A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

24/04/2012 11:51

Escola de balé para meninos precisa de padrinhos para profissionalizar a turma

Ângela Kempfer
Aula na escola do Nova Bahia. (Fotos: João Garrigó)Aula na escola do Nova Bahia. (Fotos: João Garrigó)

Na periferia da cidade, em um imóvel no bairro Nova Bahia, um casal de bailarinos tenta criar uma companhia profissional com meninos que até pouco tempo nem imaginavam o que era a dança clássica.

Veja Mais
Poeta Ferreira Gullar morre aos 86 anos devido a problemas respiratórios
Com gorros de Papai Noel, artistas realizam performance contra calote de editais

A escola também ensina meninas, mas são os garotos o maior desafio de Sabrina Aguilella e André Souza. Projeto criado há quase 4 anos conseguiu formar uma turma masculina, com 30 alunos matriculados, todos bolsistas.

Tudo parece muito difícil ao ver os garotos aprendendo a técnica. Não só pelo esforço físico. A escola tem 80 alunos, entre meninos e meninas, mas só as garotas pagam a mensalidade de 60 reais. Os garotos aprendem de graça, o que significa que o caixa não é lá grandes coisas.

Em 2011, o Fundo Municipal de Investimento Cultural viabilizou um tempo de receita extra para o projeto, mas só por um ano.

A meia do caçulinha da turma já aparece no buraco aberto na ponta da sapatilha pra lá de gasta. Com 5 anos, João é um surpreendentemente disciplinado nas aulas da Zoe.

A cara é de sapeca, o corpo ainda “parrudinho”, mas sempre quando acaba a aula João confirma como foi o desempenho. “Sempre pergunta se fez tudo certo, se foi comportado”, conta André. Questiono se João gosta da “brincadeira” e o menino responde sério: “Não é brincadeira, é dança”.

A aula é conduzida por um ex-aluno. Márcio, de 18 anos, fazia capoeira quando conheceu André em uma das tantas palestras feitas pelo bailarino para convidar as pessoas a conhecerem o balé.

“Fiquei curioso, mas achava que era coisa de boiola. Comecei a fazer aulas, mas entrava e saia daqui escondido, para meus colegas não verem”, conta sorrindo.

Sabrina e André, os donos da idéia.Sabrina e André, os donos da idéia.

O preconceito ainda complica bastante a rotina dos meninos corajosos que entraram para o balé clássico. “Cinco já saíram porque não aguentaram a pressão. Um deles até apanhou na escola. A gente teve de ir até lá, conversar com a diretora, mas não adiantou. O menino desistiu”.

Poucos minutos já servem para comprovar o envolvimento das crianças e dos adolescentes, no jeito de colocar a sapatilha, no corpo perfeito, na forma de conversar com os colegas e na postura ao fazer cada movimento.

O grupo já é grande para a realidade de Mato Grosso do Sul, mas os donos da ideia querem mais. “Nosso objetivo é oferecer 50 bolsas, mas para isso precisamos de ajuda”, diz André Souza, bailarino paulista que veio a Mato Grosso do Sul para projeto Moinho Cultural em Corumbá, conheceu Sabrina, se casou e hoje toca o “Homens no Balé” junto com a esposa.

André é um apaixonado pela dança clássica, apesar de ter começado com o Hip Hop. Sem preguiça na língua, ele parece não dar importância à política da boa vizinhança no meio cultural. Fala o que quer, do jeito que tem vontade, sempre direto. “Não temos ajuda de ninguém, nem da prefeitura, nem do governo. É a gente e só. Tem escolas por aí que falam em popularizar o balé, mas cobra mensalidade de 200 reais. Isso não é nada popular. A gente sim, populariza a dança”.”

