A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

12/07/2012 14:21

Após 45 anos de carreira, fotógrafo Roberto Higa assina contrato para 1º livro

Ângela Kempfer
Higa mostra uma das fotos mais raras da carreira, do líder indígena assassinado Marçal de Souza.Higa mostra uma das fotos mais raras da carreira, do líder indígena assassinado Marçal de Souza.
Lançamento em 81 do projeto que liga hoje a cidade de Bela Vista (MS) a Aporé (GOLançamento em 81 do projeto que liga hoje a cidade de Bela Vista (MS) a Aporé (GO

Depois de 15 anos tentando, o fotógrafo Roberto Higa assinou nesta semana contrato para publicação do primeiro livro da carreira.

Veja Mais
Com bugrinhos de Conceição, galeria reúne arte de MS e área ainda atende eventos
Danielle Winits vive Marilyn Monroe em peça que estreia em janeiro na Capital

Poderia ser mais uma obra sobre o Estado, mas tem um valor especial porque ao longo de 45 anos de profissão Higa teve sempre os olhos nas transformações de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

“Lembro que a gente ia ao bingo e quando o cara estava lá, cantando as pedras, ele gritava: Qual é o número de Mato Grosso do Sul? E o povo respondia: é o 44. O calibre de revólver porque aqui era terra sem lei”, conta.

Agora a briga será para selecionar 250 fotos do acervo de 250 mil, para a publicação pela Editora Alvorada, que fechou parceria com o fotógrafo e com o jornalista Luca Marimbondo, outro lutador a se dedicar ao projeto.

Além de ter comprado a primeira câmera em 1968, ele fotografa sem parar até hoje, sempre fotojornalismo. “Fiz poucos casamentos e aniversários na minha vida. Só fazia evento quando a coisa apartava”, lembra.

Mesmo assim, o fotógrafo jura que não terá tanto trabalho. “Começamos a pensar no livro Roberto Higa e 30 anos de carreira. Já passaram 15. Nesse tempo, tenho selecionado muita coisa ”, justifica.

Com o livro, Luca e Higa querem mostrar com imagem como a região foi se transformando. Um dos momentos que vão aparecer com certeza, lembra Higa, é a instalação da UFMS em Campo Grande, em 1971. “Foi o que fez a cidade mudar a mentalidade, crescer. Chegaram muitas famílias”, conta.

Ele também cita fatos políticos, de Polícia, os registros dos ciclos das cheias no Pantanal e a foto da inauguração da primeira escada rolante, na loja Pernambucanas de 14 de Julho, já publicada aqui no Lado B. “Foi um evento”, resume.

Ainda não foram divulgados os valores para a publicação do livro. Higa só diz que chegou a um acordo bom para todas as partes. “Depois de muita oferta ruim, conseguimos algo bom”.

Inauguração do Hipodromo Aguiar Pereira de Souza - 1982Inauguração do Hipodromo Aguiar Pereira de Souza - 1982



Parabéns, Higa, você e todos nós, sul-mato-grossenses, merecíamos esse registro. Aí vai desde a criação do Estado, passando pela primeira grande movimentação pública que foi a passeata da sociedade civil contra usina de álcool na Serra da Bodoquena coordenada pelo COMITÊ DE DEFESA DO PANTANAL/FUCONAMS, Primeiro Seminário Sul-matogrossense da questão indígena que gerou a foto de fundo do MARÇAL.bj
 
Maria Helena brancher em 15/07/2012 08:21:32
Parabéns, Higa!
Quero já reservar o meu exemplar. Conheço sua capacidade e talento raro. Você é, no nosso Estado, uma personalidade digna de todo respeito e admiração. Não houve um acontecimento sequer que não fosse registrado por suas lentes. E faltava isso no seu currículo...
Que bom que chegou a hora! Estarei no lançamento te aplaudindo de pé!
Abraços
Raquel
 
Raquel Ferraro em 13/07/2012 12:11:40
parabens vc merece.
 
lyuiz magalhaes em 13/07/2012 11:47:31
Gostaria de parabenizar o grande fotógrafo Roberto Higa, por nunca ter desistido da publicação desse material histórico. Infelizmente, em nosso país, raríssimos são os que importam-se com a nossa história. Como dizem os historiadores, "Um povo que não conhece a sua história, acaba repetindo os mesmos erros. Erros esses que, em geral, afetam aos mais desfavorecidos". Campo Grande saiu ganhando.
 
