A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

10/10/2014 06:34

Projeto mostra lado sexy da mulher comum em fotos sem tratamento

Elverson Cardozo
Ideia é mostrar que a mulher comum pode, sim, ser sensual e sem produção ou tratamento. (Foto: Ryan Felipe)Ideia é mostrar que a mulher comum pode, sim, ser sensual e sem produção ou tratamento. (Foto: Ryan Felipe)

Projeto “Desnude”, criado pelo fotógrafo Ryan Felipe dos Santos de Oliveira, 20 anos, de Campo Grande, tem a proposta de mostrar a beleza e a sensualidade de mulheres comuns em fotos sem produção ou tratamento digital.

Veja Mais
Casal queria poetizar início, mas soube rimar como ninguém o "fim" do amor
Monogâmico ou não, gays e lésbicas querem o direito de viver a afetividade

A ideia nasceu em março deste ano, de maneira despretenciosa, durante sessão com uma amiga. “Eu disse: Tira a blusa e fica de costas. Acho que vai ficar legal. Minha primeira referência foi o Suicide Girls [site que reúne registros sensuais de garotas reais, não necessariamente modelos]”, conta.

Desde então, Ryan vem fotografando mulheres que topam o desafio de se despir para as lentes e, assim, mostrar um lado mais sensual, muitas vezes desconhecido e escondido.

Ensaios acontecem em móteis, hotéis e até em parques. (Foto: Ryan Felipe)Ensaios acontecem em móteis, hotéis e até em parques. (Foto: Ryan Felipe)

A ideia é, basicamente, mostrar a beleza do corpo feminino e que toda mulher pode, sim, ser sexy. […] As fotos nao passam por tratamento algum, apenas ajuste de filtro”, comenta.

Até agora, 32 mulheres participaram do “Projeto Desnude”, a maioria delas amigas do fotógrafo, que não cobrou, porque queria montar um portfólio. “Agora cobro R$ 350,00 em um sessão que dura em torno de 2 horas, dependendo das condições”, avisa.

As sessões ocorrem em motéis, hotéis e até em parques, afirma. Além de fotografar mulheres nuas, Ryan levanta a bandeira do “amor livre, sem preconceitos”, e por isso, nesses 32 trabalhos, clicou alguns casais de lésbicas.

“Sou hétero, mas tenho a cabeca muito aberta para qualquer tipo de assunto. Nao devemos separar as pessoas por sexualidade, religião ou raça. Somos todos iguais”, ensina.

O fotógrafo, que é acadêmico do quarto semestre de Publicidade e Propaganda, não procura mulheres ideais, com perfis definidos, mas recomenda o ensaio para aquelas que tem baixo estima. “No formato que eu faço faz a pessoa dar uma revivida”, garante.

A constatação vem dos elogios que recebe. “[Elas] ficam apaixonadas com o resultado final, porque não imaginagem que poderiam ficar sexy, então, se assustam”.

O R$ 350,00 da sessão é por 50 fotos em formato digital. Para conhecer mais do Projeto Desnude, clique aqui.




OLHA, O MUNDO TÁ FICANDO BOM DE NOVO QUE ESTRANHO! :)
 
Cyro Escobar Ribeiro Neto em 10/10/2014 07:18:47
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.