela é muito capacitada", elogiou.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.