A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

04/10/2015 07:55

Longa-metragem sobre lendas de MS tem estreia gratuita hoje no Parque das Nações

Naiane Mesquita
O longa-metragem Lendas Pantaneiras será exibido na Concha Acústica às 18 horas, com entrada gratuitaO longa-metragem Lendas Pantaneiras será exibido na Concha Acústica às 18 horas, com entrada gratuita

O filme Lendas Pantaneiras estreia hoje, às 18 horas, na concha acústica Helena Meirelles, no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande. Dirigido por Fábio Flecha, o longa-metragem relata histórias folclóricas do pantanal, além das brasileiras, que foram integradas a cultura local com o passar do tempo. A entrada é gratuita.

Veja Mais
Final de semana tem a volta de Anjos da Noite, comédia nacional e animações
Semana tem ação com a volta de Jack Reacher, além de ficção e terror

Diretor pesquisou histórias de Mato Grosso do SulDiretor pesquisou histórias de Mato Grosso do Sul

Gravado principalmente no Museu José Antônio Pereira, o longa tem dois contadores de história interpretados por Thiago Moura e Isac Zampiere, que lembram as lendas que dão origem ao título do filme.

“Por meio das histórias que eles contam, as lendas são apresentadas ao espectador. Eu evito usar o nome resgate, eu acredito que seja mais uma releitura desses contos, uma nova roupagem, até porque os hábitos mudam, então contamos elas de outra maneira”, afirma o diretor.

Ao todo mais de 60 profissionais integraram a equipe do longa-metragem, que tem entre os atores, nomes consagrados do cenário artístico de Mato Grosso do Sul, como os atores Bruno Moser e Espedito Montebranco, além do músico Marcelo Loureiro.

“Nós fizemos uma pesquisa sobre mitos e lendas e o que a gente descobriu é que cada região do país tem as suas peculiaridades, de acordo com a geografia. Por, exemplo, em cada canto tem um saci, apesar do pererê ser o mais famoso por causa do Monteiro Lobato”, explica Fábio.

 

O músico  Marcelo Loureiro participou das filmagensO músico Marcelo Loureiro participou das filmagens

Para o diretor, as lendas europeias e norte-americanas também fazem parte das tradições brasileiras pela colonização e até globalização.

“Mesmo assim, o mito ele tem um pouco da característica do povo da região. É como o antigo ditado diz, quem conta um conto sempre aumenta um ponto”, brinca.

Esse carinho do diretor pelos mitos surgiu de uma forma natural para o diretor. “Eu gosto muito de folclore, eu sou do tempo que as crianças ouviam os avós contarem as histórias, eu ouvia meus avós contarem. O cinema de uma modo geral sempre usou o folclore para as suas produções, com grandes exemplos como o Hobbit, do J.R.R Tolkien, que é baseado nos mitos europeus”, pontua.

Esse é o décimo filme da Render Brasil, produtora do diretor.

“Em breve, vamos iniciar a produção de um documentário intitulado Mulheres do Novo Oeste, que fala sobre o perfil da mulher em Mato Grosso do Sul e na atualidade. É um filme de uma mulher feito para as mulheres. Quem vai dirigir é a Tania Sozza”, adianta.

Produção gravou em locações conhecidas da cidade, como a antiga Estação FerroviáriaProdução gravou em locações conhecidas da cidade, como a antiga Estação Ferroviária



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.