A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

26/03/2015 16:28

Referência sobre o passado, Instituto Histórico faz 37 anos e ganha a internet

Paula Maciulevicius
O Instituto Histórico está localizado num espaço privilegiado, que respira a nostalgia do passado. (Foto: Marcelo Calazans)O Instituto Histórico está localizado num espaço privilegiado, que respira a nostalgia do passado. (Foto: Marcelo Calazans)

São aproximadamente 55 mil imagens que contam a nossa história, desde quando Mato Grosso era um só estado. O Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul está processando parte destes registros para inseri-los no mundo virtual.

Veja Mais
Danielle Winits vive Marilyn Monroe em peça que estreia em janeiro na Capital
Fim de semana tem Naiara Azevedo e contação de histórias

Fotos, recortes, antigos jornais, revistas e até o mais recente lançamento, a Enciclopédia das Águas compõem o acervo digital. De aniversário, o Instituto comemora agora 37 anos de portas abertas com publicações próprias e arquivos que datam desde a década de 1910.

Com 40 associados efetivos, em comemoração ao aniversário também tomam posse dois associados eméritos, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) que receberá o título de Presidente de Honra e o ex-senador Rubens Figueiró (PSDB), em noite de gala nesta sexta-feira, às 19h, na Famasul, no bairro Chácara Cachoeira, em Campo Grande. A data terá presença de diretores e presidentes de Institutos Históricos e Geográficos de outros estados. 

Fotos, jornais, revistas e livros fazem parte de acervo. (Foto: Marcelo Calazans)Fotos, jornais, revistas e livros fazem parte de acervo. (Foto: Marcelo Calazans)

Ao Lado B, a professora, historiadora e diretora executiva adjunta do Instituto, Maria Madalena Dib Mereb Greco, de 57 anos, mostrou parte do acervo, falou dos planos futuros de novas reedições e se colocou à disposição do público em geral.

"Cada vez mais eu tenho visto as pessoas entendendo qual é o papel do Instituto, acredito que pelo grande fluxo de visitas de acadêmicos e pós-graduandos, doutorados. O Instituto acabou sendo referência na história sul-mato-grossense em tudo o que diz respeito à cultura", descreve.

Além da questão histórica e geográfica, o Instituto também tem nos associados, fontes para discussão dos assuntos cotidianos. "A história tem essa capacidade. Às vezes é algo incompreensivo no momento, mas se formos ver no passado", compara.

No meio virtual, já estão 25 mil imagens referentes ao Jornal do Comércio, como também a Enciclopédia das Águas que mapeia toda rede hídrica do Estado, considerado um trabalho inédito no País. "Foram oito anos de pesquisa para isso, que tem um apelo popular. Porque qualquer universidade ou instituição pública vai ter uma fonte confiável de pesquisa que reflete na qualidade de vida do próprio morador, da própria população, quando se conhece aquilo que você tem".

O Instituto Histórico está localizado num espaço privilegiado, que respira a nostalgia do passado. A sede está no mesmo terreno do gabinete do prefeito, na Esplanada Ferroviária. O horário de atendimento é de segunda a sexta, das 7h às 11h e das 13h às 17h. O endereço certinho é Rua Calógeras, 3.000. O site é: http://www.ihgms.org.br/.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.