A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

19/10/2016 07:01

Publicitário ensina crianças a fazer cinema com massinha de modelar

Naiane Mesquita
Thales é publicitário, mas apostou em projeto feito para crianças e adolescentes Thales é publicitário, mas apostou em projeto feito para crianças e adolescentes

O cinema é uma caixa mágica capaz de transformar massinhas de modelar em histórias incríveis. É essa a proposta do projeto Filma Ae, idealizado pelo publicitário Thales de Souza Pimenta, em que crianças de 8 a 12 anos aprenderão na prática como criar uma animação infantil.

Veja Mais
Final de semana tem a volta de Anjos da Noite, comédia nacional e animações
Semana tem ação com a volta de Jack Reacher, além de ficção e terror

“Vamos trabalhar com crianças do ensino fundamental e ensino médio. Para cada público é uma abordagem diferente, enquanto os menores aprenderão a fazer uma animação com massinhas de modelar, os adolescentes  de 14 a 18 anos vão seguir pela linha live action”, afirma Thales.

O projeto foi aprovado pelo FIC- MS (Fundo de Investimentos Culturais de Mato Grosso do Sul) e será implantado nas escolas públicas de Fátima do Sul, Glória de Dourados, Lagoa Bonita e nos Cras (Centro de Referência de Assistência Social) de Dourados.

“Não queremos limitar apenas a Dourados. Vamos trabalhar em outras cidades. O projeto surgiu como um incentivo a criação de público e uma forma de movimentar a Mostra de Cinema da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) com novas produções”, ressalta.

Para as crianças, as massinhas serão modeladas e fotografadas quadro a quadro. “Não vamos utilizar equipamentos complexos, é uma câmera com gravação de áudio e pronto. Os adolescentes farão curtas, experimentando como é filmar, apresentar, mostrar o outro ponto de vista de um filme”, descreve Thales.

Thales começou o trabalho no audiovisual como um admirador. Foi um dos incentivadores da Mostra de Cinema da universidade, que começou por meio de um cine clube.

“Meu envolvimento com a produção é meio recente. Iniciei como realizador da mostra, mas minha formação acadêmica é em publicidade e propaganda. Por conta disso mesmo, eu tenho essa proximidade com o vídeo. Com essa proposta você estimula que é possível realizar um filme e incentiva que as pessoas vejam o filme”, esclarece.

A mostra está na quinta edição. “Pensamos que é muito complexo fazer cinema, mas pode ser mais simples. Se tudo caminhar, ano que vem temos mais uma edição e futuramente com novos participantes”, declara.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.