A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

27/01/2014 07:00

Afastado após 4 assaltos, ele tem saudade de subir no ônibus gritando "bom dia"

Elverson Cardozo
Sempre com um sorriso no rosto, Joel Motorista lembra com alegria dos anos de ouro. (Foto: Cleber Gellio)Sempre com um sorriso no rosto, Joel Motorista lembra com alegria dos "anos de ouro". (Foto: Cleber Gellio)

Em mais de 30 anos trabalhando como motorista, boa parte desse tempo no transporte coletivo em Campo Grande, Joel Arguelho, foi assaltado quatro vezes. O trauma foi tanto que, em 2007, dois anos antes da aposentadoria oficial, ele foi afastado do serviço. Mesmo assim, o idoso de 65 anos sente saudade de percorrer as ruas da Capital, conversar com o povo e espalhar alegria, palavra que ele aprendeu só depois de adulto.

Veja Mais
Na hora de conhecer o bom velhinho, simpatia da Mamãe Noel faz toda a diferença
Casal queria poetizar início, mas soube rimar como ninguém o "fim" do amor

Por aí, em qualquer canto da cidade, ele é lembrado como o motorista que entrava no ônibus desejando bom dia em alto e bom som; como o senhorzinho de bem com a vida, que tratava todos com carinho, e como o funcionário dedicado, sempre disposto a ajudar. É visto, até hoje, como um exemplo a ser seguido.

A “fórmula da felicidade”, que rendeu ao homem tanta popularidade, surgiu de uma história marcada por sofrimento. Joel só queria transmitir aos outros o carinho que não teve na infância e parte da adolescência.

Drama pessoal - Natural de Guia Lopes da Laguna, ele precisou se virar sozinho cedo demais. Como apanhava do padrasto, fugiu de casa aos 16 anos. Em Campo Grande, logo que chegou, foi trabalhar em uma padaria.

“Lavava assadeira de pão doce e limpava a quadra para ganhar uma sardinha. Colocava no meio do pão para comer. Pegava bolsa de trigo, batia nos postes e forrava no chão para dormir porque não tinha cama”, contou.

Foi assim por um bom tempo até que, aos 17 anos, o dono de uma empresa de ônibus soube dele por um colega e resolveu lhe dar uma oportunidade de “lavador”. O garoto retirou a sujeira dos carros, na garagem da "firma", por aproximadamente três meses. Conseguiu uma promoção e virou fiscal.

Cerca de um ano e meio depois, em 30 de janeiro de 1972, o rapaz subiu de cargo. Passou a trabalhar como cobrador. No dia primeiro de novembro de 1980, oito anos mais tarde, Joel já era motorista. Foi nessa função, desempenhada em duas empresas, que ele aprendeu a ver a vida de outra forma.

Bom dia! - A saudade da época em que dirigia é tanta que ele guarda, na casa onde mora, no bairro Tijuca I, o encosto de banco, a marreta que carregava para ver se o pneu do carro estava cheio, as três carteiras de trabalho lotadas de registros e, claro, o crachá da última empresa que trabalhou durante 29 anos.

Joel com um dos seus passageiros. (Foto: Arquivo Pessoal)Joel com um dos seus passageiros. (Foto: Arquivo Pessoal)

Na memória, armazena os bons momentos vividos atrás do volante. Para se tornar um motorista conhecido, elogiado, Joel desenvolveu um método próprio. Só que a aplicação, na prática, foi barra pesada. Ele precisou “treinar” os campo-grandenses, pelo menos os seus passageiros. Não foi tarefa fácil, é óbvio, mas a insistência venceu.

Toda vez que parava no terminal para embarcar uma nova turma, um “ritual” era cumprido: “Entrava e falava: ‘Bom dia meus passageiros’. Eles não respondiam e eu não me conformava com aquilo e repetia: ‘Bom dia meus passageiros. Responde para eu pedir para Deus abençoar vocês. Tive que forçar a barra. Falei: Vou ensinar esse povo a se amar’”, contou.

