A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

08/02/2016 11:20

Projeto nomeia Delinha como embaixadora da cultura da Capital

Antonio Marques
Prestes a completar 80 anos, a cantora Delinha, pode se tornar Embaixadora da Cultura de Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Prestes a completar 80 anos, a cantora Delinha, pode se tornar Embaixadora da Cultura de Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

Os vereadores de Campo Grande vão aproveitar a única sessão da semana do Carnaval, que acontece na próxima quinta-feira, 11, para aprovarem o nome da cantora Delanira Pereira Gonçalves, a Delinha, como embaixadora da Cultura de Capital. Ela completará 80 anos em 2016, mais de 70 morando na mesma casa, no Bairro Amambaí.

Veja Mais
Programa é especial, com Delinha no estúdio e "avant premiere" de DVD sinfônico
No aniversário de 78 anos, Delinha também comemora 7 décadas na mesma casinha

Pelo projeto, de autoria dos vereadores Vanderlei Cabeludo (PMDB) e Eduardo Romero (Rede), a embaixadora representará a Cidade de Campo Grande em todos os eventos ligados à cultura, dentro ou fora de nosso Estado, de acordo com as necessidades dos órgãos públicos.

Com a aprovação do projeto, o poder Executivo fica autorizado a nomear Delinha, como Embaixadora da Cultura de Campo Grande. Os parlamentares justificam que a história de Delinha se confunde com a história da Capital sul-mato-grossense. Os autores dizem que o título é o reconhecimento da cantora, como representante da cultura e da música sertaneja raiz.

O projeto esclarece que as despesas decorrentes da representação da Embaixadora em eventos culturais, correrão por conta do requisitante, podendo para tanto, a prefeitura, por meio de órgão competente, neste caso a Fundac (Fundação Municipal de Cultura, firmar convênios para suprir as necessidades financeiras desde a locomoção, alimentação, estadia e outras decorrentes desta representação.

Ainda na justificativa para aprovação do projeto, os autores descrevem que, em dupla com Délio, o que se denominava o “casal onça de Mato Grosso”, até os dias atuais, sempre cantou as belezas, os amores e desamores, as esperanças e sonhos e os usos e costumes desta terra.

"Sua sonoridade timbre de voz e letras são únicos e facilmente conquista corações e mentes. E Delinha também encanta e atrai admiração por ser, desde sempre, mulher forte, guerreira, íntegra, compromissada com sua arte e cumpridora de contratos, agindo sempre com lisura e honestidade", relatam os parlamentares sobre a cantora.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.