A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

19/10/2014 12:45

Trupe apresenta espetáculo circense em libras e áudio-descrição

Elverson Cardozo
Espetáculo é comandado pelas palhaças Maçaroca e Muriçoca. (Foto: Vanderlei Aparecido/Arquivo)Espetáculo é comandado pelas palhaças Maçaroca e Muriçoca. (Foto: Vanderlei Aparecido/Arquivo)

A Mambembe, trupe teatral de Campo Grande, apresenta neste domingo (19), às 18h, no Teatro Aracy Balabanian, um espetáculo bi-modal, com linguagem simplificada para pessoas com deficiência intelectual e em Libras (Língua Brasileira de Sinais), para deficientes auditivos.

Veja Mais
Descobertos na adolescência, Rafa e Ruan mesclam clássicos e pop sertanejo
Em clipe de rock alternativo, casal coloca tudo a perder por mensagem de celular

É o “Circo Las Muchachas”, que mistura circo, teatro, música e bonecos e é comandado pelas palhaças Maçaroca e Muriçoca. Elas apresentam números circenses como malabarismo, acrobacias, ilusionismo, equilibrismo, entre outros, com adaptações abrasileiradas e uma pitada desajeitada de humor.

O espetáculo é interativo. As atrizes dão a oportunidade para algumas pessoas da plateia entrar no picadeiro e atuar como ajudante de palco.

Para garantir a apresentação aos deficientes auditivos, Maçaroca e Muriçoca, interpretadas pelas atrizes Jurema de Castro e Renata Macedo, fazem as falas oralizadas em Libras. Além de contarem com a tradução para Língua Brasileira de Sinais, a plateia também terá acesso ao recurso de áudio-descrição por meio de 50 fones que serão disponibilizados por sessão.

O trabalho inclui, ainda, legenda, visita guiada ao palco, maquete tátil do cenário, material gráfico em braile, MP3 reproduzindo a descrição das peças, letras em contraste com o fundo e em alto relevo, banners eletrônicos com descrição de imagens, entre outros.

Para atender as necessidades do público, a equipe da Mambembe vai contar com dois intérpretes de Libras e duas pessoas capacitadas a atender, direcionar e informar pessoas com deficiência.

A iniciativa faz parte do projeto Teatro Acessível, fruto de um estudo realizado pela atriz e produtora executiva Renata Macedo. O trabalho, afirma, é pioneiro em Mato Grosso do Sul e conta com o apoio de centros de apoio aos deficientes auditivos, Caps/DV (Centro de Apoio aos Deficientes Visuais), Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), Ismac (Instituto Sul Mato-Grossense para Cegos Florivaldo Vargas) e do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência Física.

Serviço – Ingressos estão sendo vendidos, antecipadamente, por R$ 7,00 e, na hora, por R$ 15,00. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (67) 3346-0153/ 8135-3111/ 9245-6623.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.