A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

08/06/2015 06:34

Para rodar filme, eterna Maria Quitéria lança campanha na internet

Paula Maciulevicius
No longa, Arce vai interpretar um advogado religioso, ligado às causas comunitárias, mas que também esconde uma conduta obscura.No longa, Arce vai interpretar um advogado religioso, ligado às causas comunitárias, mas que também esconde uma conduta obscura.

Arce Correia nunca para e está com projeto novo prestes a sair do forno. Aluno da Escola de Arte Dramática da USP, Arce troca Maria Quitéria por apoio para rodar o longa-metragem "13 Andares", o primeiro filme da escola. Voltada para formação no teatro, a EAD como é conhecida lançou grandes nomes da atuação como Aracy Balabanian, Ney Latorraca e por aí vai. Nos 67 anos de tradição, essa é a primeira vez que os alunos tem aula de cinema e interpretação diante das câmeras. 

Veja Mais
Final de semana tem romance, comédia, animação e três filmes nacionais
Final de semana tem a volta de Anjos da Noite, comédia nacional e animações

No longa, Arce vai interpretar um advogado da alta sociedade, religioso, ligado às causas comunitárias, mas que também esconde uma conduta obscura. "A minha escolha de discussão foi falar sobre a violência que tem na gente, nas mínimas coisas", explica Arce. Isso porque a construção do filme é coletiva e feita com os próprios atores.

Dirigido por Eliana Fonseca, diretora, roteirista e atriz, Lili que tem na bagagem a produção de Rá Tim Bum, onde também interpretou Cacilda e Castelo Rá Tim Bum, trabalha a participação dos atores dentro da criação dramática.

Segundo Arce, o processo começou com a seguinte pergunta: 'sobre o que vocês querem falar?' E a partir daí começaram os personagens, situações, contextos e cenários onde eles estarão inseridos. O filme acompanha a vida de 13 personagens em paralelo, mas que se cruzam no mesmo ambiente: um prédio residencial de São Paulo.

Como recompensa, Arce Correia oferece show com a personagem mais famosa do Estado: Maria Quitéria. (Foto: Murilo Basso)Como recompensa, Arce Correia oferece show com a personagem mais famosa do Estado: Maria Quitéria. (Foto: Murilo Basso)

Doação - As gravações começam em julho e para começar, os atores estão com a campanha no catarse "13 Andares" para levantar R$ 30 mil, custos que serão voltados à produção, logística e alimentação dos atores.

"Como tem material e bastante gente, faltam algumas coisas para a produção. Essa é só uma grana para viabilizar um pouco", explica Arce.

A campanha segue pelos próximos 13 dias e as doações começam em R$ 10 e podem chegar até R$ 5 mil. Em troca, para quem quiser, existem recompensas como: nome nos créditos finais, acesso exclusivo ao filme online, até um figuração, dar nome aos personagens e um workshop de cinema com a diretora.

Como recompensa pela doação, Arce Correia está oferecendo um show com a personagem mais famosa do Estado. Maria Quitéria entra em cena para ajudar no longa. No catarse, os passos para a doação são bem simples. No site mesmo, o telespectador seleciona o valor e a recompensa desejados. Depois é só clicar em 'Revisar e realizar pagamento' para ser redirecionado a uma nova página até concluir o pagamento, que pode ser feito com cartão de crédito ou boleto.

Abaixo, no vídeo, a diretora do longa, Eliana Fonseca, explica o projeto: 

 

Dirigido por Eliana Fonseca, diretora, roteira e atriz, Lili trabalha a participação dos atores dentro da criação dramática. Dirigido por Eliana Fonseca, diretora, roteira e atriz, Lili trabalha a participação dos atores dentro da criação dramática.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.