O “curso intensivo” teve bons resultados, recorda. Em pouco tempo, todo mundo, ou quase todos, já respondiam ao Bom Dia espontaneamente e Joel explicava: “Sabe por que estou fazendo isso? Porque vocês pagam meu salário. Tenho que tratar bem”.

Motorista ainda guarda apoio de banco e marreta que utilizava no trabalho. (Foto: Cleber Gellio)Motorista ainda guarda apoio de banco e marreta que utilizava no trabalho. (Foto: Cleber Gellio)

Como profissional humano que foi, o motorista ouviu muitas críticas, inclusive dos próprios companheiros de empresa, mas ele não ligava. Continuava a cumprimentar, a esperar as senhoras sentar para, então, sair com o ônibus e até a cometer pequenos deslizes compreensíveis. “Parava fora de ponto, esperava passageiros, carregava até cimento. Não pode, mas eu fazia”, afirmou.

Os amigos falavam que o carinho era bobeira e ninguém se importava com isso, mas Joel continuou a “treinar” os campo-grandenses porque se sentia bem, queria chegar em casa sorrindo, alegre, e dormir tranquilo. O tempo mostrou, depois, que tudo isso valeu a pena.

“Uma vez encontrei um engenheiro que me abraçou, quase me quebrou, porque eu carreguei ele quando criança e hoje ele é formado. Tem policial, delegado...”, lembra. Joel Motorista, como ficou conhecido, é uma daquelas pessoas que, em uma única conversa, é capaz de nos fazer acreditar que o mundo é maravilho se visto de outro ângulo. “Se você tem amor, você é feliz”, ensina.




Que saudade!!! Quando eu era menina, acompanhava minha avó, que tinha deficiência visual. O Seu Joel era a delicadeza e gentileza em pessoa com toda sua paciência e carinho. Deus o abençoe!!! Muito obrigada!!! Que lembrança gostosa....
 
Lia Mayo em 18/08/2016 08:23:18
OI TIO, FICO ORGULHOSA DE SABER QUE TANTAS PESSOAS O ADMIRA E TE RESPEITA COMO UM CIDADÃO DE BEM. AGRADECEMOS A DEUS PELA SUA VIDA.
SEJA FELIZ E TRANSMITA SUA FELICIDADE A ONDE O SENHOR PASSAR. BJS
 
LUCIMARA DE LARA MEDINA em 31/01/2014 16:33:38
esse sim merece todo o nosso respeito, uma pessoa de bom humor sempre trabalhando com alegria e satisfaçao, para nós que tivemos a honra de ser passageira dele dentro de coletivos..... sem menosprezar ninguem, mais seu JOEL enquanto profissional era excelente sem´re com um sorriso nos labios e um bom dia a todos . parabéns seu Joel que Deus te abençoe.
 
marlei correa em 28/01/2014 10:35:13
Bom dia, "Joel motorista" - Deus te abençoe.
 
Walmir Tornacioli em 28/01/2014 05:55:14
Parabens "seu"joel!!fiquei muito feliz ao ler essa homenagem ao sr,peguei muitas vezes o ônibus contigo.nunca esquecerei seu carisma e bom humor,Deus o abençoe sempre.estou morando em Sta Catarina,mas ñ esqueço dos amigos dai dessa cidade que amo tanto.
 
ezilda vareiro em 27/01/2014 21:26:26
Parabens meu querido pai, sou um dos filhos que me orgulho do pai que tenho, este legado sera para sempre a minha riqueza e o rumo para o meu sucesso, vc nao conquistou a sua vitoria na politica, mais construiu uma historia que muitos politicos terao como exemplo, o desejo de verdadeiramente servir e ser humilde o suficiente para reconhecer aqueles que o servem. te amo meu querido !.
 