Sabrina Aguilella é parecida na vontade de fazer sem esperar. “Antes, quando aparecíamos em algum festival, a gente era os primos pobres. Hoje não”. Ela e o marido conseguem viabilizar a escola com a mensalidade das meninas e alguns trabalhos fora. No ano passado, os dois assinaram a coreografia campeã da festa dos touros em Porto Murtinho e em agora serão responsáveis pela coreografia dos dois times: Bandido e Encantado.

Menina que desde os 3 anos vive dentro de uma escola de dança no interior de São Paulo, Sabrina se identifica com as crianças que atende hoje. “Minha mãe tinha de trabalhar e eu ficava na escola de dança de uma amiga dela, foi a minha primeira professora. Com 12 anos decidi que era isso que eu queria para sempre”, lembra.

A bailarina veio para Campo Grande, depois a mãe também se mudou para cá e agora a família vive em torno da “Zoe Escola de Dança”. A proposta de formar bailarinos ficou forte quando André chegou.

Márcio é um ex-aluno que virou professor.Márcio é um ex-aluno que virou professor.

Com o tempo, o que mais gratifica são os avanços dos alunos, que não decepcionam. “Vem com gripe, febre”, diz Sabrina orgulhosa.

Pablo é uma das promessas. Magrinho, com duas covinhas nas bochechas e bastante sorridente, o garoto de pé bem alongado já atinge uma qualidade técnica exemplar.

Ele, o irmão de14 anos, a irmã de 12 e até a mãe fazem aulas na Zoe. Antes os meninos da família faziam judô, agora querem ser profissionais do balé. “No começo ficava muito distraído, mas mudei depois que me aplaudiram pela primeira vez”, comenta.

Na escola convenciona l, ele também diz ir bem melhor, pela disciplina que impõem o balé clássico, explica Sabrina.

“Nós nos intrometemos na vida deles para garantir que tudo vai bem e falamos muito de valores que muitas famílias já não dão importância. A disciplina também é fundamental, para que eles sejam bons no futuro em qualquer profissão que venham a escolher. A dança é só uma estratégia”.

A Zoe precisa de padrinhos que fiquem responsáveis pelos alunos. Ao mês, cada um custa aproximadamente 200 reais. As doações podem ser feitas em dinheiro, em forma de uniformes ou até de frutas para a alimentação especial dos alunos. A conta bancária da escola é do Banco do Brasil. Na agência 3381-2 e conta 23157-6. Outras informações pelo telefone 3355 7730.

As meninas também fazem aula, mas pagam mensalidade.As meninas também fazem aula, mas pagam mensalidade.



Lindo trabalho pessoas, como vcs fazem a diferença num mundo tão dificil de viver ....parabéns
 
vania ney em 25/04/2012 12:16:25
Fazer diferença é pouco, não apenas fazem a diferença que significa nadar contra a corrente, mas tais atitudes de luta por um projeto tão sublime de levar cultura e aprendizado de uma profissão aos jovens em uma sociedade preconceituosa q insiste em aplaudir a mediocridade deve ter todo o apoio dos q/ apreciam o belo!
 
Romildo Fagundes em 25/04/2012 09:44:29
PARABENS ao André e a Sabrina. Em um contexto recheado de machismo, preconceito e discriminação a ARTE faz a diferença, onde ela é CRIAÇÃO, TRANSFORMAÇÃO e LIBERDADE (Isadora Duncan dizia isso: liberdade); Só que o trabalho de vcs, vai além. Laban dizia: A vida é um intenso movimento, então caros artistas...MOVIMENTE-SE, TRANSFORME e FORMEM seres humanos dignos de repassar o que é ARTE.
 
Leonardo Calixto em 25/04/2012 08:42:53
PARABÉNS!!!!!
SUCESSO!!!!
A DANÇA TRABALHA A CABEÇA DO JOVEM....
SHOW O DETALHE DO VENTILADOR....AMEI....
 
