A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

05/01/2016 06:56

Aos 19 anos, amigos dirigem e atuam em curta rodado na periferia

Adriano Fernandes
Colo é um jovem de periferia que entra pro mundo do crime como mula no tráfico de drogas.(Foto: Divulgação Facebook)Colo é um jovem de periferia que entra pro mundo do crime como "mula" no tráfico de drogas.(Foto: Divulgação Facebook)

Um tapa na cara é o inicio de uma vingança contada no curta-metragem campo-grandense O Troco. No filme, quem planeja o plano é Colo, um jovem rapaz de periferia, que inicia sua vida no crime como “mula” no tráfico de drogas.

Veja Mais
Final de semana tem a volta de Anjos da Noite, comédia nacional e animações
Semana tem ação com a volta de Jack Reacher, além de ficção e terror

Quem assina o roteiro e também divide a direção do curta são os atores Filipe Silveira, 32 anos e Tero Queiroz, de apenas 19 anos. A história fica entorno da relação entre os personagens Colo e Lauro, que também são vividos pelos dois atores.

A tensão entre eles aumenta quando Lauro, que é um dos chefes de um ponto de venda de drogas em uma favela, dá um tapa na cara de Colo. A partir de então o filme acompanha dois dias na vida desse jovem em busca de vingança.

Filipe Silveira é Lauro, um dos chefes de um ponto de tráfico de drogas.(Foto: Divulgação Facebook)Filipe Silveira é Lauro, um dos chefes de um ponto de tráfico de drogas.(Foto: Divulgação Facebook)

“Ele é um rapaz envolvido no tráfico, que se vê seduzido nesse processo de vingança, mas que ao fim da história se dá conta de que esse mundo não pertence a ele”, conta.

Foi do jovem autor a ideia inicial da história, adaptada ao lado de Filipe. “Eu já tinha um roteiro quase finalizado e o Filipe acrescentou alguns detalhes à história”, explica.

As gravações foram feitas na região dos bairros Coophasul e Nossa Senhora Aparecida. Ao todo, onze pessoas entraram no projeto, que é totalmente independente.

De acordo com Tero, a proposta apresentada no filme é universal e simples. “A principal mensagem passada pela história é que o mau não se combate com a maldade, muito menos com a vingança”, conclui.

As gravações do curta-metragem O Troco se encerraram no último dia 31 e agora o filme esta em fase de pós-produção. A expectativa é de que ate abril a edição esteja finalizada, para lançamento oficial e inscrição em festivais de cinema.

Elenco - Esta é a primeira experiência de Tero Queiroz como roteirista, mas o jovem é estudante de Jornalismo e já atuou em um longa metragem, uma web série e quatro outros curtas metragens. Um deles é a produção “A Vez de Matar, A Vez de Morrer”, que será uma das atrações da 19° Mostra de Cinema de Tiradentes, em Minas Gerais.

Curta a página do Lado B no Facebook.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.