A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

26/07/2016 14:00

Na contagem regressiva para show, Acaba reúne em CD 80 músicos do Estado

Paula Maciulevicius
Acaba se apresenta em show de 50 anos no Palácio Popular, em setembro. Acaba se apresenta em show de 50 anos no Palácio Popular, em setembro.

Está cada vez mais perto de se comemorar os 50 anos de história do Grupo Acaba. O show marcado para o dia 24 de setembro, no Palácio Popular da Cultura, vai reunir em canções, 80 músicos do Estado. As participações no trabalho "Grupo Acaba - 50 anos Pantanal, Nascentes, Rios e Vertentes" vão de Delinha, Michel Teló e Tetê Espíndola, além dos artistas que sobem ao palco junto do Acaba, Paulinho Simões, Geraldo, Jerry e Gilson Espíndola.

Veja Mais
A importância do Grupo Acaba para a música e o cheiro de MS
Morre aos 61 anos engenheiro, músico e compositor do Acaba, José Charbel Filho

"A ideia inicial era de em "Nascentes", gravarmos músicas nunca gravadas, nos "Rios", os hits e em "Vertentes" as novas canções da música regional", explica um dos integrantes do Acaba, Moacir Lacerda. 

O projeto tomou proporção e de 60 músicas, pulou para 85. "É uma antologia musical, em quatro CD's", explica Moacir. Em conjunto do CD, será gravado no dia o DVD da apresentação e lançado o livro, escrito por Rodrigo Teixeira, que conta toda a trajetória de cinco décadas. Também fará parte da programação as homenagens a José Charbel Filho, um dos integrantes, morto este ano. 

Um dos integrantes, Moacir, conta que projeto cresceu e incorporou canções e 80 músicos. (Foto: Samu Isidoro)Um dos integrantes, Moacir, conta que projeto cresceu e incorporou canções e 80 músicos. (Foto: Samu Isidoro)

Atualmente, a banda é formada por 12 músicos, o que por sí só já é surpreendente. Adriano Praça de Almeida, Alaor Pereira de Oliveira, Antonio Luiz Porfírio, Carlinhos Batera, Chico Lacerda, Douglas Santos, Jairo Henrique de Almeida, Luiz Sayd, Moacir Lacerda, Vandir Nunes Barreto e Tião Cesar se dividem entre instrumentos e o vocal.

O show será restrito para convidados. No valor estimado de R$ 250 mil em toda produção e gravação, Moacir explica houve verba do Sebrae, Fiems e da própria Fundação de Cultura, mas que boa parte será bancada com a venda dos CD's. A antologia sairá por R$ 100,00 e é o que vai garantir o convite para assistir ao show. A venda será feita através da agência Mart. Posteriormente, o Acaba também vai se apresentar no Som da Concha, no dia 11 de outubro, nas comemorações de aniversário da divisão do Estado.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.