Sandra Tibana em 13/07/2012 10:12:57
Roberto Higa é o fotografo da Historia do MS.
Guairá-porã e Apaporé foram as Estradas/Programas que consolidaram o novo Estado.
Parabens meu amigo Roberto, por lançar esse Livro que vai contar a historia fotográfica de nosso Estado.
Ney Magalhães
 
Ramão Ney Magalhães em 13/07/2012 06:38:09
Caro Roberto Higa, acompanho o seu talentoso trabalho desde que cheguei a Campo Grande nos idos de 1975. Sou seu admirador e, os tenho na condição de um verdadeiro monstro sagrado da imagem estática, que, consegue transforma-las em movimento permanente para ser eternizada na mente de todos nós.
Parabéns, você é merecedor de muito sucesso.
Saúde, paz e vida longa.
Jornalista J. Silva Gonçalves.
 
João Gonçalves Silva de Souza (J.Silva) em 13/07/2012 01:42:24
Tive o privilégio de trabalhar com o Higa e compartilhar com ele esse sonho. Mato Grosso do Sul receberá um presente, contudo, o acervo dele merece ser perpetuado em museu de imagem. É a história viva! Um verdadeiro registro antropológico do dia-a-dia do nosso povo, autoridades e empresários.
 
Robson Trevisan. em 13/07/2012 01:20:44
INCRIVEL. O HIGA COM QUASE MEIO SÉCULO DE TRABALHO HISTÓRICO E SÓ AGORA CONSEGUIR PUBLICAR SEU ACERVO. UMA VERGONHA PARA O GOV. ANDRE E PARA O PREF. TRAD. NEM O ZAHRAN E OUTROS TANTOS MILIONÁRIOS LOCAIS QUISERAM FINANCIAR UMA OBRA TÃO IMPORTANTE. PARABÉNS GRANDE HIGA. VOU ESPERAR ANSIOSAMENTE O LIVRO.
 
GIAN REZENDE em 12/07/2012 08:03:09
Parabéns Higa, mestre que inspira gerações, talento nato esculpido em terras guaranis, representante de uma geração ímpar.
 
Roberto Domingos em 12/07/2012 05:36:37
Higa é um ídolo. Para mim, como jornalista de MS, é um privilégio ter a oportunidade de acesso ao livro dele. Aguardo com ansiedade. Parabéns!
 
Natalia Yahn em 12/07/2012 04:27:37
Já era tempo de um profissional brilhante como o Higa ter ao menos parte dessas preciosidades registradas em um livro. Agora, além dos seus amigos de rede social, mais pessoas poderão ter acesso aos registros emocionantes que ele colecionou ao longo de uma carreira dedicada a retratar a essência de um povo que ajudou a construir um estado de beleza e cultura ímpar.

Flávia Lima - jornalista
 
Flávia Lima em 12/07/2012 04:21:04
Aí Dom Higa, parabéns pelo empreendimento junto ao Lucca. Bons profissionais num projeto de qualidade e editora conceituada por certo, resultarão em satisfações pra vocês e aproveitamento do público admirador da cultura e história de Mato Grosso do Sul. Bom trabalho e boa colheita do que plantam. Sucesso e êxito. Abraços, Ruy Sant’Anna.
 
Ruy Sant'Anna dos Santos em 12/07/2012 03:46:13
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.