tercio gomes em 27/01/2014 20:13:20
Sofreu quando criança, lutou corretamente, e alcançou a paz que é a melhor coisa da vida!
Só pessoas íntegras conhecem essa felicidade!
Tudo de bom para o senhor.
 
mirella forti cossignani em 27/01/2014 18:37:36
parabéns Joel,fui sua passageira,bons tempo,que saudade.
 
ana katia da cruz ocampos faustino em 27/01/2014 18:12:53
saudades primo.
 
marluce arguelho camargo em 27/01/2014 18:08:06
Joel Arguelho maior pescador de tilápia que conheço...
 
eduardo meira em 27/01/2014 16:48:06

Grande herói trabalhador, cumpridor, de seus deveres.

exemplo para milhões de vadios,que estão nesse brasil afora.
 
Hélio guedes de souza em 27/01/2014 12:47:04
Fui passageira dele por muito tempo quando ele fazia a linha Bom Jardim - Buriti, realmente é um grande motorista muito querido por todos que pegavam ônibus com ele, parabéns pelo seu lindo trabalho.
 
Adriana Silva em 27/01/2014 12:41:18
Quem dera se todos os motoristas fossem 10% do que foi o Sr Joel em seu trabalho.
Ser mais humano.... sabado de manhã naquela chuva torrencial pedi com toda educação para o motorista parar duas quadras antes do meu ponto e ele fez de conta que nem me ouviu. Me molhei toda pra chegar ao trabalho mas tudo bem, até entendo que eles não podem fazer isso, mas poxa, em um dia chuvoso custa abrir uma exceção? Detalhe que a rua estava sem movimento e com poucas pessoas dentro do onibus,estava na rota dele.... mas enfim... fica o meu desabafo. Parabéns Sr Joel pelo belo exemplo de vida!!!
 
Giovanna Nunes em 27/01/2014 11:39:47
SAUDADES SENHOR JOEL.... E SERIA GRANDE VEREADOR TENTATIVAS POR VARIAS VEZES E AI PESSOAL NAS PROXIMAS VAMOS COLOCAR ELE LA....
SAUDADES.
 
HERLEI CLEBER em 27/01/2014 11:21:46
Que bonito!! Parabéns sr. Joel! Linda reportagem!
 
JESSICA MACHADO em 27/01/2014 10:19:13
Nossa que reportagem deliciosa, com sabor de saudade mesmo, eu e minha família fomos passageiros dele na linha do Buriti, meu filho quando entrou na escola tinha uma mochila com um urso de nome Joel , em homenagem a ele. Realmente ele tratava "TODOS" com muito repeito e carinho. Felicidades Joel
 
Luciene Lopes em 27/01/2014 10:08:27
Parabéns pela matéria! Merecida homenagem ao sr. Joel Motorista como ficou conhecido. Peguei muito ônibus com ele quando fazia a linha Buriti/Bom Jardim/Terminal Bandeirantes. Realmente a alegria e a presteza que o senhor Joel sempre demonstrou tornava o dia da gente melhor e por incrível que pareça ele contagiava os passageiros. Um belo exemplo de pessoa de bem com a vida e que amava o seu trabalho. Grande abraço senhor Joel.
 
Lúcio Lopes Nantes em 27/01/2014 09:28:52
O sr. Joel é uma ótima pessoa,tive a oportunidade de ser um de seus passageiros sempre tratava as pessoas com respeito ele merece essa matéria.
 
Gilberto Anário dos Santos em 27/01/2014 09:28:11
Muito linda a reportagem....... ela nos faz acreditar que gentileza gera gentileza e que todos nós podemos fazer a diferença e com certeza o sr Joel fez a diferença entre os motorista e nada melhor do que ser reconhecido... já diz um pensamento que melhor ser valorizado enquanto vivo do que homenageado quando morto...e que isto possa servir de exemplo para todos nós....pois quando damos um sorriso a alguem pode ser que seja a única coisa boa que esta pessoa recebeu naquele dia. Parabéns sr Joel com certeza encerrou a carreira com o sentimento de missão cumprida!
 
