A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

22/03/2016 19:00

Amigos se unem pelo recomeço de donos de salão que pegou fogo

Rifas, almoços e pedidos de doação em grupos de whatsapp são algumas das ações

Bianca Bianchi
Organizadas por Ani, rifas de prêmios doados vão arrecadar R$ 2.500,00 para o casal (Foto: Marcos Ermínio)Organizadas por Ani, rifas de prêmios doados vão arrecadar R$ 2.500,00 para o casal (Foto: Marcos Ermínio)

Diante do incêndio que destruiu o salão de beleza e único ganha pão da família, o casal Sidney Demazi e Lurdinha encontrou na ajuda de amigos e comerciantes vizinhos a força para recomeçar. O fogo destruiu quase tudo no local na madrugada de sábado (19), na Rua Rui Barbosa, entre a rua XV de Novembro e a avenida Afonso Pena, em Campo Grande.

Veja Mais
Dono de salão acredita em incêndio criminoso e vai procurar a polícia
Incêndio destrói salão de beleza e loja de roupas na Rui Barbosa

O sentimento de empatia foi o que incentivou Ivonei Schultz, 57 anos, a montar a primeira ação em favor do casal. O homem, que também tem um salão de beleza com a esposa, Mari, passou por uma situação parecida ano passado.

"Meu sustento também vem de um salão de beleza e há oito meses também tivemos um incêndio no local. Eu compreendo a situação deles duplamente. Nessas horas a gente tem que dar as mãos para se ajudar", declarou Ivonei.

Além de organizar uma feijoada, que terá ingressos a R$ 20,00, Ivonei quer, junto com mais alguns amigos, pagar o aluguel de um espaço durante seis meses para que Sidney e a esposa reabram o salão. Além disso, já recebeu a confirmação de doações de cosméticos e equipamentos, como lavatórios, cadeiras e máquinas, para o novo estabelecimento de Sidney.

Dona de um ateliê de noivas que fica ao lado do salão que incendiou, Ani Martins organizou cinco rifas, que vão arrecadar, no total, R$ 2.500,00. Os prêmios, que são doações de amigos, vão de óculos de sol a jogo de panelas. Grupos no whatsapp também foram criados para pedir doações e divulgar os eventos.

Grupos de whatsapp foram criados para arrecadar doações e divulgar eventos (Foto: Marcos Ermínio)Grupos de whatsapp foram criados para arrecadar doações e divulgar eventos (Foto: Marcos Ermínio)

"Eles são muito queridos e trabalhadores, não tinha como não ajudar. Lembro de diversas vezes ter comprado rifas que eles vendiam para ajudar outras pessoas, nada mais justo que eles receberem isso de volta. Virou uma corrente do bem", afirmou a mulher.

No momento em que a reportagem esteve no ateliê para entrevistar Ani, uma reunião acontecia na porta do estabelecimento para definir detalhes de um almoço que vai acontecer no próximo dia 10 de abril. Com ingressos vendidos a R$ 20,00 e bobó de galinha como prato principal, o grupo quer ajudar o quanto puder.

"Eu ainda estou assustada, não caiu a minha ficha. Mas, apareceram muito mais amigos do que a gente esperava", comentou Lurdinha, enquanto acompanhava as decisões do grupo.

O aposentado Anselmo Abel, 65, também era um dos participantes da reunião. Cliente do casal há 18 anos, o homem afirma que eles praticamente fazem parte de sua família.

"Corto o cabelo com eles desde quando eu tinha cabelo. Minha esposa, meus filhos e até a minha neta é cliente. É meu dever fazer alguma coisa pra ajudar", comenta o homem bem humorado.

Emoção – Quando questionado o que estava achando de todas as iniciativas que estavam surgindo para ajudá-lo, Sidney, que acompanhava de longe e calado a movimentação do grupo, se emocionou e declarou em apenas uma palavra o motivo de tudo: "amigos".

Incêndio – De acordo com testemunhas, o fogo que destruiu o salão LS e atingiu também uma loja de roupas que fica ao lado, começou por volta das 3h da madrugada de sábado (19). A situação foi percebida por um guarda particular que trabalha na rua e acionou o Corpo de Bombeiros. A suspeita é de que o incêndio tenha sido criminoso, pois a porta da loja de roupas onde o incêndio começou estava arrombada.

Anselmo, Lurdinha e amigos reunidos para definir eventos que vão arrecadar dinheiro (Foto: Marcos Ermínio)Anselmo, Lurdinha e amigos reunidos para definir eventos que vão arrecadar dinheiro (Foto: Marcos Ermínio)
No dia seguinte ao incêndio, Sidney tenta contabilizar os prejuízos para seu negócio (Foto: Fernando Antunes)No dia seguinte ao incêndio, Sidney tenta contabilizar os prejuízos para seu negócio (Foto: Fernando Antunes)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.