A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

16/06/2016 07:02

Rede de Teatro de rua começa hoje com debates e apresentações culturais

Naiane Mesquita
Circo do Mato de MS é um dos grupos organizadores da mostra (Foto: Laila Pulchério)Circo do Mato de MS é um dos grupos organizadores da mostra (Foto: Laila Pulchério)

O teatro de rua estará no foco de debates e apresentações culturais de hoje até o dia 19 de junho, em Campo Grande. Grupos de várias partes do País estão desembarcando e cerca de 90 artistas devem discutir a colaboração artística, a comunicação, pesquisa e políica, além das questões sociais que nunca saem de pauta, como o confronto indígena.

Veja Mais
Danielle Winits vive Marilyn Monroe em peça que estreia em janeiro na Capital
Fim de semana tem Naiara Azevedo e contação de histórias

Como o encontro é colaborativo, cada artista precisou custear a sua viagem, enquanto a Fundac (Fundação de Cultura de Campo Grande) cedeu o Armazém Cultural para a realização das plenárias. "Cada articulador (artista) da Rede Brasileira de Teatro de Rua arcou com suas despesas de viagem. É um movimento bem bonito, que conta com a vontade individual dos articuladores. Nós recebemos o VIII encontro aqui em Campo Grande em 2010, se não me engano. Os artistas se articulam conversam pela rede virtual e acontecem 2 encontros presenciais por ano", afirma a produtora cultural do Circo do Mato,  Laila Saad Pulchério. 

Por enquanto, a programação cultural começa com plenárias pela manhã e a tarde de hoje, enquanto amanhã haverá além dos debates, às 16 horas o cortejo com vários grupos pela cidade, com concentração na Praça Ary Coelho. 

Já no dia 18 de junho, além da plenária de manhã e a tarde haverá o Rendevu, uma festa sarau na Casa Vai ou Racha, no bairro São Francisco, onde acontecerão apresentações artísticas, entre elas, números, intervenções e esquetes. Por fim, no dia 19, a continuação das discussões e o encerramento. 

A Rede Brasileira de Teatro de Rua – RBTR foi criada em março de 2007, em Salvador/BA, como um espaço físico e virtual de organização horizontal, sem hierarquia, democrático e inclusivo. Todos os grupos de teatro, artistas-trabalhadores, pesquisadores e pensadores envolvidos com o fazer artístico da rua, pertencentes à RBTR podem e devem ser seus articuladores para, assim, ampliar e capilarizar, cada vez mais, reflexões e pensamentos, com encontros, movimentos e ações em suas localidades.

O intercâmbio da Rede Brasileira de Teatro de Rua ocorre de forma presencial e virtual, entretanto toda e qualquer deliberação é feita nos encontros presenciais, sendo que seus articuladores farão, ao menos, dois encontros anuais de forma rotativa de maneira a contemplar todas as regiões brasileiras, valorizando as necessidades mais urgentes do país. Os articuladores de todos os Estados, bem como os coletivos regionais, deverão se organizar para garantir a participação nos encontros.

Participam do XVIII Encontro grupos de São Bernardo do Campo SP, Porto Alegre RS, Rio Branco AC, Presidente Prudente SP, Brasília DF, Nova Andradina MS,Salvador BA, São Paulo SP, Santos SP, Rio de Janeiro RJ, Nova Alvorada do Sul MS, Dourados MS, Sorocaba SP, Santo André SP, Porto Velho RO, Londrina PR, Boa Vista RR e Campo Grande. Na Capital, organizam o evento o Circo do Mato, Imaginário Maracangalha, Teatral Grupo de Risco, Cia Theastai, Palhaço Challito, CIa Simbiose e Circo Le Chapeu. 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.