A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

22/10/2015 16:08

Show faz releitura do Dia de Finados e desperta reflexão

Fabiana Silvestre
Show musical A Arte do Amor não tem fins lucrativos. (Foto: Divulgação)Show musical A Arte do Amor não tem fins lucrativos. (Foto: Divulgação)

Lá se vão 16 séculos desde que os falecidos passaram a ter um dia dedicado à oração e homenagens in memoriam. Na maioria dos países ocidentais, o Dia dos Finados é celebrado em 2 de novembro desde a Idade Média, quando a data foi oficialmente instituída pelo abade francês Odilon de Cluny.

Veja Mais
Danielle Winits vive Marilyn Monroe em peça que estreia em janeiro na Capital
Fim de semana tem Naiara Azevedo e contação de histórias

Mas a celebração histórica, que para muitos remete à tristeza do luto, ganhou releitura em Campo Grande há cinco anos, quando foi intensificada a divulgação da arte musical inspirada na Doutrina Espírita, que reúne os ensinamentos codificados por Allan Kardec - pseudônimo do pedagogo francês Hippolyte Léon Denizard Rivail. Com arranjos delicados e produção atenta, o show musical A Arte do Amor reúne artistas do segmento (música espírita) em apresentações anuais. Todas no Dia de Finados.

“Buscamos lembrar que a data é de celebração da vida, da vida que continua nos dois planos, e também momento de gratidão aos nossos amados que já se foram; uma homenagem alegre e feliz”, explica Adriano Oliveira, diretor de Arte e Produção do espetáculo. Segundo ele, tudo começou a partir de um show realizado “na raça” em 2010. Com amor e dedicação à frente da organização, a Fundação Chico Xavier, da qual Adriano faz parte, reuniu um time de amigos voluntários que se dedicam aos mínimos detalhes para proporcionar ao público momentos de relaxamento, alegria e reflexão.

“A música espírita busca esse despertar para a realidade de que a separação dos nossos amados é dolorida, sim, mas o amor que nos une permanece e se fortalece”, diz Adriano. Este ano, a apresentação será no Teatro Glauce Rocha, às 19h. Haverá participação especial de Junior Freitas, no cerimonial, que levará poesia à apresentação dos artistas, com interações junto à plateia.

Na programação, cantores como os mineiros Hércules Mota, que acabou de lançar o CD Portal, e Vanêssa Santos (da dupla Tim e Vanêssa). Nos versos de Reencontro, música cantada por Denis Soares, a lembrança dos que foram – “Uma nuvem cobriu o céu/O dia então escureceu/E de repente você desapareceu” – remete à esperança do porvir – “Mas o meu coração e o seu/E esse amor que não se esqueceu/E novamente você me apareceu”. O cantor já percorre o Brasil levando composições eminentemente espíritas. "Sou muito grato pela acolhida saudável e de coração aberto.
Sigamos em frente, que a vida tem sempre muito mais a querer de nós!", diz Denis. "Estou certo de que será uma noite em que mergulharemos em vibrações muito salutares", garante Hércules Mota.

O evento não tem fins lucrativos. Parte do dinheiro arrecadado com os ingressos é destinada às casas espíritas, para colaborar com ações de assistência social. O restante é para custear despesas com a realização do evento, como a locação do teatro, equipamentos eletrônicos, contratação de profissionais especializados em sonorização, etc. Todos os artistas se apresentam de forma voluntária.

Como tudo começou – Conhecida também como Dia de Todas as Almas, a celebração do Dia de Finados sucedia o Dia de Todos os Santos (1º de novembro), quando se reza por aqueles que morreram em estado de graça. O dia seguinte foi dedicado às orações por todos os demais falecidos, que precisariam de ajuda para serem aceitos no céu, conforme tradições da Antiguidade.

Em artigo sobre o Dia de Finados, o escritor Cláudio Fernandes explica que, mesmo antes de oficializar a data, já em 2 de novembro de 998, Odilon, o abade, instituiu aos membros de sua abadia e a todos aqueles que seguiam a Ordem Beneditina a obrigatoriedade de se rezar pelos mortos. A partir do século XII, a data popularizou-se em todo o mundo cristão medieval como o Dia dos Finados, e não apenas no meio clerical.

Serviço - Para saber mais ou adquirir ingressos para o show musical A Arte do Amor, ligue: 67 8163-7006 e 67 3301-9067 (Adriano Oliveira) e 67 9137-1399 (Carla Calarge).




lá estaremos como em todos os anos anteriores!!
já tenho meus ingressos, comprando antes é mais barato, levamos toda família!
 
Eny Feliz em 23/10/2015 08:01:32
MARAVILHA!!
lá estaremos como em todos os anos, já tenho meus ingressos!!!
 
Eny Feliz em 23/10/2015 08:00:14
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.