Maria das Graças de Souza Fay em 27/01/2014 09:23:37
Realmente boas lembranças Sr: Joel, não se faz motorista como o senhor , esperava as crianças da escola (eu) as senhoras sempre muito atendo com elas... Bom saber que está bem ... Que Deus o abençoe sempre ...
 
Andrea Arruda em 27/01/2014 09:14:03
Seu Joel é um belo exemplo,de que mesmo se morando em cidades maiores,as pessoas,não precisam ser tão frias ou fechadas,afinal as cidades são feitas de gente e era isso que ele cultivava nas pessoas o contato humano,já peguei ônibus com ele.
 
Antonio Costa em 27/01/2014 09:02:49
Nossa quanto tempo,Joel.Andei de ônibus com Ele sempre feliz da Vida por esta trabalhando..e muitas as lições de vida que conta pra mim....velhos tempo de Jaguar....Que Deus te abençoe sempre
PS: sem falar na política.....
 
Maria Emilia em 27/01/2014 08:51:38
Ele realmente é muito simpático, um exemplo de profissional e ser humano! :)
 
Sâmela Gimenez em 27/01/2014 08:46:41
Parabéns seu Joel! O senhor é uma peça rara, eu sou usuária do transporte urbano e
falo bom dia aos motoristas e a maioria nem responde e alguns responde de má vontade.
Aproveite a sua aposentadoria.
 
Anadir da Silva em 27/01/2014 08:38:45
Peguei muitas vezes ônibus com esse sr. e realmente ele era muito alegre.
Ele esqueceu de citar que vez ou outra jogava pela janela balinhas para as crianças que estavam na rua brincando.rs
 
Natalia Carvalho em 27/01/2014 08:37:19
Eu me lembro que quando tinha 10 anos, era uma correria de manhã, mas ao entrar no ônibus ouvia um animado "Bom dia" era o Joel sempre sorridente.
Muitos anos depois o encontrei novamente em outro bairro e ele continua o mesmo. Seria tão bom se as pessoas que trabalham com ser humano fosse um terço do que você é!
****** Para relembrar "Bom dia Joel" **********
 
Katiuscia Ribeiro em 27/01/2014 08:35:25
Hoje, o que se grita no ônibus é: ISSO É UM ASSALTO!!
 
lucio jorge em 27/01/2014 08:28:54
SR. Joel meus parabéns, que Deus possa estar sempre com sr.sei, que ele estará.
Fico feliz em saber que pessoa como sr. existe, sabe que diferença o sr. faz na vida de todos nos. Meus parabéns, obrigado, obrigado, obrigado mesmo porque o sr. existe.
Volte a trabalhar o sr. tem muito a fazer, o sr. não pode ficar parado, o mundo necessita da sua presença.
Distribua sua felicidade em outra parte da cidade.
 
Neuza Borges leal em 27/01/2014 07:58:08
Belo exemplo Sr. Joel!!! Apesar de não ter sido sua passageira, tive o privilégio de conviver com profissionais como o senhor. O Sr. Jorge que foi motorista do Santa Carmélia e gentilmente me deixava na esquina de casa todas as noites quando voltava da escola, e o Sr. Paulo que era cobrador, hoje aposentado é meu vizinho e amigo!
 
Kelly Sandim em 27/01/2014 07:54:48
O campo-grandense deveria aprender com este cidadão. Elogiar mais as pessoas que fazem parte do seu dia-a-dia. Amar mais sua vida e agradecer a Deus pelo que já possui ao invés de reclamar o que não tem! Parabéns Sr. Joel.
 
Tatiana Marinho em 27/01/2014 07:31:49
Quem não lembra do Sr. Joel! História de vida simples, mas com honra, amor ao trabalho e respeito ao próximo. Prova de que precisamos de muito pouco para ser feliz e realizado! Parabéns!!!
 
Juçara Rosa em 27/01/2014 07:14:36
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.