A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

23/03/2015 11:55

Paolla Oliveira entra em cena e começa a gravar “Em Nome da Lei”

Atriz que divide com Mateus Solano o protagonismo em filme sobre juiz de MS passou a manhã em um dos cenários em Dourados

Helio de Freitas, de Dourados
Paolla Oliveira chega ao Clube Samambaia, onde foi montado um dos cenários do filme em Dourados (Foto: Eliel Oliveira)Paolla Oliveira chega ao Clube Samambaia, onde foi montado um dos cenários do filme em Dourados (Foto: Eliel Oliveira)

A atriz Paolla Oliveira começou hoje em Dourados, a 233 km de Campo Grande, a gravar as cenas do filme “Em Nome da Lei”, no qual vai interpretar a promotora de Justiça Marines, aliada do juiz Vítor (Mateus Solano) no combate ao crime organizado na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. As gravações começaram no sábado, com cenas de Mateus Solano em um escritório de contabilidade na Rua João Góes, no centro, e correndo e uma rua de terra, ao lado de um hotel desativado, na Avenida Guaicurus.

Veja Mais
Com Mateus Solano, começam as gravações de “Em Nome da Lei”
Rota do tráfico, Dourados vira cenário real e terá suas 7 semanas de Hollywood

Dirigido por Sérgio Rezende e produzido por Mariza Leão, da Morena Filmes, do Rio de Janeiro, “Em Nome da Lei” é uma obra de ficção inspirado na trajetória do juiz federal Odilon de Oliveira. Pelo menos 30 atores douradenses foram selecionados para atuar no longa-metragem, que deve começar a ser distribuído pela Fox Filmes do Brasil entre dezembro deste ano e janeiro de 2016.

Paolla passou boa parte da manhã no cenário montado no Clube Samambaia, na Rua Balbina de Matos, região norte da cidade. No local funciona o Fórum fictício da Justiça Federal, onde o juiz Vítor vai passar a morar sob escolta da Polícia Federal depois que sua vida passa a correr perigo devido às decisões tomadas contra o crime organizado. A produção locou uma casa em frente ao clube, que foi usada pela equipe de maquiagem para preparar a atriz para as cenas.

A rua foi interditada por agentes de trânsito da prefeitura e apesar de o clube ficar numa área com várias empresas, residências e uma universidade particular, não houve tentativa de aproximação de fãs dos atores, muito badalados na atualidade por seus papeis em novelas da TV Globo. No sábado, quando a equipe gravava cenas no escritório de contabilidade, no centro, cerca de 50 pessoas saíram nas calçadas para acompanhar de longe a movimentação dos atores e técnicos.

Apagão – Embaixadora da campanha Hora do Planeta, a atriz Paolla Oliveira informou na semana passada a sites nacionais que vai apagar todas as luzes no próximo sábado, dia 28, das 20h30 à 21h30. A colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, informou que tanto a produção quanto o elenco do filme sofreriam os efeitos da participação de Paolla na campanha mundial. Entretanto, as gravações em Dourados ocorrem apenas durante o dia.

Iniciativa da ONG WWF, a campanha prevê que luzes de casas, prédios e monumentos importantes das maiores cidades do mundo serão apagadas para marcar a busca de soluções para as mudanças climáticas.

Além do papel no filme “Em Nome da Lei”, Paolla Oliveira vai fazer parte do elenco da próxima novela das seis, “Além do Tempo”, com estreia marcada para julho.

Sede fictícia da Justiça Federal funciona no antigo Clube Samambaia, onde Paolla Oliveira contracena com Mateus Solano (Foto: Eliel Oliveira)Sede fictícia da Justiça Federal funciona no antigo Clube Samambaia, onde Paolla Oliveira contracena com Mateus Solano (Foto: Eliel Oliveira)

Sinopse – Fronteira entre Brasil e Paraguai. Porta de entrada de 75% da maconha consumida no país, rota de tráfico de cocaína, armas e contrabando. Quando o juiz Vítor chega à cidade de fronteira, sabe que vai ter uma tarefa imensa para desarticular o poder dos bandidos.

O chefe incontestável do crime é Gomez (Chico Díaz), que há décadas comanda com mão de ferro o território. Rico e poderoso, montou uma enorme rede de corrupção, com tentáculos no Judiciário brasileiro e no governo paraguaio.

“Em Nome da Lei” é a jornada desse magistrado para impor a Justiça no mundo corrompido e violento da fronteira. Aliado a Elton, delegado da Polícia Federal e Marines, jovem promotora do Ministério Público, ousam enfrentar o império do crime.

Nessa tarefa, Vítor se depara com todos os tipos de dificuldades, sofre dois atentados, escapa por milagre, mas não resiste. Passa a morar no próprio Fórum, com escolta permanente de agentes federais.

Percebendo que não poderá prosseguir isolado, alia-se a um grande jornalista de São Paulo. Com a força da opinião pública, consegue mandar para a prisão um número enorme de criminosos, confisca bilhões de reais do comércio ilegal e se torna um símbolo na luta pela Justiça a qualquer preço.

Mateus Solano durante gravações em escritório de contabilidade de Dourados, no sábado (Foto: Divulgação)Mateus Solano durante gravações em escritório de contabilidade de Dourados, no sábado (Foto: Divulgação)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.