A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

30/04/2016 07:20

Projeto quer colorir espaços públicos e privados com arte colaborativa

Naiane Mesquita
Fachada do Holandês Voador será revitalizada por projeto Fachada do Holandês Voador será revitalizada por projeto

Os pinceis e sprays de artistas de Campo Grande vão dar uma nova cor ao Holandês Voador, o bar mais underground da cidade. O projeto Recorte – Colorindo a City terá sua primeira edição no local, mas na verdade teve o ponta pé inicial na Subcultura Records, em março, durante uma pintura colaborativa.

Veja Mais
Danielle Winits vive Marilyn Monroe em peça que estreia em janeiro na Capital
Fim de semana tem Naiara Azevedo e contação de histórias

Fachada da Subcultura Records ficou colorida com a intervenção de artistas (Foto: Maíra Espíndola)Fachada da Subcultura Records ficou colorida com a intervenção de artistas (Foto: Maíra Espíndola)

Foi nesse espaço que Maíra Espíndola, 37 anos, conheceu a artista Erika Pedraza, que já buscava parceiros para o projeto. “A gente pintou a fachada e a área de dentro. Vários artistas fizeram painéis aqui e foi assim que conheci a Erika, que é muito amiga do George, dono do Holandês Voador, que é um bar que eu conheço. Ela suscitou essa ideia, mas não tinha iniciativa porque ninguém apoiava. Quando ela me falou eu topei na hora e agora estou pressionando eles para a gente se movimentar”, explica.

O evento será realizado no dia 28 de maio, mas os preparativos começam bem antes. “Serão uns quatro dias de trabalho. E quem quiser a gente está chamando para discotecar. Vamos começar tudo na quarta-feira, passar massa corrida, na quinta também, vamos fazer o esboço com antecedência, queremos deixar quase tudo pronto no sábado, no máximo se estender no domingo”, afirma.

No sábado, a programação será especial. “A discotecagem vai começar no final da tarde, entrando a noite. Vamos passar o chapéu também, em busca de arrecadar fundos para o Holandês Voador. O George está com problemas em um freezer, não tem grana para reformar ou comprar outro, então queremos arrecadar essa grana para ele, chamando quem quiser ajudar”, reforça.

Para concluir a ação de pintura do local, os artistas também precisam de doação de materiais. “Precisamos de tintas, coloridas, brancas, pigmentos, spray, pincel, rolo, precisamos de um andaime, não sei se vamos conseguir alugar ou um empréstimo, para poder pintar até la em cima, precisamos de mão de obra para quem quiser ajudar, tanto na pintura, como fazer a limpeza da parede, lixar, passar a massa corrida. Precisamos de companhia, bons amigos, histórias, piadas, para a gente rir pelo menos”, brinca.

Por enquanto, estão confirmados além de Maíra e Erika, estão confirmados mais cinco artistas. “Queremos pintar futuramente não só locais comerciais, mas estudando outros locais onde possamos interferir. Provavelmente eu vou encabeçar essas ações, nem sempre pintando, mas organizando”, frisa Maíra.

Mais informações sobre o evento neste link. 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.