A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

10/04/2016 07:45

Músico grava clipe no estilo stop motion e prepara turnê pela Rússia

Naiane Mesquita
Músico foi para o Egito e prepara turnê na Rússia com trabalho autoral (Foto: Punto Aureo Estudio de Fotografia e Audiovisual)Músico foi para o Egito e prepara turnê na Rússia com trabalho autoral (Foto: Punto Aureo Estudio de Fotografia e Audiovisual)

O clipe tem um quê de stop motion e a música é mais que brasileiríssima. No quadro principal, o cantor Joander Santos, 31 anos, percorre o Coletivo Casa dos Ventos cheio de estilo e em vários quadros. O clipe foi gravado em Dourados, mas o cantor nasceu mesmo em Itaporã, interior do Estado, distante a 227 km de Campo Grande.

Veja Mais
Descobertos na adolescência, Rafa e Ruan mesclam clássicos e pop sertanejo
Em clipe de rock alternativo, casal coloca tudo a perder por mensagem de celular

A carreira começou lá atrás, em barzinhos e projetos variados em Dourados. “Toquei muito tempo no Rancho do Peixe, rolava um blues toda quinta-feira. Eu tinha uma outra banda, a Dixavantes, com músicas autorais no Palco MP3, fazia letras e eu já tinha a parceria com o Magno Abreu, que é meu parceiro nesse clipe que eu gravei em Dourados”, explica.

O carinho pela música cresceu junto com o desejo de seguir a carreira. Incentivado por um amigo, Joander decidiu ingressar no Conservatório de Música de Tatuí, em São Paulo. “Fui em 2009 e lá eu acredito que começou a minha vida musical. Até então eu tinha aprendido a tocar com amigos, vizinhos, o carinha da igreja, eu queria estudar, mas não tinha condições de te rum professor mesmo, que me ensinasse metodologicamente. Fiquei chocado quando entrei, todos diziam que eu tocava bem, meus amigos curtiam, mas conheci uns feras no conservatório”, brinca.

Durante quatro anos, Joander se dedicou a música em suas variadas vertentes. Deixou de lado um pouco o blues e o rock, priorizando a batida instrumental brasileira. “Mudei totalmente, comecei a desenvolver outros projetos, em outros estilos musicais. Integrei a big band jovem e de Itibaia, com música instrumental, toquei pela cidade e pelo conservatório”, ressalta.

Essa experiência abriu portas para turnês nunca antes imaginadas. “Viajei para o Egito, trabalhei lá tocando em hoteis. Tocava de tudo, reggae, blues, música brasileira. A cidade era Charm El Shake, no Egito. Ela era turistíca e por isso tinha muitas oporturnidades. Depois segui para a Itália”, descreve.

De volta ao Brasil em 2016, o músico gravou o clipe em Dourados e agora está em São Paulo com um novo projeto. Em breve embarca para a Rússia. “Serão 25 dias, tocando a minha música, a música brasileira, com um olhar brasileiro. Chorinho, samba, mas sem deixar de mostrar as influências do pensamento moderno, da música contemporânea. Ainda estou vendo se depois sigo para Londres. Na Rússia vou tocar em clubes de música e em conservatórios. Tudo surgiu porque um produtor viu meu trabalho pelo Youtube e fez o convite”, celebra.

Para o exterior, Joander deve ir com o trio. “Tenho várias parcerias. Nessa eu vou com um baterista e um baixista, amigos de longa data também”. Mesmo sem morada definida, tudo que o músico quer é viver do trabalho artístico. “Depois a gente vê para onde segue”, brinca.

Confira o clipe do músico:

 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.