A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

05/08/2015 06:12

Faroeste gay rodado em distrito de MS é filme sobre vingança e violência

Naiane Mesquita
Faroeste gay, Vermelho sobre a Grama foi gravado no distrito de Nova Casa Verde em MS Faroeste gay, Vermelho sobre a Grama foi gravado no distrito de Nova Casa Verde em MS

Um faroeste gay, é a definição para o filme Vermelho Sobre a Grama Verde, do cineasta douradense Giovani Barros, 31 anos.

Veja Mais
Final de semana tem romance, comédia, animação e três filmes nacionais
Final de semana tem a volta de Anjos da Noite, comédia nacional e animações

Rodado no distrito de Nova Casa Verde, em Nova Andradina, cidade distante a 300 km de Campo Grande, o curta-metragem conta a história de um homem decidido a vingar a morte de um familiar, assassinado pelo dono de um posto de gasolina de beira de estrada.

Equipe do filme teve cerca de 20 pessoas na produçãoEquipe do filme teve cerca de 20 pessoas na produção

O filme foi rodado há mais de um ano, no distrito que tem pouco mais de 3 mil habitantes. O local tem uma ligação direta com o cineasta. “Minha mãe é proprietária de um posto de gasolina nessa região há dez anos. Ela sempre me contava muitas histórias, são histórias de violência que por ser no interior não tem muito registro, acaba não sendo de conhecimento de pessoas que não moram ali. Com o tempo viravam contos da cidade”, relembra Giovani.

As lendas da região mexeram com o imaginário do diretor, que resolveu escrever um roteiro. “É um triângulo. Um dos personagens busca a vingança pela morte de outro. Rola uma tensão sexual entre eles, a temática gay existe na forma como os corpos masculinos são explorados, nessa relação de desejo”, explica.

Tradicional duelo da temática de faroeste foi mantida no curtaTradicional duelo da temática de faroeste foi mantida no curta

Homossexual, o cineasta afirma que sempre foi natural a visão e o interesse pela temática gay no cinema. “Como gay e cineasta, o meu olhar gay é inerente. Na construção do imaginário, nos personagens, o desejo, o sexo, isso também está presente nos filmes anteriores”, diz.

O diferencial desse trabalho é a abordagem faroeste, explorando elementos do gênero, como a vingança e o tradicional duelo. “O filme segue os códigos do faroeste, com os cowboys, a estrada, o duelo, mas contado por um olhar gay, a arma como objeto sádico, a tensão entre os personagens”, exemplifica.

A produção tem investimentos do edital de curtas-metragens do MIS (Museu da Imagem e do Som) de Mato Grosso do Sul. “Não conseguiria ter feito sem esse investimento. Também devo muito a Emanueli Ribeiro, que me ajudou muito no filme. Agora que estamos em processo de finalização, a ideia é inscrever o curta em festivais pelo país e se tiver uma boa recepção, seguir para os festivais internacionais”, aponta.

Além de Vermelho sobre a Grama Verde, Giovani tem na filmografia os filmes Uma Canção de Dois Humanos, de 2009, As Heranças de 2011 e a Hora Azul, lançado em 2014, que já passou por diversos festivais e ganhou os prêmios de melhor atriz, no Fest Aruanda do Cinema Brasileiro, de João Pessoa (PB), e melhor figurino, no NOIA (Festival Brasileiro de Cinema Universitário), em Fortaleza.

Cerrado é pano de fundo para a história Cerrado é pano de fundo para a história

Apesar da filmografia, Giovani ainda não terminou o curso de cinema. “Estou para defender a monografia este ano”, confessa. O douradense conta que o desejo de fazer cinema era algo antigo, mas que o curso de economia na USP (Universidade de São Paulo) veio primeiro.

“Só em 2009 que eu decidi, no último ano de Economia, deixar tudo e fazer cinema no Rio de Janeiro. Eu sempre gostei de arte e cultura, mas só entendi que queria cinema quando fui par São Paulo, foi lá que eu abri minha cabeça para esse mundo das artes”, afirma.

Giovani diz que se apaixonou pela sétima arte em um tempo que o único caminho era o locadora. “Devorava os filme da locadora desde criança, em uma época que não existia muita internet, o jeito era confiar que viesse alguma coisa mais diferente nas locadoras e os clássicos da televisão também”.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.