GILMAR CANDIDO em 24/04/2012 10:46:11
Sabrina e André, mandem brasa, prôs! Vocês realmente fazem a diferença. Fiquei super feliz de ver que alguns do meninos estão crescendo dentro da Zoe, que já são veteranos, que não desistem! Força na peruca minha gente! Energiaaaaaaaa!
 
Thaysa Freitas em 24/04/2012 10:10:09
Nossa! O Márcio é prova viva mesmo! Eu que vi esse menino pegar na barra em suas primeiras vezes, achava que ele não seria um bom bailarino, que seria desengonçado.
Hoje eu o vejo dançando e me emociono, tamanha competência. E achei linda a foto dele dando aula! Parabéns Márcio, quem te acompanhou sabe de sua dedicação e esforço. Sempre foi assim!
 
Thaysa Freitas em 24/04/2012 10:08:29
obrigada por fazerem parte de nossas vidas.aprendemos muito,não só a dança que são magníficos,mas pelo ser humano que vcs são.amamos vcs...Touro Bandido
 
Carmen Lucia Gomes Teixeira em 24/04/2012 07:47:45
A Zoe merece todo o apoio da população, os Professores Sabrina e André não são somente professores, são também pais, intercessores, ótimos conselheiros, lá não se conta somente com a aula, pode-se contar também com o apoio e carinho dessas duas pessoas maravilhosas! A Zoe realmente tem CORAGEM PARA FAZER A DIFERENÇA!! Torço por essa essa escola!
 
Sâmela Galdino em 24/04/2012 07:25:07
Hoje tenho muito orgulho de estar láh fazendo aula todos os dias!!! :D
Agradeço muito as meus professores Sabrina e André.
 
Mariane Rosa em 24/04/2012 07:22:25
Esse projeto é muito mais além do que pessoas imaginam.
Ensinamos uma profissão, e o mais importante é uma transformação de vida.
Eu sou a prova viva disso, agradeço meus professores e mestres .
Ainda vamos longe!
 
Marcio Elias em 24/04/2012 06:08:07
Eu faço parte dos alunos da zoe escola de dança e posso confirmar que eles fazem um ótimo trabalho.
 
Matheus Proença Galvão em 24/04/2012 05:59:45
Parabéns pela idéia,tenho um filho de 12 anos que faz ballét,,acho muito lindo,e tenho muito orgulho dele,é uma pena que ainda existam pessoas tão preconceituosas que não veem a beleza destes meninos,que ao invés de estarem nas ruas usando drogas e se marginalizando,escolheram a arte da dança!Parabéns á todos eles.
 
Sandra Maria Arena em 24/04/2012 05:39:40
Tenho o maior orgulho de dizer PARABÉNS, a ZOE escola de dança não ensina só BALLET/JAZZ, ensina também o que é ter vontade, força, garra, muito amor pela dança, respeito ao próximo e também a si mesmo. Eu estou ansiosa pelo momento de retornar a essa FAMÍLIA, maravilhoso trabalho onde vocês colocam todo amor, que DEUS abençoe cada passo dado por todos!!!
 
Solange Cantagessi Alvarenga em 24/04/2012 05:24:42
Muito obrigado pela reportagem. Deixo aqui também nossos agredecimentos a prefeitura de campo Grande,Fundac, por sermos selecionados no FMIC 2011, que nos ajudou e muito. Convido a todos os interessados a visitarem nosso projeto, serão bem vindos e comprovarão o conteúdo desta entre outras reportagens. Matriculas estão abertas.André Souza.
 
André Souza em 24/04/2012 05:24:00
Lindo o trabalho desse casal!!!Parabénss
 
Angela Tamires Cardoso de Oliveira em 24/04/2012 04:02:35
È isso ai, eles são maravilhosos super profissionais acho lindo o trabalho deles, minha filha estudou com eles e tenho fé em Deus que o ano que vem ela volta, PARABÉNS A ELES.......
 
rosane rodrigues da silva em 24/04/2012 03:17:56
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.