A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

25/06/2015 07:02

Natureza, jornalismo e mochilão em mostra de três hermanos fotógrafos

Paula Maciulevicius
Mostra Los 3 Hermanos traz um pouco do olhar particular de cada fotógrafo do Campo Grande News. (Foto: Marcos Ermínio)Mostra Los 3 Hermanos traz um pouco do olhar particular de cada fotógrafo do Campo Grande News. (Foto: Marcos Ermínio)

Do mochilão fotográfico, passando pelas imagens de natureza até o fotojornalismo. O olhar de três fotógrafos marca a primeira edição da mostra "Los 3 Hermanos", que estará aberta ao público hoje no Sarau dos Amigos, no bairro Universitário, em Campo Grande.

Veja Mais
Poeta Ferreira Gullar morre aos 86 anos devido a problemas respiratórios
Com gorros de Papai Noel, artistas realizam performance contra calote de editais

Fernando Antunes, Marcelo Calazans e Marcos Ermínio são fotógrafos do Campo Grande News e reuniram na exposição o que às vezes passa batido na correria da redação ou que é a lembrança de quando a câmera esteve na bagagem. 

A iniciativa partiu dos próprios "hermanos" no espaço aberto pelo sarau. "Fechamos essa parceria e houve um consenso entre os três para o nome da mostra. Somos três profissionais unidos pela paixão pela fotografia", comenta Marcelo Calazans.

A seleção de temas foi de acordo com a afinidade de cada um e revela a linha deles além do fotojornalismo. Em parte das fotos, os hermanos programaram para que o público se encarregue de dar legenda às imagens. "Meu foco é a natureza, aves e animais no geral. Escolho porque me sinto mais ligado à essa parte. Me sinto bem fazendo essas fotos", explica Calazans.

O trabalho de Marcos já tem um olhar em cima da fotografia artística, seja em qual cenário for. "Essa pegada que a gente tem pode ser aproveitada artisticamente num modo geral. A minha linha é mais de mostrar um retrato com a quantidade de sentimentos que podem envolver uma face. Eu trabalho muito com faces das pessoas", descreve.

Das lembranças, Fernando Antunes trouxe para o papel os lugares por onde passou. Com o tema "mochilão fotográfico", ele demonstra a vontade e o sonho de trabalhar mundo afora. "É o que sonho em fazer, morar dois anos cobrindo uma guerra. Cada uma dessas fotos me traz uma lembrança de onde estive e as pessoas que estavam comigo quando fiz a foto". 

A mostra abre 19h e a entrada é 1 quilo de alimento não perecível. O Sarau dos Amigos fica na rua Elvira Matos de Oliveira, 927, no bairro Universitário. As fotografias da exposição estarão à venda.

Mochião Fotográfico - Festa de São João. (Foto: Fernando Antunes)Mochião Fotográfico - Festa de São João. (Foto: Fernando Antunes)
Mochião Fotográfico - Colorado do Oeste. (Foto: Fernando Antunes)Mochião Fotográfico - Colorado do Oeste. (Foto: Fernando Antunes)
Mochião Fotográfico - Estrada Parque. (Foto: Fernando Antunes)Mochião Fotográfico - Estrada Parque. (Foto: Fernando Antunes)

Fernando Antunes, 29 anos e nascido em Corumbá/MS. Comecei a trabalhar com fotografia em 2010, mas a paixão vem desde criança. Meus primeiros trabalhos foram com shows musicais que o Coletivo Bigorna organizava aqui em Campo Grande. No ano passado participei da minha primeira exposição internacional que foi realizada em Sikkim na Índia. Amo fotografar, seja em qualquer área...moda, still, retratos, paisagens. No momento estou experimentando um pouco do fotojornalismo, era uma coisa que eu queria faz um tempo. Fotografia pra mim é tudo. Pra mim não é trabalho... é diversão!

Natureza - Tucano. (Foto: Marcelo Calazans)Natureza - Tucano. (Foto: Marcelo Calazans)
Natureza - Seriema. (Foto: Marcelo Calazans)Natureza - Seriema. (Foto: Marcelo Calazans)
Natureza - A coruja. (Foto: Marcelo Calazans)Natureza - A coruja. (Foto: Marcelo Calazans)
Fotojornalismo - Faces. (Foto: Marcos Ermínio)Fotojornalismo - Faces. (Foto: Marcos Ermínio)

Marcelo Calazans, campo-grandense, tem 40 anos. É filho de Marilza Queiroz Calazans e Artêmio Andrade Calazans Junior. Apaixonado por natureza, seu hobby é a observação da vida selvagem, o que toma quase todo seu tempo livre. Como ornitólogo amador, já registrou mais de 200 espécies de aves no ambiente urbano da cidade de Campo Grande – MS, sendo que alguns registros são os únicos de determinadas espécies para o estado. Atua como fotojornalista no maior site de notícias da região. Tem entre as principais imagens captadas em sua carreira, o flagrante de uma onça-parda, (deslocada de seu habitat), encontrada dentro de um grande condomínio da cidade, e a tragédia acontecida na cidade de Porto Murtinho – MS, quando do naufrágio de um barco com turistas. Outros flagrantes não menos incríveis podem ser vistos nessa exposição, que tenta passar no papel toda a emoção captada pelas lentes de um profissional da fotografia.

Fotojornalismo - Das cenas que surgem na rua. (Foto: Marcos Ermínio)Fotojornalismo - Das cenas que surgem na rua. (Foto: Marcos Ermínio)
Fotojornalismo - A criança que carrega no olhar o peso de ver o mundo como adulta. (Foto: Marcos Ermínio)Fotojornalismo - A criança que carrega no olhar o peso de ver o mundo como adulta. (Foto: Marcos Ermínio)

Marcos Ermínio é campo-grandense, nasceu em 1987, filho de Clara Dias e Ermínio Cáceres, tem uma única irmã, a estudante de Jornalismo Ana Carolina Dias. Em seu primeiro relacionamento tem dois filhos, Ana Lívia e Juan Marco. E com sua formação superior na área de tecnologia, foi com a fotografia e fotojornalismo que se apaixonou e decidiu seguir a vida.

Em 2012, ele conciliava sua vida profissional em uma empresa de engenharia de pré-moldados, na qual atuava como analista financeiro, com sua carreira de fotógrafo, inciando seus primeiros passos registrando eventos sociais e baladas, mas o amor pela fotografia foi maior e certamente o fator determinante para que ao convite realizado pelo jornal Campo Grande News para trabalhar como fotógrafo fez com que rapidamente abandonasse a segurança do trabalho no qual havia se formado para se dedicar exclusivamente ao universo fotográfico.

Hoje, o fotógrafo Marcos Ermínio decidiu focar seu trabalho nos registros dos fatos jornalísticos que acontece no cotidiano, através do fotojornalismo, e com isso supera sua linha criativa através de algo que é muito simples como registrar e traduzir em imagens a sensibilidade de momentos e informar através do visual as alegrias e as mazelas da sociedade.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.