A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

23/03/2015 15:34

Atores de filme gravado em MS vão conhecer juiz Odilon pessoalmente amanhã

Mateus Solano terá nesta terça a oportunidade de conhecer juiz pessoalmente; Odilon vai acompanhar gravações em Dourados

Helio de Freitas, de Dourados
Mateus Solano interpreta o juiz Vítor no filme “Em Nome da Lei” e grava em Dourados desde sábado (Foto: Eliel Oliveira)Mateus Solano interpreta o juiz Vítor no filme “Em Nome da Lei” e grava em Dourados desde sábado (Foto: Eliel Oliveira)

O ator Mateus Solano, que interpreta o juiz Vítor no longa-metragem “Em Nome da Lei”, ainda não conhece pessoalmente a fonte de inspiração do diretor Sérgio Rezende, o juiz federal Odilon de Oliveira. Gravando cenas do filme desde sábado em Dourados, a 233 km de Campo Grande, o ator de 34 anos afirmou que só manteve contato por e-mail com o magistrado federal, conhecido em todo o país por enfrentar o crime organizado na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai.

Veja Mais
Paolla Oliveira entra em cena e começa a gravar “Em Nome da Lei”
Com Mateus Solano, começam as gravações de “Em Nome da Lei”

O site Dourados News conversou rapidamente com o ator na manhã desta segunda-feira, durante um intervalo nas gravações feitas no Clube Samambaia, onde foi montada a sede fictícia da Justiça Federal – local em que o juiz Vítor vai tomar as principais decisões contra os criminosos e passará a morar provisoriamente, escoltado por policiais federais, por medida de segurança.

Na vida real isso ocorreu com o juiz Odilon de Oliveira, em 2005, quando ele assumiu a Vara da Justiça Federal em Ponta Porã e em menos de um ano condenou 114 pessoas por tráfico de drogas, pediu a extradição de 50 brasileiros presos no Paraguai e sequestrou mansões, carros e aviões dos criminosos. Naquele ano dormia no prédio da Justiça Federal, porque para ele seria arriscado circular pelas ruas e pernoitar em hotel.

“Não o conheci [Odilon Oliveira], mas conversamos frequentemente por e-mail, já que ele mora atualmente em Londres e assim posso ser o mais fiel possível em ação. Estou concentrado no filme, mesmo no hotel estudando e me preparando, não consegui sair para lazer ainda”, disse Mateus Solano.

O ator cometeu uma gafe sobre o local onde o juiz mora, pois Odilon continua residindo e atuando na Justiça Federal em Campo Grande. “Enquanto tiver traficante eu continuo aqui”, afirmou Odilon ao Campo Grande News nesta tarde.

Conforme o site douradense, o ator revelou também ter vontade de conhecer a fronteira seca entre Ponta Porã e Pedro Juan Caballero. No filme, a fronteira fictícia será a Rua Cuiabá, conhecida por ser local da mais tradicional feira livre da cidade. "Tenho vontade de conhecer a fronteira para ter uma noção maior de como é a realidade vivida lá, mas estamos concentrados em Dourados para as gravações", disse o ator ao Dourados News.

Juiz em Dourados – Odilon de Oliveira também informou que nesta terça-feira vem a Dourados para conhecer os atores do filme, especialmente Mateus Solano e Paolla Oliveira, e para acompanhar parte das gravações. A produção do filme não sabia até esta tarde que o juiz viria a Dourados.

O juiz Odilon de Oliveira estará em Dourados amanhã para acompanhar gravações e conhecer atores principais (Foto: Cleber Géllio)O juiz Odilon de Oliveira estará em Dourados amanhã para acompanhar gravações e conhecer atores principais (Foto: Cleber Géllio)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.